O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

4683 | I Série - Número 085 | 07 de Maio de 2004

 

também pela sua distinção. O segundo, apresentado pelo PCP, é o voto n.º 160/IX - De pesar pelo falecimento do antigo Deputado e antigo autarca Severiano Falcão.
Para proceder à leitura do voto n.º 157/IX - De pesar pelo falecimento da ex-Deputada Etelvina Lopes de Almeida, apresentado pelo Partido Socialista, tem a palavra a Sr.ª Deputada Celeste Correia.

A Sr.ª Celeste Correia (PS): - Sr. Presidente e Sr.as e Srs. Deputados, O voto é do seguinte teor: "A morte de Etelvina Lopes de Almeida constitui uma enorme perda para a democracia portuguesa. Escritora, jornalista, combatente das causas da democracia e da igualdade, foi Deputada à Assembleia Constituinte e à I Legislatura, eleita nas listas do Partido Socialista, tendo tido uma participação activa que não pode deixar de ser lembrada.
Ao longo da sua vida empenhou-se intensamente na luta cívica ao lado de figuras como Maria Lamas e no âmbito de diversas organizações democráticas e de mulheres. É inesquecível o trabalho que desenvolveu na antiga Emissora Nacional e na RDP e que foi sempre marcado pela coerência e pela determinação de alguém que acreditava nos valores da liberdade. Foi também directora da revista feminina Modas e Bordados.
Faleceu com 88 anos em plena actividade, em Tábua, onde presidia à Fundação Sara Beirão/António Costa Carvalho, dedicando-se a acções de solidariedade e de altruísmo que lançara com o seu colega, também antigo Deputado, Francisco Igrejas Caeiro.
Nestes termos, a Assembleia da República recorda sentidamente a memória de Etelvina Lopes de Almeida, enviando sentidas condolências à família enlutada."

O Sr. Presidente: - Para proceder à leitura do voto n.º 160/IX - De pesar pelo falecimento do ex-Deputado Severiano Falcão, apresentado pelo Partido Comunista Português, tem a palavra o Sr. Deputado Rodeia Machado.

O Sr. Rodeia Machado (PCP): - Sr. Presidente e Srs. Deputados, o voto é do seguinte teor: "Morreu Severiano Falcão.
Severiano Falcão foi um convicto lutador pela democracia, deixando a sua marca indelével na história desta Assembleia e do País.
Iniciou a sua actividade política na Federação das Juventudes Comunistas, tendo aderido ao PCP em 1942, tendo sido preso duas vezes e passado 15 anos nas cadeias do regime fascista.
Homem de cultura, destacado militante das causas da liberdade, da democracia, da justiça social, grande impulsionador do associativismo, dedicou grande parte da sua vida à luta contra o fascismo e após o 25 de Abril abraçou todas as funções com abnegação e fiel aos seus princípios e convicções.
Destacado militante comunista, foi Deputado à Assembleia da República de Junho de 1976 a Janeiro de 1980, data em que abandonou estas funções para assumir a presidência da Câmara Municipal de Loures.
À sua companheira Beatriz Falcão, ao seu filho e restante família, a Assembleia da República transmite as mais sentidas condolências."

O Sr. Presidente: - Vamos votar, em primeiro lugar, o voto n.º 157/IX - De pesar pelo falecimento da ex-Deputada Etelvina Lopes de Almeida (PS).

Submetido à votação, foi aprovado por unanimidade.

Vamos agora proceder à votação do voto n.º 160/IX -De pesar pelo falecimento do ex-Deputado Severiano Falcão (PCP).

Submetido à votação, foi aprovado por unanimidade.

Vamos guardar 1 minuto de silêncio em homenagem a estes nossos dois antigos colegas.

A Câmara guardou, de pé, 1 minuto de silêncio.

Srs. Deputados, proponho agora que o voto n.º 154/IX - De congratulação pelos bons resultados obtidos pelos atletas paralímpicos portugueses no Campeonato do Mundo de Corta-Mato, na África do Sul, apresentado pelo PSD e CDS-PP, seja apenas lido por um dos proponentes e votado a seguir.

Pausa.

Páginas Relacionadas