O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

pxasso díúxaE do íiatar q;tie aão pode bav*eF, quanta á obriga ç sã de pagar aos Patoekps,, s.eaâo dous.iaodíis de a oonsiderac, ou cbjiio locaJ ,. o.u C.CK m,o da Naçio: eoirio local,. esiitâo dfòven> sár pagos-pelasb Fregueziàs ; eaína da,,Nação>y ^çl0> Thesou,rc*:' © sj.eio teru;o esceJlndto. peiaÇotiírab&ão. B ao, fundamento; px?c i&sa na» o posso aditar, «m theoria. ' ..-lt

Já ho^e foi notada que se q.uer íiv^írt dos i niente^> que prod^uiiu o sysíema da Lei di®. 5 cfe J^arçQ,, roas que esses^ inconvenienless rá estâ.o. n.o systetpa da Go.naiítikfao ; porquê, é verdade qfue ella colloca na cabeça^ de Distriçto uiiid, Jjttóit-a',. que b^ de arbiuar 3)8, cpn,gfu.a,Sj, nsãs faz depejadjente (a^m

d,a$ ^UiÇtafiíJa^s. loçaes.: poir íanto. lá e,svá o,

,^ que i s.ç pode d^cr cpnfeia asy;&feerea de 5 de jtylarço , reduz^&e, pfificipalmeuíle. aos raços, que s*? aeharn na e^JbrarHç-ii das ea^gruas; por esse embaraço e, querr)UÍtQjS/Pa,ço>Ç;feos e&tÂQ' p

-

pré j ejrç quar(t^'^puy^

seja

pa,r,a paga.r %s côngruas aça Parockoj;; e.s inconvçru.qntej ten) t£ia^ben> Qsystetna. d e s,Q h^ de d,^i%ar de, e^Àst>r' quan,4o as tod^s çntrarera n,o Jl^soqr^, sçq? sg ç^izer para sã.9,^ e d6?^3- í* THçspurg. iiz.çr as, 4^%^2âs.,

Não çerei tnais exíep,§o.}i Sr. Prefi;djentevi porque ;n,e^pcÍQ e.§tá bem ficar por

o ssrtdo de impastosj: os: iniionigos das< nossas Ias-, as ftaesçno a,q;*ie!íl.e que v;©ta con-qUiatido eSitá niOiPaElamentp ^ fazem'giiifer-ra ajq> íiaesií)»© P a ri arenito, que teve necessidade de as lançar JL os picxvos que •{&&&. lêem ass Leis,, aem oà.seus' nao^i\}oa, ©.u»eESfc faliaç dj'uma Lei siava d'ÍH3.p.ostos, e, e.8ttrá»)e«:fiWi.. ; ' , '- •

A' Misto djsto. jiulge aâo deven tomar i»ais.' tempo, á* Caitftana,, vota;ndo pela Lei de 5, de Maçço.,. á quai ape,R,aS) se., deífeEíi fazerr- as a,l te caçoas, pçopofetas pslo Sr. Derramado, que eu apoiarei,. raen.os. na parle . da mínimo ^ «ju^e> eJilsada áe-v-e se* o d»a Lei de 5 de

Achara èrn. çii^y^ ,( a(|qp\o, p keà de 4? pa^ra texto da dis^ip^ pç.r ^m; a çeç que ien J4t?>^i^ ^m Q meu, v^tp, ^ uma .i,,ei para iMbjitit^ir 011^ ^i pfoifisoria, p^.ih quan.49 n^Q estiver, c^av^ncidíO. que a. , ,é{i ^e. fâ] rnqdq sup^fio,?: áqu,e!la , ,que. faça upia f ra.ndj^iij),^ xgp^geijqi. a-á pa.iz.

A Lei d,e ^ <_3ç lípue='lípue' com='com' vv='vv' sft='sft' que='que' de='de' iqcpnve='iqcpnve' t.rabaibò='t.rabaibò' dos='dos' dp='dp' jp.ajpcfips='jp.ajpcfips' nqvp='nqvp' tag0:_='teye:_' sé='sé' a4-minisi='a4-minisi' têeiq='têeiq' _.fj.y.e='_.fj.y.e' se.='se.' _='_' mar='mar' aa='aa' saperpuy='saperpuy' nientes='nientes' os='os' _.recarnações='_.recarnações' daj.una='daj.una' a.s='a.s' trativa='trativa' tpi='tpi' itcldade='itcldade' tqdas='tqdas' n='n' ap.paiz.='ap.paiz.' lejs='lejs' q='q' qugu.a='qugu.a' ço.mlpa.le.='ço.mlpa.le.' imporá='imporá' aorganis.açro='aorganis.açro' deppijs='deppijs' fkírnei.ra='fkírnei.ra' tpasesa='tpasesa' inteessaiâqs='inteessaiâqs' pjrl.ic.a='pjrl.ic.a' xmlns:tag0='urn:x-prefix:teye'>am as cqnçruas, e doj p,9,Kf

