O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

KUM. 108.

ANNO 1846.

J»»r ata anno Pwr seis P®f tfet

Subscreve-se*

105000

Ni.mero avnlgo, por folha

Custam:

$040

Anutiueios, por linha.........................,.......................................... $100

Cuuimunieadug e eorreapuadeucias de interesse particular, por linha............................. $1060

A correioondeneia par» aã mumjnaturas gera dirigida, franca de porte, ao Adramiâlr^dor Joio DE ANDHADB TABORDA, na loja da Administração do DÍABIO, na rua Augusta n.elS9: o« aonuocioi e cominunicadM ouvem ser entregues na mesma loja. ~ '

A correiptíndeacia offlcial, assim como a. entrega ou troca de periódico», lanlo nacicnaes como estrangeiros, será dirigida ao eseriptorío da Redacção, na IMPRBKSA NACIOMAI.

LISBOA: SABBADO 9 DE MAIO,

SBAfi Mogestades e Altezas continuara a passar, no Paço de Belém, sem novidade na sua im-p0r lanle saúde.

«HIBZJUAS, DO TSBSOU" O

Repartição dos Próprios Nacwnae*. Tenda de llens Nacionacs na conformidade do artigo 1." §. 1.", r,it artigo 2.° %. 1.* do Carla de Lei de H de Junho de 18íí. M cumprimento da referida Carla de Lei sean-Li nuncía que vão andar em praça por espaço de 30 dias, a coutar do dia 20 deftiaio em diante, as propriedades abaixo designadas, para se proceder perante os Governadores Civis dos Dislriclos abaixo mencionados á sua arrematação pelo maior lanço Qfle seoflerecer; devendo o seu pagamento verill-Mf-se logn nos Cofres respectivos, nas espécies seguintes: am terço em dinheiro, um terço em na-pel-moeda, e um terço em escriptos das três Operações ; c qtfandu prefiram a forma de pagamento estabelecida na artigo 2." %, 1. da cilada Carta de Lei, salbíario pela maneira seguinte : um terço em dinheiro, logo depois da arremalaçlo; um terça era papei-mutula. a prazo de um anuo 5 e ora terço em dinheiro, pago em cinco prestações íguaev, wudu a primeira a doua ânuos, e as outras a scf túr de dosa» em dose mr^es ; ficando os arrfaiaUwtes, tio enM> de falta , sujeitos ds penas declaradas na Portaria da Secretaria d*Estado do< Negócios da Fdzenda de 31 de Agosto de 1837.

LISTA 227.4 Arrematação perante os (tocernatlares Cms doy Dis-

triçíos da fluarda e lhaga,

tfO DIA 20 DEJUXIÍO DE 18?6.

(Pagamento pela 1." forma.)

ujsrmcTO DA o (JARDA.

CONCEI.no DK FICl/BIRA DE CAHTKLtO RODRIGO.

dtprlla cltamada da Misericórdia , de que foi ultimo Administrador Domingos da Silea, Lobtia. 9S75 Uma sorte de lapsda , no sitio do Jun-cal, limite de Malparlida : parte com Manorl TfÍ4t«íra, eMaoorl Rodrigues Sebastião. 15^000 0576 Uma tapada no sitio de Valle de Picos : parle com os herdeiros de Paulo Manoel de Almeida , e caminho do Concelho........ 22J;000

9577 Um pradQ no sitio do Prado do Oie*: jarle com José Metello, e herdeiros deVícenle Ourado..........................18^000

9578 Uma terra no sitio do Bandulho: parle com João de Almeida , e António Carvalho da FensfCft.,...,......................4J"800

9679 Dita no sitio da Fonte Grande : parle com lote Penas, e João de Faria ,.„...*.,,* 1 ^600

0380 Dita no sitio de Valle Dólira: parte com os herdeiros de Matlheus Saraiva, c com quem deva e haja de partir................ ^GOO

9081 DiU no sitio da Fonle das sete bicas: parto cora Manoel Teixeira, e caminho do Concelho ......'....................... 4/000

9582 Dita no silo do Prado do Pino : pnrle com Manoel Lourcnço, e caminho publico, . 3^000

COKCEIIIO DB ERVEDAL.

