O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

• • • . •' " *

. O Sr. Peixoto: — (Sobre a ordtm). Sry Presi-dí-nte , 'vou mandar para a Mvsa uma Substituição que a Camará approvará se julgar conveniente, on a Temetierá áCornmissào respectiva. Por esta oçca-giàb digo que a fnndametiio com as razoe* quê julguei conveniente expender quando fallei sobre a matéria , jefunndo a historia dos acontecimentos que deram logar a esta queixa ; e posto que eu não lenha como muito «egular a forma pela qual a Com« missão exarou o seu Parecer, conheço que e dejus---(iça que se opprovem os princípios que ella estabelece, f. por isso nào posso annuir á opinião do il-liisire Deputado o Sr. Rebello Cabral, quando pró* poz que simplesmente fo-se remettido ao Gvjverno o Requerimento. Continuarei dizendo que nào tenho duvida que o Parecer volte á Comnyissào a fim de apresentar um Projecto; se não for adiuitlida a minha Substituição, que não tracto de sustentar pop ter a palavra sómenle sobre-a ordem; mas pé-dí-ia-hei sobre a matéria se for preciso, Aíando para a Mesa esta

SUBSTITUIÇÃO. — Artigo 1.° A quantia d;e 200$ reis 'estabelecida na Lei de 7 d'Abril d« 18-38 para despwzas de Saúde Publica no Dislriclo dê Ponta Delgada, será paga ao Guarda Mor da Saúde Publica do mesmo Disiriclo desde o anno, económico paxá que foi votada.

Ari. 2.° Fica declarada revogada toda a Legislação em contrario. O Deputado, Peixntn.

O Orador:— P»>ço a V. Ex.a que sobre ella suscite uma discussão da Camará.

O Sr. Presidente:—Este Projecto de Lei pare-cè-rne que deve seguir os tramites marcados no Regimento. ( Leu-se na Mesa)._-

O Sr. iVlousinho d* Albuquerque:—(Sobre a ordem). Sr. Presidente, se a Camará reconhece, como creio, que este Parecer está informe; não pôde admitlir um Projeclo de Lei-como Substituição ao Parecer. O que se apresenta sobre a Mesa nào e Substituição do Parecer; é um verdadeiro Proje-. c'to de Lei sobre urna matéria determinada, e- o caminho que devem seguir os Projectos de Lei nào e*" o'que seguem as Substituições/ De mais esse Projecto de Lei ha de ser remettido á Commissão-para: o examinar, e para dar sobre elle o seu Parecer , c não pôde' desde já entrar em discussão. Por conseguinte o Projecto mandado pára a Mesa, ainda quando se adrnittisse em logãr do Parecer, havia de ter o mesmo seguimento que a Camará está determinada a resolver; isto evoltariaCorritnissão pá* rã o tracla-r como ucn Projecto de Lei. Tal e effe-ctivaménte a idéa que-voga na Camará, Por con-segninte estou persuadido que pouco tempo poderemos gastar daqui em diante com esta discussão; porque parece-me que a Camará não pôde deixar de estar resolvida a mandar o Parecer á C o imiti á* áão para que proponha o negocio debaixo dí» fáFtna de Projecto de Lei.

O Sr. Beirão: — Eu pedia a palavra sobre a ordem para se terminar esta qufsfão.

O Sr. Presidente:—Está ins-c-riplo sobre a matéria por parte da Commissão; agora tratta-se de urna questão de ordem.

O Sr. fíeirão: — Mas nesta questão de ordem por parte da Corn.missào. -

O Sr. Presidente: — É Relator da Commissão? " Q Sr. Beirão:-*'Nesie caso so-u.^

O Sr. Presidente:?—Tem a palavra como tor da Corri «Missão. .:

O Sr.' Beirão: — Primeiramente agradeço a V. Ex.a as lições que me vai dando de momento para momento de pratica parlamentar. Por parte d« Gorn-m-isnão tenho a responder sobre a ordem....

- O' Sr. Presidente:—Talvez não esteja berri cer* Io: até tenho chegado a mandar perguntar aosSrs. Deputados se-são Relatores; porque o Regimento só a Relatores é que peruai t lê faltar ma

• O Sr. Heirâo:—;-V. E v.*' ainda não me fez essa. pergunt-a em segredo a mim.