. dá execução das Leis lêem a capacidade precisa "para manter a foçça que ella lhes dá; isto nâo-e só exacto quanto côo, administrativo, e' quantp ao judiciai; aonde as auctoridades sF^q boas, aonde tem, boa vontade, zelo, e energia, o,s negócios vão bem. Alem destas circiiinstancias, ])& uma causa politU ca,, que lambem me inclina a vo^ar pela Lei de 5

- de Março, è e que ella n.âo produzirá a sensação, que costumam produzir pp pa,i? ag Leis novaj, sobre

O S,rs. Wewiandie& Çoêltko.: -^ Seiíei j^uito b.revç a; <_4isc:usão. de='de' h3qsras.='h3qsras.' tv='tv' anno='anno' di='di' _.príncijpalui.d.te='_.príncijpalui.d.te' pjoposta='pjoposta' mais='mais' ooírente.='ooírente.' lei='lei' justiça='justiça' impiosta='impiosta' hoína='hoína' um='um' mavidô='mavidô' pai='pai' presidenta='presidenta' tag3:_='dje:_' vai='vai' cajnaw='cajnaw' sufficjeèíte4íie.iplte.='sufficjeèíte4íie.iplte.' qualidade='qualidade' is='is' este='este' c.fí.is.siderachas='c.fí.is.siderachas' esta='esta' _5='_5' já='já' abexqà='abexqà' piaça='piaça' eecleslas.ticps='eecleslas.ticps' nagocjas='nagocjas' no='no' uma='uma' aqgtoris.ar='aqgtoris.ar' eata-gamara='eata-gamara' quq='quq' aano='aano' de.='de.' reina-='reina-' aipite-se-iataj='aipite-se-iataj' unii='unii' applica-s='applica-s' tive='tive' para='para' sç='sç' p.olas='p.olas' tag2:aa='cabj:aa' sai='sai' prorogada='prorogada' _='_' à='à' a='a' mtçq='mtçq' _4ícítoa='_4ícítoa' e='e' gral='gral' eàtabejec-e='eàtabejec-e' deersniparam='deersniparam' impovlos='impovlos' naouvas='naouvas' a.='a.' o='o' p='p' aindui='aindui' miais-i='miais-i' fui='fui' to='to' esclare-quandou='esclare-quandou' xmlns:tag2='urn:x-prefix:cabj' xmlns:tag3='urn:x-prefix:dje'>

, aiadia que não se^a arrecadado pelo The-i n.ão perde; a natureza, d;e imposto geral, e ,t;á sjjge.i.t;o, no m

s,è não farern confiraxados pela Gamara. A c.art.a, de I^ei de 5 de Maré© findou a-sua ex« ectjçâo a I^de Setembro do anno passado; tem de» cp^r-isdo. alg-uns inezes desde esièa data, e até litíjè e m mujftas ParQ.cb.ias do Reino não se terri procedi-dq ainda^ ao arbitramento, n,em derrama, e-par con-sequfôncia; ,nã0> ba também cobrança das Côngruas , e os, P^rocho^ es;tão rtdujidos £i utna. posição des-agradavql. Nestas ciroumstancias, entendi que era da minha obrigação propor a prorogação desta Lei por este annq, que está próximo a acabar, sem embargo de que reconheci que na Lei de 5 de Março havia alguns vícios e defeitos, que^e' preciso ,eraen-da,r: estas mesmas considerações, que me «assistiram quando tive a Ijonra de propor-a sua proroga-çàov vi-a.s c|epoÍ5> ^pprcçiadas pela. Çam«ra a respeito aã Lei, que Determinou a 'cobrança e arrecadação da. decitfiç,, e impostos annexos ; porque esta Carríara. repp,BhQpeu 'que essa Lei tinha algcms defeitos ; entretanto pela necessidade, votou a sua coAtinuaçlp, rèaervando-se para melhor oceasião o pro.ced^r a mjiia Le;i permanente para emendar os defeitos da Antiga. A' vista disto,, e claro que é de absoluta necessidade tractar, quanto, antes, de prover á sasjteatãçQf) dos Parochos; porque, como disse, em ií?uita,s Paraehias -ainda se não procedeu , desde Setembro do anno passado nem ao arbitramento, nem á derrama, nem á cobrança das Côngruas : toda a Camará apprecia a necessidade de abr^vj-fir es.se negqcip.