O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

4173 | I Série - Número 088 | 10 de Fevereiro de 2006

 

Vozes do CDS-PP: - Muito bem!

A Oradora: - Esqueceu, por outro lado, um aspecto tremendo que são vidas humanas que estão a ser ameaçadas, todos os dias, por causa de fanáticos e extremistas.

O Sr. Nuno Teixeira de Melo (CDS-PP): - Muito bem!

A Oradora: - Esqueceu que esses fanáticos e extremistas estão a manipular pessoas, que, todos os dias, estão a ofender símbolos nacionais de democracias da Europa - países amigos e sólidas democracias, como é, inquestionavelmente, a Dinamarca.

Vozes do CDS-PP: - Muito bem!

A Oradora: - Esqueceu-se também o Sr. Ministro dos Negócios Estrangeiros, quer no passado quer no presente, de se insurgir e ficar chocado com outro tipo de ofensas a outras igrejas, nomeadamente à Igreja Católica ou ao Budismo, por exemplo, quando foram destruídas estátuas, ou quando foram feitos desenhos sobre Sua Santidade o Papa, ou, muito recentemente e no presente, quando são lançados concursos anti-semitas por parte de jornais iranianos.

Aplausos do CDS-PP.

Portanto, não houve uma palavra quanto a este aspecto por parte do Sr. Ministro dos Negócios Estrangeiros!
Mas a Assembleia da República tem, hoje, a oportunidade de remendar e de corrigir a infelicidade das declarações do Sr. Ministro dos Negócios Estrangeiros,…

Vozes do CDS-PP: - Muito bem!

A Oradora: - … não se vá pensar que…

O Sr. Presidente (Guilherme Silva): - Sr.ª Deputada, o seu tempo esgotou-se. Queira concluir, por favor.

A Oradora: - Vou terminar, Sr. Presidente.
Dizia eu que não se vá pensar que as instituições em Portugal fazem uma defesa complexada e injusta das defesas dos seus valores.
E há os aspectos que nos impedem de votar favoravelmente o voto do Partido Socialista. Desde logo, a Assembleia da República não tem de emitir votos em matéria de gosto.

O Sr. Paulo Portas (CDS-PP): - Muito bem!

A Oradora: - Pessoalmente, posso pronunciar-me sobre se gosto ou não dos cartoons - já disse que não! -, mas a Assembleia da República não tem de emitir opiniões sobre gostos.

Aplausos do CDS-PP.

Por outro lado, e em segundo lugar, a Assembleia não pode interferir nesta separação entre Estado e iniciativa privada nem, muito menos, fazê-lo além fronteiras, nem interferir na iniciativa privada de um jornal dinamarquês!

Vozes do CDS-PP: - Muito bem!

A Oradora: - Em terceiro lugar e por último, Sr. Presidente e Srs. Deputados, o mais importante: o voto do Partido Socialista faz uma equivalência terrível entre uma questão de gosto - pode gostar-se ou não dos cartoons - e…

O Sr. Presidente (Guilherme Silva): - Sr.ª Deputada, tem mesmo de terminar , por favor

A Oradora: - … uma questão de totalitarismo, de fanatismo e de extremismos.

Vozes do CDS-PP: - Muito bem!