O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

1358 DIARIO DA CAMARA DOS SENHORES DEPUTADOS

Quadro F

Preços elementares e compostos e distribuição das verbas para ferramestas, lucros, trabalho perdido e imprevistos

[...ver tabela na imagem]
Numeros da serie do preços 1.ª Numeros do orçamento o designações dos preços elementares o compostos 2.ª Mão do obra, materiaes o transportes
Ferramentas o apparelhos, lucros, Imprevistos, trabalho perdido e correcções
Valor 5.ª Designação da obra a que só referem os preços 6.ª
Ferramentas Lucros Trabalho perdido, e imprevistos


(a) Preços das obras avaliadas por estimativa.

(b) A distribuição foi feita sobre as seguintes bases: 5 por cento primeiro para ferramentas, o restante, se é inferior ou igual a 10 por cento para lucro?, havendo ainda excedente, depois de tirados os 15 por cento, para trabalho perdido e imprevistos. Não havendo no orçamento Matos-Louveiro declaração expressa a este respeito, julguei ser esta o processo do divisão mais logico e mais em harmonia com os usos.

(c) Preços novos, não considerados no orçamento Matos-Loureiro.

Segundo o projecto que serviu de base ao concurso, o custo das obras propriamente ditas é de 10.211:000$000 réis, mais 468:000$000 réis para os trabalhos a oeste de Alcantara; mas como o sr. Hersent vae fazel-as por 10.790:000$000 réis, ha uma diferença a favor d'elle de 578:900$000 réis.

Emprego estes numeros redondos para não demorar.

Mas, dentro dos 10.211:000$000 réis, encontram-se comprehendidas verbas que se podem classificar do seguinte modo: 352:000$000 réis para administração; 170:000$000 réis para despezas imprevistas e trabalhos perdidos; réis 276:000$000 para ferramentas, e 392:600$000 réis para lucros do empreiteiro.

Sommando estes 392:600$000 réis com 578:900$000 réis, achâmos 971:500$000 réis. Logo, a idéa financeira do governo era que o empreiteiro tirasse da obra 971:500$000 réis, sem contar com os encargos do capital circulante.

Fazendo este calculo do capital circulante que nunca foi costume computar nos orçamentos das obras, mas que a commissão dos srs. Matos, Espregueira e Loureiro entenderam por bem introduzir na sua apreciação, e calculando-o por um processo que eu descreverei, e para o qual chamarei a attenção do sr. Carrilho, como especialista em assumptos d'esta ordem. (Riso.) Fazendo, pois, este calculo com juros compostos, acho 408:000$000 réis, que, subtrahidos de 971:500$000 réis, dão em definitivo réis 563:000$000.

Qual era, pois, a idéa do governo? Era entregar ao empreiteiro 563:000$000 réis em dinheiro, como total dos seus lucros orçamentaes e o mais que fosse buscal-o á sua intelligencia, ao seu trabalho, á sua boa administração, e emfim ás boas condições em que fizesse as obras.

Assim como, por exemplo, se não houver transtorno., ou qualquer caso de força maior, o empreiteiro das obras do porto de Leixões, que tinha uma pequena margem de lucros, se habilita a ganhar muito dinheiro pelo emprego dos magnificos apparelhos que tem, pela sua boa administração, pelos meios emfim de que usa para bem dirigir e regular os seus trabalhos, assim tambem aqui se entendeu que se dessem ao empreiteiro apenas 563:000$000 réis de sobras, ou excedente do orçamento das obras em relação a 10.790:000$000 réis, e que o resto o tirasse elle da sua boa administração, trabalho e intelligencia, e da sua aptidão como empreiteiro.

Eis-aqui o pensamento financeiro que animava o governo quando o sr. Hersent foi ao concurso, e que o sr. ministro approvou para ser exposto aos outros empreiteiros que viessem á licitação.

Vamos agora examinar qual é a economia do projecto definitivo, pelo qual se vão fazer as obras.

As obras que o sr. Hersent vae construir pelo seu systema importam em 8.734:000$000 réis, deve receber réis 10.790:000$000; logo, sobram 2.055:000$000 réis.

Mas, nos 8.734:000$000 réis estão incluidos 369:000$000 réis de lucros, 352:000$000 réis para administração, réis 254:000$000 para trabalho pedido e imprevistos, e réis 300:000$000 réis para ferramentas; logo, sommando os lucros, vê-se que o empreiteiro receberá 2.424:000$000 réis ou 2.055:000$000 + 369:000$000 réis.

Fazendo agora o tal apuro do capital circulante, que eu
computei, temos a acrescentar, mais 345:000$000réis, o que
eleva aquella verba a, numeros redondos, 2.770:000$000 réis.

É esta a economia do projecto do sr. Hersent. (Apoiados.)

Qual foi, pois, o grande erro do sr. ministro? Foi adjudicar a obra sem conhecer estes dados, sem ter mandado