Próprios Nacionais,

9583 Uma casa térrea arruinada a partir com António Manoel Lopes, e outros........9^000

CCTNCELHO DE ALMEIDA.

Próprios ffacionaes.

9584 Um pedaço de terra que foi local de uma casa na rua da Cadeia: parte com José Manoel Lopes, e José Manoel Affonso, ambos da Villa de Almeida........................... 9^600

COKCELHO DE MEDA.

Extinclo Convento da Santíssima Trindade, em Lousa.

9585 Uma terra no sitio da Charaadeira, a partir com Anna Maria de Seiras, e com os herdeiros de Manoel Mendes, do Poço do Couto...............................36^000

9586 Dita com ssu souto, no sitio do Dobra-fldo, a partir cem Manoel Martins, e estrada

ré rai para Ranhados.............15^000

9BS7 Dift com sou souto, no sitio das Eirai, Barlir com Anna de Seixas, e Anlonio Rodri-

ís Marechal..................1*300

ÍMÍ88 Uma lepra eom seus castanheiros, no si-, a partir cora Anna de Seixas, e

S de João Pinte..............6^000

DISTRICTO DE BRAGA.

CONCELHO DE PICO DOS REGALADOS.

feita a José Banos Fernandes. Alomada debaixo lavradia: parle do nas-_ terras de Gaspar, do Braga, edopoenle José Maria de Barros.........38^000

9590 As lejrat pesla parle de cima chamadas do \ inagre : parle do nascente, a poente, cotn o executada ..................... 4ò000

96'91 A leira por eima das rae«mas. . 37

959^ A dita d, i s |iemrãs parle do com e dito execuUdo ............... 30^000

9593 SJelasie da Bouça Grande para a pnrle do Moills, pegando darxtremi até no logir donde P5íão umas Ciihadelles no meio da lioin;,!, em direitura s um sobreiro que esta perlo da parede ,to sul, ficfmJo tste de íóra ......... 3GJUOU

DE SAMA AJA15TÍU DE aoCBO.

fe>ln a Curlano da Cu>i!ia Osório

9Í)'JI A horlinha do PÍÇO , compiita de Ires leirotes e»m duâ» oliveiras : p,iile com o cami-cho que íai para o Tonra! , e de todos os lu.iis lados com terra de Uar.ocl Jjsé da Coita, do Paro,, .,* ............. . ......... 9SJOOO

9593 A-^ leiras ao norte e nitente daEira penhorada t chamadas as Leiras da Eim cnnfron-lam du nascente com Friinr ivoo José Itoiingues , dag Paredes, e Francisco Joaquim rlim>co, do lugar da Cosia , uorle e poente com o dito Ito-driguos , e do sul eotn a eira. ...... 9S j[QUO

Sommam as avaliacõM ...... U." jái^HíM)

ílepartição d«s Próprio» .\acionaes, !Í8 de Abril de 1ÍJ16. — Joté Mai ia de Lara Júnior.

