O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 3

14

para Portugal. E o FMI já disse publicamente que irá proceder em termos idênticos, se este programa for

cumprido.

Já tive ocasião de responder ao Sr. Deputado Nuno Magalhães que o Governo não é cego, nem surdo,

nem ficará mudo.

O Sr. José Junqueiro (PS): — Não é nada! Já não é!

O Sr. Primeiro-Ministro: — E, Sr. Deputado, já recebi os parceiros sociais que subscreveram o acordo

social — o Sr. Deputado deve estar distraído — e receberei hoje a CGTP, que não subscreveu o acordo, mas

que pediu igualmente para ser recebida. E a uns já disse (e isso foi público e, portanto, o segundo também

saberá) que o Governo se disponibilizou para discutir esta matéria.

O Sr. Mota Andrade (PS): — E isso que dizer o quê?!

O Sr. Primeiro-Ministro: — Sr. Deputado, posso ser, como já referi várias vezes, muito determinado. Mas

não confundo determinação com intransigência.

Aplausos do PSD e do CDS-PP.

Finalmente, diz o Sr. Deputado que o jornal Correio da Manhã avançou umas ideias relativamente ao IRS.

Sr. Deputado, não sou diretor do Correio da Manhã. Portanto, creio que o Sr. Deputado se equivocou no

destinatário da pergunta.

Aplausos do PSD e do CDS-PP.

A Sr.ª Presidente: — Sr. Deputado António José Seguro, tem a palavra.

O Sr. António José Seguro (PS): — Sr.ª Presidente, o Sr. Primeiro-Ministro esqueceu-se de responder à

minha pergunta sobre a Caixa Geral de Depósitos.

A Sr.ª Presidente: — Tem a palavra, Sr. Primeiro-Ministro.

O Sr. Primeiro-Ministro: — Sr.ª Presidente, Sr. Deputado, no dia em que o Governo tiver de anunciar

alguma coisa relevante no que toca à Caixa Geral de Depósitos, fá-lo-á, seguramente, não o fará de forma

sorrateira. No dia em que o Governo tiver alguma medida para anunciar sobre a Caixa, não deixará de o fazer.

O Sr. Mota Andrade (PS): — Mas o que é isto?!

O Sr. Primeiro-Ministro: — E até hoje, Sr. Deputado, não é conhecido que o Governo tenha tomado

qualquer posição sobre essa matéria que altere as condições que existem relativamente à Caixa Geral de

Depósitos.

Aplausos do PSD e do CDS-PP.

A Sr.ª Presidente: — Tem a palavra, Sr. Deputado António José Seguro.

O Sr. António José Seguro (PS): — Repito, Sr. Primeiro-Ministro: vai ou não privatizar a Caixa Geral de

Depósitos?

Aplausos do PS.

A Sr.ª Presidente: — Sr. Primeiro-Ministro, faça favor.

Páginas Relacionadas
Página 0034:
I SÉRIE — NÚMERO 3 34 Srs. Deputados, vamos passar ao voto n.º
Pág.Página 34