O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

4640 | I Série - Número 110 | 11 de Abril de 2003

 

… foi o que sentiram muitos russos a seguir ao fim da União Soviética. É a conquista da liberdade que está em causa!

Aplausos do CDS-PP e do PSD.

O Sr. Eduardo Ferro Rodrigues (PS): - Ao menos, tenham vergonha na cara!

O Sr. João Teixeira Lopes (BE): - Isso é um insulto ao 25 de Abril!

O Sr. António Filipe (PCP): - Isso é um insulto à nossa pátria!

O Sr. Presidente: - Tem a palavra o Sr. Deputado José Vera Jardim.

O Sr. José Vera Jardim (PS): - Sr. Presidente, Srs. Deputados: A nossa posição sobre esta guerra foi sempre a mesma.

Protestos do PSD e do CDS-PP.

O Sr. João Pinho de Almeida (CDS-PP): - Isso não é verdade!

O Orador: - Esta foi uma guerra ilegítima e precipitada.

Vozes do PS: - Muito bem!

O Orador: - E foi uma guerra feita para travar a ameaça que representava o regime iraquiano que diziam possuir armas de destruição maciça. Está ainda por provar que essas armas existissem. Bem pelo contrário, e felizmente,…

Protestos do PSD e do CDS-PP.

Sr. Presidente, não tenho condições para continuar a usar da palavra.

O Sr. Presidente: - O Sr. Deputado está no uso da palavra. Pode continuar.

O Orador: - Está ainda por provar a existência dessas armas.
E repudiamos vivamente a comparação que é feita por algumas bancadas com o 25 de Abril.

Aplausos do PS, do PCP, do BE e de Os Verdes.

Consideramos que isso é insultuoso para as forças armadas portuguesas, para o povo português…

Aplausos do PS (de pé), do PCP, do BE (de pé) e de Os Verdes.

… e para todos aqueles que, ao longo de dezenas de anos, lutaram contra a ditadura sem ajuda do exterior. São coisas muito diferentes! É insultuoso!

Aplausos do PS, do BE e de Os Verdes.

Protestos do PSD e do CDS-PP.

O Sr. Honório Novo (PCP): - É uma vergonha!

O Sr. Presidente: - Sr.as e Srs. Deputados, o silêncio é fundamental para nos podermos ouvir uns aos outros. Gritar não adianta nada.
Ouçamos os argumentos de cada um e votemos em consciência. Assim é que deve ser a vida do Parlamento!
Faço este apelo, com veemência, tanto às bancadas situadas à minha direita como às bancadas situadas à minha esquerda, que, devo dizer, também já se excederam bastante.
Faça favor de continuar, Sr. Deputado.

O Orador: - Abre-se agora uma nova fase, em que esperamos que a legitimidade e a legalidade internacional se reimponham no Iraque…

Vozes do PS: - Muito bem!

O Orador: - … para que o povo iraquiano veja devolvido o poder político, sob a égide e com o papel central das Nações Unidas.

Vozes do PS: - Muito bem!

O Orador: - Esperamos também que termine o sofrimento de muitos anos do povo iraquiano não só com a ditadura de Saddam Hussein mas também com o embargo de muitos anos, que causou tanto sofrimento.

O Sr. Eduardo Ferro Rodrigues (PS): - Muito bem!

O Orador: - Esta guerra também causou sofrimento, porque as guerras são sempre uma tragédia, e ainda estão a morrer pessoas no Iraque.
Temos de ter respeito pelo que se passou e está a passar. Morreram centenas de pessoas…

O Sr. Nuno Teixeira de Melo (CDS-PP): - Milhares!

O Orador: - … de ambos os lados e lamentamos que isso tenha sucedido.

Vozes do PS: - Muito bem!

O Orador: - Esperamos ainda que seja cumprido aquilo que era o plano de alguns no sentido de que esta seja também uma nova fase para a abertura e para a resolução definitiva do problema palestiniano. É isso que se tem de verificar a partir de agora, mas que, sobretudo, volte a reinar a legitimidade e a legalidade internacionais.

O Sr. Presidente: - O seu tempo terminou, Sr. Deputado.

O Orador: - E mais uma vez lamentamos que o Governo português, desde o início, se tenha unido a uma guerra, a uma acção militar que é ilegítima e que foi precipitada.

Aplausos do PS, com Deputados de pé, e do Deputado do BE João Teixeira Lopes.

Páginas Relacionadas
Página 4645:
4645 | I Série - Número 110 | 11 de Abril de 2003   É o seguinte: A Ass
Pág.Página 4645