O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

27 | I Série - Número: 020 | 3 de Novembro de 2010

O Sr. Presidente: — Julguei que o Sr. Deputado Paulo Portas ia pedir à Mesa para distribuir a resolução do Conselho de Ministros que está a ser exibida pelo Sr. Deputado Pedro Mota Soares» Também para interpelar a Mesa, tem a palavra o Sr. Primeiro-Ministro.

O Sr. Primeiro-Ministro: — Sr. Presidente, como é visível, o que o Sr. Deputado Paulo Portas quis fazer foi uma outra intervenção, pelo que farei uma outra intervenção, porque não preciso de fingir que faço interpelações à Mesa.
Em primeiro lugar, o Sr. Deputado desculpará, mas questões de Estado são os submarinos, mas também o é o TGV.

Vozes do CDS-PP: — Ahhh»!

O Sr. Primeiro-Ministro: — O Sr. Deputado pretender que os submarinos são mais questões de Estado do que o TGV é que não tem sentido algum! O que o Sr. Deputado tem é de explicar o seguinte: ç verdade que se abriu o concurso,»

Vozes do CDS-PP: — Para quatro submarinos!

O Sr. Primeiro-Ministro: — » mas tambçm ç verdade que, durante anos, nunca se adjudicou pela simples razão de nunca se considerou esse investimento como prioritário.

Aplausos do PS.

A verdade ç que foi no seu tempo, em Abril de 2004, que se assinou o contrato»

O Sr. Paulo Portas (CDS-PP): — Pois foi, sim, senhor!

O Sr. Primeiro-Ministro: — E a explicação que o Sr. Deputado deve à Câmara e ao País é porque é que, numa altura em que Portugal estava em dificuldades económicas, o Sr. Deputado resolveu adjudicar a construção de submarinos!!

Vozes do PS: — Muito bem!

O Sr. Primeiro-Ministro: — E o Sr. Deputado tem de explicar que contributo é que esses submarinos deram para o emprego no nosso país!!

O Sr. João Galamba (PS): — Zero!

Sr. Primeiro-Ministro: — Que oportunidades deram às empresas portuguesas, Sr. Deputado?!

O Sr. Paulo Portas (CDS-PP): — Isto ç uma vergonha»!

O Sr. Primeiro-Ministro: — A verdade, que o Sr. Deputado não gosta que lhe lembrem, é esta: o Sr. Deputado decidiu adjudicar, assinou o contrato e só agora é que estamos a pagar os «seus» submarinos, Sr. Deputado!!

O Sr. Paulo Portas (CDS-PP): — É uma vergonha»!

O Sr. Primeiro-Ministro: — Por isso, quando o Sr. Deputado vem argumentar com obras que ficam para o futuro, a verdade é que foi o Sr. Deputado que fez adjudicações irresponsáveis!

Páginas Relacionadas
Página 0028:
28 | I Série - Número: 020 | 3 de Novembro de 2010 Vozes do CDS-PP: — Tenha vergonha! <
Pág.Página 28