O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

784-F DIARIO DA CAMARA DOS SENHORES DEPUTADOS

vantada no paiz a questão economica o social, a ver levantada a questão religiosa. (Apoiados.) E prefiro-o, porque no seio da questão religiosa ha hoje simplesmente uma lucta esteril, irritante, não benefica para ninguem, nociva para todos; (Apoiados.) ao passo que na questão economica e social, embora se apresente ás vezes no meio de relampagos e trovões, pré vêem-se, ha e hão de ir surgindo com o tempo soluções necessarias, reclamadas pela justiça. (Apoiados.)
Vae longe o tempo em que se uniam n'um odio commum os reis e os padres; e á formula de ferocidade em que esse odio se traduzia, substituiu-se hoje, felizmente, a doutrina de que se devo aproveitar a força dos reis e do clero para a resolução de todas as questões que impendem sobre o mundo. (Apoiados.)
Vae longe tambem a doutrina da completa separação da igreja e do estado. Esta doutrina, que foi por muito tempo um artigo do programma dos liberaes, é condemnada por uma philosophia que se chamou o positivismo, philosophia de que quasi todos faliam, que poucos estudam, e de que muitos menos ainda estão penetrados. A essa separação completa dos dois poderes substitue-se hoje a doutrina da sua harmonia no interesse da humanidade. (Apoiados.)
O mundo tem hoje tantas questões, tantos problemas a resolver, para que suscitar mais um, prejudicando a resolução de todos? (Apoiados.)

Sr. presidente, tenho percorrido e creio que refutado as principaes accusações feitas ao governo pelos oradores d'aquelle lado da camara. (Apoiados.)
Os tumultos foram o resultado da ignorancia explorada. (Apoiados.) As difficuldades dos addicionaes foram as dificuldades necessariamente inherentes á transição de um para outro regimen, e á diversidade de periodos entre o orçamento do estado e os orçamentos dos corpos administrativos. (Apoiados.)
A diffamação apresentam-nol-a como injusta, e, apesar de injusta, querem que tenha effeitos como legitima e valida! Quando uma tal doutrina partia d'aquelle lado da camara, eu desejava que nas galerias podesse estar todo o paiz para ouvil a, e para avaliar por ella a justiça da opposição. (Apoiados.) E se eu tivesse entrado n'esta camara, indifferente á politica, e esperando decidir-me apenas pelo que ouvisse de um e do outro lado da camara, bastar-me-ia ouvir partir d'alem esta theoria dissolvente, para me collocar a favor do governo; assim, a estranha theoria afervora-me na minha dedicação ao meu partido e aos homens que o representam no poder; (apontando para as cadeiras os ministros. -Apoiados.)
A proposito de incompatibilidades dizem que a nossa politica está sendo politica de negocios, e não politica de principios. Pois demonstrem que os negocios são illicitos, que são nocivos ao paiz, e então terão dito alguma cousa mais do que uma generalidade sem valor. (Apoiados.) N'este assumpto de incompatibilidades, a opposição dilacera-se a si propria, quebra os seus idolos em estilhaços para ver se com algum d'elles faz alguma arranhadura, sequer na epiderme dos adversarios, acoimando de pouco decorosa a posição de um homem em circumstancias exactamente iguaes ás de um outro, a quem, penetrados de respeito e cheios de saudades, vão levantar uma estatua. Ou a vossa accusação é injusta, ou a estatua que ides levantar é immerecida. Escolhei. (Muitos apoiados.)
Na questão agricola reclamam que se resolva rapidamente, como se isto fosse possivel; (Apoiados.) e quando se lhes pergunta pelas suas idéas, revelam-se incoherentes e contradictorios, (Apoiados.) e sem terem sequer um tenue fio de luz que os dirija (Apoiados.)
Na questão de fazenda esquecem-se dos seus erros, de ha pouco; pedem nos milagres, como se não tivessemos os effeitos d'esses erros a pesar sobre nós, e faltam á justiça que se deve aos esforços que se têem feito para, por meio de um plano simples, a melhoria da cobrança, a reforma dos serviços, e processos mais proficuos de credito, se tornar menos grave e mais prospera a situação financeiro. (Apoiados.) Na questão do padroado revelam que preferiam um titulo, que quasi estava sendo uma condecoração esteril, a um padroado effectivo e de benefica influencia. (Apoiados.)
Na questão religiosa, parece que julgam que o paiz tem poucos e pequenos problemas, e querem que se provoque e se suscite mais um que, se hoje noa podia embaraçar a nós, ámanhã os havia de embaraçar a elles e ao paiz todo. (Apoiados.)
Póde o governo ter levantado attritos, ferindo muitos interesses, por isso que tem reformado muitos serviços. Póde. Se o governo fosse menos patriota e mais egoista, teria do certo reformado menos e teria assegurado uma existencia mais tranquilla e mais duradoura. (Apoiados.) Como partidario, eu poderia querer-lhe um pouco mal pelo afan com que tem trabalhado; mas, porque os interesses do meu paiz estão acima dos interesses do meu partido, eu não posso dizer ao governo senão: - Honra áquelles que têem uma iniciativa fecunda; honra áquelles que têem um zêlo incansavel.
Tenho dito.
Vozes: - Muito bem.
(O orador foi comprimentado por muitos srs. deputados e pelos sr. ministros presentes.)