O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

23 DE FEVEREIRO DE 2012

31

O Sr. Presidente (António Filipe): — Ainda para pedir esclarecimentos, tem a palavra a Sr.ª Deputada

Heloísa Apolónia.

A Sr.ª Heloísa Apolónia (Os Verdes): — Sr. Presidente, Sr. Deputado Miguel Frasquilho, o Sr. Deputado

tem de, como se costuma dizer, «cair na real», o Sr. Deputado tem de atender àquela que é a verdadeira

realidade do País. Não basta o Sr. Deputado chegar aqui e dizer: «Ah, que bom,…» e bate palmas «…

estamos a cortar na despesa! Isto é tão bom!»

O Sr. Miguel Frasquilho (PSD): — Não bati palmas!

A Sr.ª Heloísa Apolónia (Os Verdes): — Bateu palmas, sim, Sr. Deputado, bateu palmas de outra forma.

O que lhe pergunto — e quero que o Sr. Deputado reflita sobre isso — tem a ver com o seguinte: à conta

de quem e do quê se está a fazer esse corte na despesa?

O Sr. Bernardino Soares (PCP): — Muito bem!

A Sr.ª Heloísa Apolónia (Os Verdes): — À conta do roubo aos portugueses, Sr. Deputado! É que cortam o

subsídio de férias e o subsídio de Natal! Cortam na saúde — as pessoas que paguem mais! Cortam na

educação — piora a educação! E promovem rescisões na Administração Pública — significa que vão fazer

despedimentos na Administração Pública, ainda que não lhe queiram dar esse nome!

Sr. Deputado, assim todos nós poupávamos! Não é verdade? Assim, todos nós cortávamos nas nossas

despesas! Assim, é fácil, Sr. Deputado!

Mas qual é o resultado? É que é para esse resultado que temos de olhar. O resultado é o empobrecimento

literal do País e o empobrecimento literal dos portugueses, Sr. Deputado!

O Sr. Bernardino Soares (PCP): — Muito bem!

A Sr.ª Heloísa Apolónia (Os Verdes): — Não me diga que ainda não reparou que há um aumento enorme

da bolsa de pobreza em Portugal!? É inacreditável que o Sr. Deputado não tenha reparado nisso! Todos os

dias ouvimos isso nas notícias. Todas as associações que lidam com estas questões da pobreza bradam ao

Governo que tenha cuidado com a verdadeira realidade que se está a formar no País, que é o aumento da

pobreza. Mas o Sr. Deputado consegue fazer uma intervenção sobre o corte na despesa sem olhar àquela que

é a consequência direta desse corte, para percebermos exatamente de onde ele decorre. Ora, assim, não

vale, Sr. Deputado!

Então, o Sr. Deputado está aqui a aplaudir o quê?! É só para dar aplausos para a troica? É só para dar

fotografias para a troica? Então, e os portugueses?! É que foram os portugueses que vos elegeram, Sr.

Deputado! É aos portugueses que os senhores têm de responder. E há de convir que os senhores, na altura,

não foram francos, não disseram verdade, porque chegaram ao Governo e fizeram exatamente o contrário.

O Sr. Deputado diz, na sua intervenção, que, no futuro, é preciso baixar a carga fiscal, diz que o País

precisa disso «como de pão para a boca» para o relançamento da economia. Então, o que é que isto significa?

Que vamos relançar a nossa economia quando o Governo baixar os impostos? Pergunto-lhe: quando? Até lá,

é sempre para o afundamento, Sr. Deputado? É só recessão?

O Sr. Miguel Frasquilho (PSD): — Não!

A Sr.ª Heloísa Apolónia (Os Verdes): — Não? Então, explique, por favor, porque não percebi nada!

O Sr. Deputado diz ainda que pode discutir-se se o prazo de ajustamento é ou não suficiente. Qual é a sua

opinião sobre essa matéria, Sr. Deputado?

Vozes do PCP: — Muito bem!

Páginas Relacionadas
Página 0033:
23 DE FEVEREIRO DE 2012 33 O Sr. Pedro Filipe Soares (BE): — E a longo prazo? <
Pág.Página 33
Página 0034:
I SÉRIE — NÚMERO 75 34 Vozes do PS: — Muito bem! O Sr.
Pág.Página 34
Página 0035:
23 DE FEVEREIRO DE 2012 35 O Sr. Manuel Isaac (CDS-PP): — Vejamos o que tem feito o
Pág.Página 35
Página 0036:
I SÉRIE — NÚMERO 75 36 O Sr. Paulo Batista Santos (PSD): — Sr. Presid
Pág.Página 36
Página 0037:
23 DE FEVEREIRO DE 2012 37 O Sr. Agostinho Lopes (PCP): — Sr. Presidente, Srs. Depu
Pág.Página 37
Página 0038:
I SÉRIE — NÚMERO 75 38 Aplausos do PCP. O Sr. Pr
Pág.Página 38
Página 0039:
23 DE FEVEREIRO DE 2012 39 Aplausos do PSD. O Sr. Presidente (António
Pág.Página 39