fttpartiçãn das Pmprítií Xacinnacs. Venda d? ti#n

cumprimenlo da referid.i Carla de I,ei se an-ntincia que vão andar em praça por espaço de 30 dia* a conlar dodia ia de Maio em diante, as propriedade* abaixo designadas, para SP proceder perante osG-averiiitdorusCivH dos DíilncUis ubniso cs/iKiflcadot, á tua arrematarão peJo raaiur lanço que seoflerecer, devendo o seu pagamento veriíi-car-«e logo nos Cofres re^peclnos, nas espécies seguintes : um lerço ein dinheiro, um lerço em papel-moeda, e um tt-rço em Escrijilos das Três Operações ; e quando pretiram a forma de pagamento estabelecida no artigo 2.* §. 1.° da citada Carta de Lei, satisfarão pela maneira seguinte r um terço em dinheiro, logo depois da arrematação; um terço em papel-moeda, a prazo de um anno, e ura lerço cm dinheiro , pago em cinco prestações igruaes, sendo a primeira a dons an-nos, e as outras a seguir de doze cm doze me-zes ; ficando os arrematantes no caso de fulta sn-jeilos ás peií,'is declaradas na Portaria da Secretaria d'Estndo dos Negócios da Fazenda de 21 de Agoslo de 1837.

LISTA 22§.a

Arrematarão perante os Governadores CMs dos Dis-

tnclos de Santarém , Cainúra , e Kenra

XO DIA 22 DE JffXHO DE 18Í6.

(Pagamento pela l,* forma.) DISTUlCrO DE SANTARÉM,

CO-iCELHO DE flAÃTVREM.

Bens ãOrCapella instituída]»r Manoel Jorge Feitor.

9596 Uma courella de terra com algumn oliveiras , sendo nove alheias , situada ai Comeiras de Cima , Freguezia de Atlielc, pnrle do norte com terra e olival de Francisco Nunes, sul com o rio , e nascente com terra de João Duarte , c com a de Joaquim Duarte Mcirelles. . . 72JOOO

9597 Uma courella de terra com olival, lendo dezoito oliveiras pertencente a outros donos, situada no mesmo sitio das Comeiraa de Cima , Fregoezia de Achele : parle do norle com o rocio e terra de Francisco Nunes, sul com o rio, nascente com terra do mesmo Francisco Nunes , e quintal de Alexandre da Costa.......ei^OOO

DlSriUCTO DE COIMBRA.

CONCELHO DE MIDOBS.

Exscurão feita a Manoel Joaquim Borges.

9598 Chão silo aos Outcirjnhos que consta de terra de milho, videiras, oliveiras, e m a t to 3 : parte de uma banda com Maria Juzefa do Esporão, e da outra com Sebastião de Albuquerque..............................60^000

9599 Uns alqueires silos ao Carvalhal com seus mallos: parlem com Maria Jozefa, e Sebastião de Albuquerque......................65^000

CONCELHO DA AUIUINIIBIUA. Próprios Nacionaeit

9600 Uma terra na Carvalheira, Freguezia de Villa Nora da Barca : parle com Brardo de Sá Temide, e com José Baptista, de Villa Nova da Barca............................12^000

9G01 Uma terra na manca, na dita Freguezia • parle com João Serrano, de Villa Nova, e com Bernardo Dias, de Vcrmide.......... 8^000

1*602 Uma courelln de terra na Ribeira da Ur-garcia, parte do nascente com Valia Real, norte

cora Francisco Redri§o, poente com malta da An-touio João, e do sul com Joaquim d.i Costa. 9 JGOO

9603 Uma courella de terra, na dita Ribeira, parle do poenle com Joaquim da Costa, nascente com Valia Kcal, nurts com Lonrenço Simões, e do sul com o dito Joaquim da Costa . , 9^'u'OO

900í Uma terra no sitio da Barrozi, limite do logar do Sobral • pule Uç todos os lado» com Luiz de Mello Tucho...........70'^SOO

9(>05 Uma terra no sitio chamado o Malhão, limite du lugar du Sobral parte do norle com Jonquim Loureiiço da Torre, sul com António Joaquim, du Valle d» Guimarães, nascente com Sfbasliáo J

UtíOG Uma propriedade di terra, e vinna no gitio da CorniUtiura, limite da VilJa de Souro parto do nurle c u t n fazenda d@ D. Jorge, nascente com a estrada dos Rabaçíias, sul com Manoel José Moreira, e do poente com o no

DIVnUCW DE ÉVORA.

