O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

Sexta-feira, 25 de Novembro de 1994

I Série - Número 17

DIÁRIO
Da Assembleia da República

VI LEGISLATURA 4.ª SESSÃO LEGISLATIVA (1994-1995)

REUNIÃO PLENÁRIA DE 24 DE NOVEMBRO DE 1994

Presidente: Exmo. Sr. António Moreira Barbosa de Melo
Secretários: Exmos. Srs. João Domingos Fernandes de Abreu Salgado
Vítor Manuel Caio Roque
José Mário Lemos Damião
Maria da Conceição Figueira Rodrigues

SUMÁRIO

O Sr Presidente declarou aberta a sessão às 10 horas e 25 Minutos. Prosseguiu a discussão, na generalidade, das propostas de lei n.ºs 110/VI - Grandes Opções do Plano para 1995 - e 111/VI - Orçamento do Estado para 1995, tendo intervindo, a diverso título, além das Sn Ministros do Planeamento e da Administração do Território {Valente de Oliveira), da Educação (Manuela Ferreira Leite), do Ambiente e Recursos Naturais (Teresa Patrício Gouveia), da Agricultura, (Duarte Silva), os Srs. Deputados Lino de Carvalho (PCP), Jorge Lacão (PS), Adriano Moreira (CDS-PP), Paulo Rodrigues (PCP), Joaquim da Silva Pinto (PS), Carlos Pinto, Alípio Dias, Rui Carp e Silva Peneda (PSD), Artur Penedos e Carneiro dos Santos (PS), José Manuel Maia (PCP), João Matos (PSD), Paulo Trindade (PCP). Guilherme d'Oliveira Martins (PS), Isabel Castro (Os Verdes), Ana Maria Bettencourt (PS), Nuno Delerue (PSD), Manuel Queiró (CDS-PP). Ferro Rodrigues (PS), António Filipe (PCP), Pedro Pinto (PSD), Maria Julieta Sampaio e Martins Goulart (PS), Luís Peixoto (PCP), André Martins (Os Verdes), José Sócrates (PS), José Silva Costa (PSD), Mário Maciel (PSD), João Corregedor da Fonseca (Indep.), Luís Capoulas Santos (PS), Costa e Oliveira e Francisco Bernardino Silva (PSD)
O Sr Presidente encerrou a sessão eram 19 horas e 20 minutos.

Páginas Relacionadas
Página 0622:
622 I SÉRIE - NÚMERO 17 cionalização possa não ser a da desejável intervenção em força da e
Pág.Página 622
Página 0623:
25 DE NOVEMBRO DE 1994 623 A minha pergunta circunscreve-se exactamente a isto: depois do q
Pág.Página 623