O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

137 | I Série - Número: 034 | 13 de Março de 2010

Alguns dos proponentes destes votos, colaboradores disciplinados da propaganda e das opções dos Estados Unidos da América, têm um critério muito simples para avaliar os acontecimentos: quem se submete às ordens dos EUA é, automaticamente, um democrata; quem luta pelo avanço de processos de afirmação progressista na América Latina, defendendo a sua soberania em relação ao poderoso vizinho do norte e aos interesses das suas empresas e corporações, só pode ser anti-democrático e terrorista.

O Sr. Sérgio Sousa Pinto (PS): — É uma vergonha!

O Sr. Bernardino Soares (PCP): — São os mesmos que se preparam para aproveitar este episódio para pressionar no sentido da manutenção da reaccionária posição comum da União Europeia face a Cuba, são os mesmos que nunca apresentaram um voto sobre as vítimas das acções norte-americanas em Cuba, nem sobre os mais de 30 mil cidadãos assassinados pelos paramilitares na Colômbia nos últimos 20 anos, nem sobre o recente golpe nas Honduras e o assassinato de militantes da democracia, nem sobre a infiltração de comandos colombianos na Venezuela, com uma lista de execuções de dirigentes comunistas e progressistas a efectuar.
Por isso, votaremos a favor das primeiras alíneas dos votos do PS e do BE, lamentando a morte de Orlando Zapata, mas não o restante conteõdo dos vários votos,»

O Sr. Sérgio Sousa Pinto (PS): — É uma vergonha para o Parlamento!

O Sr. Bernardino Soares (PCP): — » demarcando-nos da operação em curso, coordenada e dinamizada pelos EUA na sua sanha persecutória de sempre contra Cuba e o seu povo.

Aplausos do PCP.

O Sr. Sérgio Sousa Pinto (PS): — É uma vergonha para o Parlamento!

O Sr. Presidente: — Tem a palavra a Sr.ª Deputada Heloísa Apolónia.

A Sr.ª Heloísa Apolónia (Os Verdes): — Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados: Por parte de Os Verdes, lamentar a morte de um ser humano, sempre, e, portanto, também a de Zapata Tamayo, naturalmente.

Protestos do PS.

Por parte de Os Verdes, pedir a libertação de presos, sempre, onde quer que seja! Por parte de Os Verdes, garantir o respeito pelos direitos humanos e a liberdade dos seres humanos, sempre, em qualquer lado – e agora não ouço o Sr. Deputado Sérgio Sousa Pinto a dizer «ai, meu Deus!».

Protestos do PS.

Mas, Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados, vamos aos votos em concreto.
O que é que nos impressionou nestes votos? O facto de nenhum, absolutamente nenhum, fazer referência ao bloqueio económico de que o povo cubano é vítima.

Protestos do PS.

Falamos em atentados aos direitos humanos? Pois sim! O povo cubano é preso político da comunidade internacional há muitos e muitos anos! Pois, Srs. Deputados, alguns de vós terão imaginado o que é um povo subjugado a um bloqueio económico? A «ginástica» que esse povo faz para sobreviver?! Pois é, bloqueios económicos há muitas formas de os fazer e muitos condenados à fome perpétua.
Dirão os Srs. Deputados que não ç disso que estamos a falar. Pois não, »

Páginas Relacionadas
Página 0134:
134 | I Série - Número: 034 | 13 de Março de 2010 Passamos, em seguida, à apreciação de vár
Pág.Página 134
Página 0140:
140 | I Série - Número: 034 | 13 de Março de 2010 Voto n.º 31/XI (1.ª) De pesar pelo faleci
Pág.Página 140
Página 0141:
141 | I Série - Número: 034 | 13 de Março de 2010 A morte de Zapata Tamayo veio chamar a at
Pág.Página 141