O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

14 Diário da Câmara dos Deputados

O Sr. Presidente: - A Mesa teve conhecimento que faleceu esta manhã o pai do Sr. Cunha Leal.

Pela consideração que todos temos por êsse ilustre Deputado, proponho que na acta se lanço um voto de sentimento.

O Sr. Pedro Pita:-Em nome do Partido Nacionalista associo-me ao voto de sentimento por V. Exa. proposto.

A situação especial que o Sr. Cunha Leal ocupa no meu Partido obriga-me a significar a V. Exa. e h. Câmara o sentimento dêste lado da Câmara pelo desgosto que atingiu S. Exa.

Tenho dito.

O orador não reviu.

O Sr. Agatão Lança: - É com verdadeira magna que me associo ao voto de sentimento por V. Exa. proposto pela morte do pai do Sr. Cunha Leal, figura que nós muito prezamos, e de cujo desgosto compartilho.

Tenho dito.

O orador não reviu.

O Sr. Moura Pinto: - Em meu nome pessoal, associo-me ao voto de sentimento pela morte do pai do Sr. Cunha Leal.

Tenho dito.

O orador não reviu.

O Sr. Fernandes de Oliveira: - Em nome dos Deputados Agrários, associo-me ao voto de sentimento proposto por V. Exa.

Tenho dito.

O orador não reviu.

O Sr. Álvaro de Castro: - Sr. Presidente: pedi a palavra para me associar ao voto de sentimento que foi proposto por V. Exa. pela morte do pai do Sr. Cunha Leal.

O orador não reviu.

O Sr. António Cabral: - Sr. Presidente: por parte da minoria monárquica, associo-me ao voto de sentimento que V. Exa. acaba de propor à Câmara.

O orador não reviu.

O Sr. Joaquim Dinis da Fonseca: - Sr. Presidente: a minoria católica associa-se sincera e comovidamente ao voto de sentimento pelo falecimento do pai do nosso ilustre colega Sr. Cunha Leal.

O orador não reviu.

O Sr. Ministro da Justiça e dos Cultos (Catanho de Meneses): - Sr. Presidente: apesar das divergências políticas que possam haver nesta Câmara, a verdade é que estou convencido de que todos os Parlamentares reconhecem no Sr. Cunha Leal qualidades de tal quilate que lhe dão jus à nossa homenagem, como sendo indubitavelmente um dos seus grandes ornamentos.

Por isso, o Govêrno lamenta o golpe duro que acaba de sofrer aquele Sr. Deputado; acompanha-o na sua natural condolência e exprime os seus votos de sentimento pela perda que o atingiu.

Tenho dito.

O orador não reviu.

O Sr. Presidente: - Em vista da manifestação da Câmara, considero aprovado o voto de sentimento que propus.

Não está mais ninguém inscrito sôbre o artigo 3.°

Vai votar-se.

É lida e aprovada a emenda proposta pelo Sr. Moura Pinto.

É a seguinte:

Proponho que na alínea a) do artigo 3.° do projecto da comissão se elimine a palavra "mesmo". - Alberto de Moura Pinto.

E lida e rejeitada a emenda apresentada pelo Sr. Soares Branco.

É a seguinte:

Proponho que à alínea a) do artigo 3.° se acrescentem as seguintes palavras: "quando os depositantes e transferentes sejam estranhos aos factos referidos nos artigos 4.° e 5.°". - C. Soares Branco.

É também rejeitada a seguinte emenda do Sr. Pestana Júnior:

Proponho que se eliminem na alínea a) as palavras "realizadas na metrópole".- Pestana Júnior.

O Sr. Joaquim Dinis da Fonseca (para um requerimento): - Sr. Presidente: requeiro a V. Exa. que se digne consultar a Câmara sôbre se permite que eu retire as