O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

DIARIO DA CAMARA DOS DIGNOS PARES DO REINO 87

Quando se apresentar á discussão d'esta camara o parecer, farei as considerações que se me offerecerem sobre o estado religioso das colonias, e necessidade das missões evangelicas, e provarei essa necessidade, não com as minhas simples phrases, mas com a auctoridade de homens os mais eminentes que têem estado no ultramar, e para melhor fundamentar as minhas observações, requeiro que seja enviada a esta camara, pelo ministerio da marinha e ultramar, a correspondencia dos prelados do ultramar durante estes ultimos dez annos.

Faço este requerimento, não só para fundamentar as minhas opiniões, mas para que se possa conhecer se a falta do ensino religioso no ultramar é devida á incuria dos governos, ou dos empregados que lhe são subordinados. Concluindo, sr. presidente, requeiro que sejam enviados a esta camara os documentos que pedi.

O sr. Presidente: - Convido o digno par a mandar para a mesa o seu requerimento por escripto.

Com respeito ao requerimento mandado para a mesa pelo sr. conde de Cavalleiros, ser-lhe-ha dado o destino conveniente.

O sr. Conde de Cavalleiros: - Sr. presidente, eu peço que se de ao requerimento que mandei para a mesa o mesmo destino que se deu aos outros; é que seja publicado na folha official.

Consultada a camara, resolveu affirmativamente.

O sr. Presidente: - Eu devo declarar á camara que, tendo manifestado aqui o escrupulo que tinha em que se fizesse no Diario a publicação do documento pedido pelo sr. conde de Rio Maior, consultei o sr. ministro do reino, que me respondeu não ver inconveniente em que se fizesse a referida publicação.

Cessando assim os escrupulos que eu devia ter com relação a este assumpto, escrupulos que a camara perfeitamente comprehende, passo a consulta-la se consente que se faça a publicação alludida.

Consultada a camara, resolveu affirmativamente.

O sr. Conde de Bertiandos: - Sr. presidente, peço desculpa a v. exa. e á camara de não ter assistido ás ultimas sessões, por falta de saude.

Tambem não acompanhei a deputação que levou á sancção regia o autographo de um decreto das côrtes, por não estar presente quando fui nomeado.

O sr. Presidente: - Está sobre a mesa o parecer n.° 94. A camara está lembrada de que o sr. presidente do conselho pediu na ultima sessão, que este parecer fosse discutido na segunda feira, e eu declarei então que só depois de apresentado o parecer é que a camara podia determinar quando devia entrar em discussão, para decorrerem os tres dias que marca o nosso regimento.

Agora pergunto á camara se quer que este parecer entre em discussão na segunda feira como pediu o sr. presidente do conselho? Os dignos pares que são d'este voto, tenham a bondade de se levantar.

Resolveu-se affirmativamente.

O sr. Presidente: - Não sei se o sr. bispo de Lamego já tem prompto o seu requerimento?

O sr. Bispo de Lamego: - Sim, senhor, e mando-o para a mesa.

Leu-se na mesa e é do teor seguinte:

Requerimento

Peço que pelo ministerio competente, seja enviada a esta camara com urgencia a []correspondencia official dos prelados do ultramar nos ultimos dez annos.

Sala das sessões, 1 de março de 1813. = Bispo de Lamego.

O sr. Presidente: - Vou consultar a camara se permitte que este requerimento seja remettido ao governo.

Assim se resolveu.

O sr. Presidente: - Manda-se expedir. Não ha mais trabalho algum de que a camara se possa occupar hoje; e na conformidade da resolução, que a camara acabou ha pouco de tomar, dou para ordem do dia de segunda feira o parecer n.° 94, sobre o projecto de lei n.° 83.

Está levantada a sessão.

Eram duas horas e tres quartos.

Relação dos dignos pares que estiveram presentes na sessão de 1 de março de 1873

Exmos. srs.: Marquez d'Avila e de Bolama; Conde de Castro; Marquezes, de Ficalho, de Fronteira; Condes, de Cavalleiros, de Algodres, de Linhares, da Ponte, da Ribeira; Bispos de Bragança, de Lamego; Viscondes, de Asseca, de Benagazil, de Condeixa, de Fonte Arcada, da Praia Grande; Moraes Carvalho, Gamboa e Liz, Costa Lobo, Rebello de Carvalho, Sequeira Pinto, Pinto Bastos, Reis e Vasconcellos, Franzini, Menezes Pita.

Depois de aberta a sessão entraram os exmos srs.: Conde de Bertiandos, Visconde de Seabra, Fontes Pereira de Mello, Bispo de Vizeu, Marquez de Sabugosa, Duque de Palmella, Marquez de Vallada.