O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

( 1015 )

eu me explico melhor, que tendo o Governo adoptado o Projecto n.* 96, corno base da operação que pertendia efíeituar, o illustre Deputado entendeo, e rnuito bem, que podia occorrer acircurastancia , de não poder o Governo realisar, a som ma de q-.ie precisava por meio de uma operação mixla, e que por isso convinda deixar ao Governo livre o segundo meio; então entendi eu, Sr. Pre-idente, canguem comigo, que effectivanienle o Sr. Deputado substituio o Projecto originário do Governo, ao Projecto queeítc havia ultimamente adoptado ; isto mesmo, Sr. Pr~si-dente, entenderam parte dos Membros da Commis-sào de Fazenda; e entrando era duvida a maneira, porque se havia de resolver o artigo que nào fosse em oppobiç.io, com o que se acha>a vencido; entendemos nós que o melhor meio era apresentar no Artigo as palavras com desconto, ou sem elle; e assim se explica o que acaba dedizer o illustre Deputado , que o Governo ficava auclorisado, nào só para emissão chrecln do» Bilhetes, mas ate por meio de uma negociação, ou contracto; o que «rã a intenção do Governo, quando apresentou o Projecto originário. Sr. Presidente, tem-se dito jú bastante, sobre o inconveniente di: pagar com Bilhetes. Sr. Presidente, e' claro qi:o lia sempre um inconveniente grande em pagar aos servidores do Estado com Bilhetes, e ainda mais claro, á vista do que acaba de ponderar o illustre Deputado, membro daCommissào, o Sr. Ro-uia (permitla-me elle, que expresse o seu nome) por quanto é indubitável, que a maior parle dos servidores do Estado estão ceiceados nos seus ordenados tanto, quanto e' possível ser; e então depois defeito este cerceamento nos ordenados accrescenlar-lhe os descontos, que Ilie resultam doalraso em que ficaram pelo anno financeiro de 37, e o atraso em que estão pelo que respeita ao anno financeiro de 33, é sem duvida muito duro sujeita-los ao pagamento cm Bilhetes, uma vez que soffrem descontos. Entretanto permitia-me ^ . Ex.a, que eu diga Francamente, que o Estado nào pode pagar em dia, circumsiancias ha, em que os servidores do Estado nào repugnào etnac-ceitaros Bilhetes, Sr. Presidente, o Governo tem manifestado, que não e da sua intenção fazer pagamentos nestes Bilhetes, senão «m ultimo recurso, estando coticedido ao Governo levantar até á quantia de 1:400 contos; e segundo o que eu declarei em nomu do Governo, 1:000 contos bastaritío. E'possível, qm; o Governo não venha a levantar esta quantia, pois que declarou, que nào ha de recorrer aos BilhfiHs»e-nào no ultimo extremo; e assim mesmo quando poderá succeder isso, lá para o fim do anno, em que os Bilhetes estão próximos a ser pagos, e-sem duvida nenhuma, Sr. Presidente, nesse tempo ha de haver muitos credores do Estado que os acoeiti-m em pagt^jnento das suas dividas; por isso me&mo

do de pensar, a Camará porem resolverá o que quizer.

O Sr. José Estevão:—Sr. Presidente, eu não entrava nesta questão senão fosse instigado a isso; mas como entro quero pô-la nos SPUS devidos termos. O que a Camará votou só pode duvida-lo quern não ouvia, ou nào via naquella occasiâo, porque eu disse por umas poucas de vezes qual era o espirito da minha substituição, e creio que Hissr» ha documentos officiaes: em consequência não t^m duvida que a minha substituição excluía um dos meios, qual era o contracto sobre as decimai: ora como esta operação mixta, e a emissão dos bilhetes foi contra ás opiniões, que se emitiiram.. .

O Sr. Roma : —Se S. S.ft me dosse licença eu daria uma explicação.

O Orador:—Pode dar quantas explicações quizer.

O Sr. Roma: — A proposta da sua substituição parece-me que bem claramente diz que se nào possa pagar aos funccionarios, c servidores do Estado cmn bilhetes; por quanto diz o Sr. Deputado na sua substituição realizar cm dinheiro, e realisar em dinheiro nà-> é pã~gar ilh'-:-b, e recorrer aos bilhetes pnfa ícaliíar o Ji'ih iro com que se l»a de pagar o serviço publico; e foi isto o qm* SP votou.