O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

«omo hontem fer cota tanto &egurarça, dizer —que conluia q,ue liavia d* pagar ás cias es inactivas em dia, conforme se ti*i«ha vencid" nu Canmra<_ depois='depois' flão='flão' digo='digo' agofa='agofa' político='político' dê='dê' hade='hade' apoiou='apoiou' _9mis='_9mis' seexecute='seexecute' coidsigo='coidsigo' estratégia='estratégia' espécie='espécie' lei='lei' isto='isto' diz.='diz.' tradicção='tradicção' s.='s.' _1-tiar='_1-tiar' desconfiança='desconfiança' faz='faz' presidente='presidente' nas='nas' similar='similar' qu='qu' ramo='ramo' le-gujfttivo='le-gujfttivo' realis-ada='realis-ada' estou='estou' iu='iu' ao='ao' aoncbre='aoncbre' rc='rc' as='as' pôde='pôde' poderes='poderes' esta.='esta.' _4em='_4em' aia='aia' sf.='sf.' propôs='propôs' seriedade='seriedade' seja='seja' nada='nada' entendo='entendo' cedo='cedo' determinar='determinar' dos='dos' notável='notável' íiflífm.='íiflífm.' propõe.='propõe.' mãos='mãos' rnenos='rnenos' desta='desta' eltlas='eltlas' se='se' desempenhar='desempenhar' meios='meios' pois='pois' mes-mesma='mes-mesma' convicção='convicção' _='_' daquillo='daquillo' kx.='kx.' a='a' ura='ura' e='e' deixatr='deixatr' certo='certo' j='j' ku='ku' persuadi='persuadi' m='m' deputado='deputado' aqirllo-='aqirllo-' o='o' esa='esa' pense='pense' s='s' façam='façam' u='u' v='v' debaixo='debaixo' dia='dia' jtpoiadfi.='jtpoiadfi.' com='com' de='de' estado='estado' do='do' mais='mais' côa='côa' accommodar='accommodar' ctã='ctã' e-tadò-.ivcdha='e-tadò-.ivcdha' me='me' s-r='s-r' logo='logo' cxm='cxm' bx.='bx.' também='também' são='são' duro='duro' corpo='corpo' batedores='batedores' imaginar='imaginar' pagamentos='pagamentos' numa='numa' em='em' vez='vez' sésinactivas='sésinactivas' miséria='miséria' cu-brir='cu-brir' fracção='fracção' sr.='sr.' outra='outra' lustre='lustre' este='este' eu='eu' na='na' políticas='políticas' deputados='deputados' capilalisação='capilalisação' ha-hilitado='ha-hilitado' nestflo='nestflo' que='que' leni='leni' fazer='fazer' conta='conta' uma='uma' ex.a='ex.a' ainda='ainda' senão='senão' suf-ficientetttente='suf-ficientetttente' sinceramente='sinceramente' urea='urea' quero='quero' persuadido='persuadido' então='então' para='para' oe='oe' camará='camará' não='não' addifeamento='addifeamento' tag0:_='cia:_' persadir='persadir' tivera='tivera' os='os' vçn-treti='vçn-treti' r-me='r-me' additamento='additamento' realmente='realmente' quando='quando' posso='posso' deerminak='deerminak' meâtia='meâtia' determinação='determinação' contrario='contrario' censura='censura' rsâo='rsâo' dum='dum' paia='paia' calculado='calculado' ficar='ficar' xmlns:tag0='urn:x-prefix:cia'>« na, douírína qu* té>ro sustentado pela falai cxper-f-ncià^ «decerto pelos muitos bons d"*ejos que têetn de q^e e*s*s -classes se não vejam daqui a doua dias. n'uma peruiria e n'uma situação muito peio' do qu^ aqu°lla ert que lêem estado ate' agoru ; porque essa,, porção das classes inactivas, ao menos ate agora, seguia a rota» c,ào das classes acU\as, e por t

Sr. Presidente, e preciso que a Camará seja consequente, e para-ella o ser não pôde de maneira nenhuma inserir na L^i os;e additamento. E' pfeci* só qoe aqnillo quê se paesou no Parlamento $ que as declarações dos Si s. Mim«tros surtam todo o seu efíeito, pelo menos o pffeito moral'que necessaria-. mente devem produzir. O Sr. Ministro da Fazefida carnpromeUeu-se muito clara e explicita mente a tornar effeçlsva a disposição que deve fasi-r parte da Lei, e que se venceu na Sessão d'antehontetn ; S. rKx.a d*1 certo não ?e ha de recusar a redigir esta declaração elle mesiiiot como entender que A deve re-tJigir; e eu peço que esla sua redacção seja lançada na Acta. Não é porque, sendo ella lançada na Acta, torne maior a responsabilidade moral do Ministério; mas pofque é born que »aes factos se cori-éignem na Acta; e então sé por ventura,, depois desta asserção explicita, se mostrasse que S. Ex.a tinha rnehoâ reflectido, que tinha calculado mal coto os seu» meios, e se faltasse a esta promessa, seria uma bellissima^occaàião que o Corpo Legislativo ti--n-ba de dar uma prova clora e cabal á Nação do modo porque zela

-perante o

para s^rnrn mais sis^cw qua.náo ' Parlamento taes aí&rYnaXivas.

Portanto a Hiioha opinião « fyndada etn duns ra-sôes ; «m.primei-ro logar pofqae faço a, S. Ex.a a justiça de acereditar quê eife não fallou de leve J e ern «e^ondo lo^ar, porque é a cont-radicçlo mais, flagrante; e permiLta^é-me «ma expressão que senão ap^riea a ninguém, tnas só á- causa, é a maj.ô. vergonhosa co.nLradfcç4o que pôde sahir 4'u-m pó Legi^lat v.o. , , / ' • •

Sr. Presidente, taívç^ hoiivesse um mero de ciliar Iodas as 'opiniões^ um meio, de fugir desta excepção , estabelecendo >a doutrina 4elhi n'«rou ré-g.ra g^ral , que ao mesmo tef».po fo-s'e fundada era p/incip'05 de justiça , e pnr eonet^quencia jusli-fica-vel. Qd.ies são as classes inactivas que têetn estado na penúria, na "miséria, e na desgraça? São aquel-la s que não*ec«bi*m cota as activas í porque aquel-las que receb am com as classes sctivas têern raiãíi para se queixarem, ó verdade ; '^-as não mais 'do que as próprias classes «ctiv^s; porque não têem diante 4os -olhos u mu condição melhor do que tem sido a sua.- Quem tem tfc se queixar j quem tem motivo p

Contra esta doutrina póde-se dizer: mas vós pré» tende's privar eása fracção das ciasses inactivas de um beneficio que se lhe quiz faaer. Digo eu; não pretendemos; e então se isso é uma hmitação que lhe quero fazer, perguntarei o que é a proporção eui q u t; ficam as classes activas para com essas classes inactivas? Então ficam as activas de muito peior condição, porque essa porção das inactivas gosava de melhor posição; e agora que se lhes offereee uma melhoria 4 essas classes ate' agora equiparadas com as activas vão aproveitar dessa rnplhona. Por tanto k se ee quer dizer que eu pretendo fazer uma injustiça a essa fracção das classes inactivas, direi que o additamento e uma flagrante injustiça contra as classes inactivas.

Parece-me pois que, sem torcer o espirito ^ n«?ra a letra da sentença votada pela Camará, se podem conciliar as opiniões da Camará, e os- principies de