O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 135

50

a sustentabilidade económico-financeira e proporcionar uma resposta adequada de cuidados de saúde às

populações.

Protestos do Deputado do PCP Miguel Tiago.

Se o Sr. Deputado conseguir ouvir e falar depois, agradeço-lhe. É que eu oiço mal.

Esta proposta exigirá, da parte do Conselho de Administração do CHO (Centro Hospitalar do Oeste), a

reorganização da resposta dos cuidados de emergência e urgência nas estruturas existentes, bem como

avaliar o momento e a oportunidade da sua implementação.

A reorganização dos serviços de urgência exigirá, igualmente, uma boa articulação, coordenação e

comunicação entre os cuidados primários e diferenciados, o que pode ajudar a reduzir a procura de cuidados

nos serviços de urgência, muitas vezes inadequados às necessidades dos utentes.

A proposta de perfil do CHO constitui um documento de trabalho e ponto de partida — nada está decidido,

Sr. Deputado João Semedo —,…

O Sr. João Semedo (BE): — Ah, não?! Que surpresa!…

O Sr. Manuel Isaac (CDS-PP): — … que irá, contudo, ser ajustado e melhorado pelo Conselho de

Administração do novo CHO, de maneira a adequar-se à procura de cuidados de saúde e recursos disponíveis

na região Oeste.

Deixem-me dizer-lhes, Srs. Deputados, quanto ao Hospital Termal das Caldas da Rainha — e nós,

caldenses, sabemos melhor do que ninguém —, que queremos tudo para o Hospital Termal das Caldas menos

aquilo que lhe sucedeu, com sucessivos governos, de há 30 anos a esta parte, para falar de todos, pois o

Hospital Termal era uma referência e, hoje, é uma falência. É isso que nem eu nem os caldenses queremos

para o Hospital Termal. Os caldenses querem um Hospital Termal de referência, independentemente de quem

seja, seja de privados ou público,…

O Sr. João Semedo (BE): — Ora, está a ver?!

O Sr. Manuel Isaac (CDS-PP): — … desde que continue no Serviço Nacional de Saúde.

Protestos do PCP e do BE.

É isto que os caldenses querem! As Caldas só têm a ganhar se tiverem um Hospital Termal em condições

e que ofereça bons serviços às pessoas, para ter de volta os 8000 aquistas que teve no passado, porque,

hoje, tem 1500.

A Sr.ª Rita Rato (PCP): — Uma vergonha!

O Sr. Manuel Isaac (CDS-PP): — Vergonha, Sr.ª Deputada, é ter o Hospital Termal nas condições em que

está, desprezado por todos os governos, sucessivamente. Isto é que é vergonha, Sr.ª Deputada!

Aplausos do CDS-PP e do PSD.

Protestos do PCP e do BE.

Deixe-me terminar, Sr.ª Presidente, com uma analogia: os oestinos…

O Sr. José Lello (PS): — Faça lá o hospital!

O Sr. Manuel Isaac (CDS-PP): — Ó Sr. Deputado, se fizer o favor, respeite-me, que também o respeito. E

o senhor é mais velho, tem de se dar melhor ao respeito do que ninguém.

Páginas Relacionadas
Página 0052:
I SÉRIE — NÚMERO 135 52 O Sr. Duarte Pacheco (PSD): — E, agora, têm o
Pág.Página 52
Página 0053:
26 DE JULHO DE 2012 53 Licenciou-se em Ciências Histórico-Filosóficas, em 19
Pág.Página 53