O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

5856 | I Série - Número 107 | 29 de Julho de 2004

 

Aplausos do PS, do PSD e do CDS-PP.

O Sr. Presidente: - Tem a palavra o Sr. Deputado Bernardino Soares.

O Sr. Bernardino Soares (PCP): - Sr. Presidente, Srs. Deputados: A congratulação aqui apresentada pela maioria bem como as intervenções que a justificaram assentam num argumento - esse, sim, serôdio - de que todos devem apoiar o Dr. Durão Barroso porque ele é português.

Protestos do PSD e do CDS-PP.

No fundo, esse argumento podia sintetizar-se numa frase publicitária bem conhecida: "o que é nacional é bom". Só que o Dr. Durão Barroso, sendo nacional, não é bom: não foi bom em Portugal e não será bom na União Europeia!

Vozes do PCP: - Pois claro!

Protestos do PSD e do CDS-PP.

Srs. Deputados, nós, que nunca dissemos nem garantimos que o Sr. Primeiro-Ministro iria cumprir até ao fim o seu compromisso com o povo português - aliás, não queríamos que ele cumprisse esse compromisso -, nós, que sempre criticámos a política que ele aqui desempenhou no Governo, temos um dever de solidariedade para com os povos da União Europeia: o que não queremos para os portugueses também não queremos para os europeus.
O Dr. Durão Barroso não foi bom para Portugal nem será bom para os povos da União Europeia.

Aplausos do PCP.

O Sr. Presidente: - Tem a palavra o Sr. Deputado Francisco Louçã.

O Sr. Francisco Louçã (BE): - Sr. Presidente, Srs. Deputados, verifico, com gosto, que na última reunião plenária desta sessão legislativa entramos num regime congratulatório: já se congratulou a maioria por José Manuel Durão Barroso ser indicado, congratula-se agora porque é eleito e, amanhã, com certeza - não se esqueçam disso! -, haverá uma congratulação por tomar posse, e outras sucessivamente… Vamos de congratulação em congratulação!

O Sr. Jorge Nuno Sá (PSD): - Temos orgulho!

O Orador: - Por isso quero lembrar-lhe, já que tem orgulho, Sr. Deputado, que há cinco ano atrás, quando o Parlamento Europeu escolheu o seu Presidente, os Deputados da direita votaram contra Mário Soares e,…

Vozes do PSD: - Não é verdade!

O Orador: - … que eu saiba, ainda é português! Fizeram a escolha política e vale a pena que sejam coerentes.
Olhem para o Parlamento Europeu, olhem para a bancada…

Protestos do Deputado do PSD Jorge Nuno Sá.

Sr. Deputado, se berrar menos, talvez possa perceber os argumentos!
Olhem para a bancada francesa, que começa na esquerda e vai até à extrema-direita; olhem para a bancada austríaca, ou para as bancadas dos países de Leste e digam se acham que nós, como europeus, aceitaríamos alguma vez que os franceses votassem, todos, em qualquer francês que ali se fosse apresentar a um cargo europeu só por ser francês!?
O argumento da nacionalidade deve eximir o Parlamento de todo o debate acerca da política? Acham que os portugueses têm a obrigação de apoiar José Lamego na administração do Iraque só porque é português, apesar das divergências que temos sobre a política do Iraque?…

O Sr. João Teixeira Lopes (BE): - Muito bem!

Páginas Relacionadas
Página 5847:
5847 | I Série - Número 107 | 29 de Julho de 2004   soube ouvi-la, um país qu
Pág.Página 5847
Página 5848:
5848 | I Série - Número 107 | 29 de Julho de 2004   afinal de que ele próprio
Pág.Página 5848
Página 5849:
5849 | I Série - Número 107 | 29 de Julho de 2004   Honrar a sua memória, hoj
Pág.Página 5849