COMTU10 DE AI5II,VIOIrL S,

BenidtiCaj>eUnin\titHidu]nn Leanor 1'ires, e Bntes -Infles, de que fui ultima Administra lora D, Joan~ na Vtcloria tternarihna e Silva.

C()>CKLHO O K ROL a E.

Lens da Cammenda de H. Muttíteus, da Ordem de Chuslo, em Soure.

9G07 QuinliJr} de dczenote alqueires e meio de trilei, e gcif e meio de cevadt , importo na herdade das Luzes , sila na Frrgnezia de S. Pedro da Gaf.iníiueirii • confronta pelo norte corn n» herdades das Fgie.uias e Carvalheiras, sul com a herdade dos Delgados e Cabido, nascente cora a* do Seragaço e Canas , e poente com as d.i Pedra Longa e Fazendas.............136J500

9603 Dito de dez alqueires de trigo, e cinco de cevada , imposLi na herdade de Bollelas , sita na Freguezia JUaínz de Arraiolios • confronta pelo norle cuin a herdade da Pastancira de Baixo: leste com o Pombal e Balanqueira, oeste com as do Monte das Pedras, França o Andorinhas, e sul com a dita da Balanqueira........75^000

CONCELHO DE MORA.

9609 Dito de renda anuual de 2^000 réis. imposto na herdade da Casa Velha, na Freguezia dePavia : confronta pelo norte com a herdade do Cré, nascente com a do Oliva , sul com a do

Caeiro, e poente com a dos Pratis.....36^000

Somtnam as avaliaçõe..... R.'826^100

Repartição dos Próprios Nacionaes, 28 de Abril de 18í6. = Joj« Mana de Lara Júnior.

CAMARÁ DOS DIGXOS PARES.

Sessto DS 2í DE ADRIL DB 185-6. (Presidiu o Sr. Cardeal Palnarcha )

i aberta a sessão Ires quartos depois da uma hora da tarde, estiveram presentes 32 Dignos Pares.

O Sr. Secretario COXDE DE PKVAMICÔR leu n acta da sessão precedente, que ficou approvada

O Sr. Secretario PISIOTEL Fiitine disse que o Digno Pctr Bispo de Vucu participava que não podia comparecer á se«são dehuje por mcommodo de saúde,

O Sr. VJBCONDB DELABOHia mandou para a Mesa uma reprcierilação da D Abbadcssa c Religiosas do governo do Convénio do S.ilvador do Vá irão , Bispado do Porto , reclamando contra o projecto sobre fornos, approvado na oulra Camará, c par-licuiarmenle contra o artigo 23." O Digno Par observou quciguaes queixas Imia feito presentes cí Camará , tanto (ia principal nulhondade do Cabido do Porto, como das Religiosas dos Conventos de Sanla Clara e Ave Maria , as quaes tinham sido commellidas á competente Commissão, c por tnnlo pedia que o mesmo deslino fosse dado á que hoje apresentava.—Assim se resolveu.

Leu depois a seguinte

Proposta.

a Sendo a votação nominal imprópria, e até incompatível com a natureza da Camará dos Dignos Pares , proponho que se elimine o artigo G2." do Regimento interno, sendo assim alterado o artigo GO; por ficarem as votações reduzidas só a ordinárias, ou por escrutínio. Lisboa, 2Í- de Abril de 1846. =s Visconde de Labomn. n

E proseguiu que, snpposto esta Proposta não tivesse o caracter de Projecto de Lei, todavia como era tendente a alterar a Lei da Casa (o Re-gimenlolmlerno) parecia-lhe, que deveria mere-

cer cajás honras, e por isso propunha que fosse emmittida a uma Commissão, que poderia ser nomeada pela Mesa : concluiu pedindo a urgência , e declarando que se reservava para na discussão do assumpto ser um pouco mais explicito. O Sr. COXDB DE PORTO Cóvo notou que a Pró. posta que se acnba\a de mandar para a Mesa nlo apresentais matéria urgente , ou que , pelo menos , era da natureza daquellas que o Regimento mnndnvn que ficassem para segunda leitura, salvo proferindo a Camará a urgência , caso em que deviam passar log*o a uma Comraissão ; entretanto que clle (urador) não votaria porque a mesma Proposta se declarasse urgente, visto que ella tendia n privar os Membros da Camará de ama das suas rcgalins.

O Sr. VISCONDE DE FONTE AUCADA começou dizendo que . no seu entender, as votações nomi-nacã não tinham inconveniência com a natureza daquella Camará.. . (O Sr. Vice-Presidenle observou ao Digno Par que a Proposta se não achava ainda era discussão.) Proseguiu que anão achava urgente, e por isso embora fosse remellida a uma Commissão, conforme desejava o seu aulbor, mas era necessário examina-la com todo o vagar ecir-cumspeccão.

O Sr. VISCONDE DE LABOHIM disse que reconhecia qup a sua Proposta não participava da urgência com que costumavam traclar-so os negócios que a pátria demandava , entretanto que considerando defeituosa aquella disposição que linha era visU eliminar, a consequência era que essa eliminação tivesse logar quanto antes, e por isso pedira a urgência . condam que a Camará poderia resolver como quizesse, e que elle orador se satisfaria com que a Proposta se mandasse a uma Commissão , seguindo os tramites ordinários , e prescindindo da urgência, supposlo que tivesse o objecto delia por urgentíssimo.

-----Consultada a Camará, decidiu que a proposta não era urgente.

Foi então enviada á Mesa esl'onlra

Propoiío.

« Proponho que no Regulamento se ajunte um artigo que determine, que todas as vezes que cinco membros da Camará requererem que a votação seja feita por cspheras , esta lenha logar por csle modo. = Sá da Bandeira.

O Sr. ViCE-PRESiDEMTE declarou que , na forma do Regimento, ambas as propostas deviam ficar para segunda leitura.

O Sr. VISCONDE DE LABOBRIH , lembrando que ellas tendiam a alterar a lei da Casa , observou que lhe parecia estarem no caso de passarem ira-mcdialamente a uma Commissão.

-----Â Camará conveiu , resolvendo lambem

que a Commissão fosse nomeada pela Mesa.

O Sr. VICE-PRESIDENTE annunciou que ella seria composta dos Dignos Pares Conde de Villa Real, Tavares de Almeida, e Conde d e Lu mia rés. (Pausa,)

S. Eminência disse que, não havendo outro objecto de que a Camará houvesse de occupar-se, a próxima Sessão leria logar na Scgunda-feira (27 do corrente), sendo a ordem do dia pareceres de commissões e leituras: fechou esta pelas duas horas e um quarto.

CAMARÁ BOS SENHORES DEPUTADOS.

EXTRACTO VA SESSÃO EM 8 DE MAIO DE 18ÍG. (Presidência do Sr. A. Albano.)

M quarto depois da uma hora da tarde se abriu a sessão, achando-se presentes 72 Senhores Deputados.

Lida a acta da Sessão antecedente, foi n p provada , depois de breves reflexões do Sr. Xavier da Silva acerca da Proposta, apresentada hontem, pelo Sr. Silva Cunha, a que respondem satisfatoriamente o Sr. Secretario F. M. da Costa.

Não houve correspondência.

Leram-se as ultimas redacções dos seguintes projectos de lei, um de receita e dc^peza do Estado, para o anno económico de 184G a 18Í-7, outro-para a creação de dotis Ofíiciiics da Vara para as Relações de Lisboa c Porto ; e outro para augmento de ordenado ao Procurador da Fazenda, e creação de um Ajudante do mesmo.

Foram approvadas.

O Sr. SILVA CCNJU participou que o Sr. Deputado Cunha da Gama não assistia a sessão de hoje, e talvez amais algumas por motivo do docuça.— Inteirada.