O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

11 DE OUTUBRO DE 2012

23

Portanto, perdemos, porventura, um tempo útil para discutirmos mais aprofundadamente e com maior rigor

outras matérias que não estas onde tudo corre bem e de acordo com o interesse nacional.

Aplausos do CDS-PP.

A Sr.ª Presidente: — Tem a palavra o Sr. Deputado Bruno Dias.

O Sr. Bruno Dias (PCP): — Sr.ª Presidente, enquanto os Srs. Deputados da maioria parlamentar vão

teorizando abstrações, há uma vida lá fora e há um País real que está a debater-se com uma situação

completamente oposta àquela que os senhores aqui vêm apresentar.

Então, os senhores vêm dizer que as privatizações são boas para o contribuinte e boas para as contas

públicas?

Vozes do PSD e do CDS-PP: — É verdade!

O Sr. Bruno Dias (PCP): — Então, os Srs. Deputados não sabem que, desde 1989 até agora, o dinheiro

que as empresas privatizadas deram ao Estado português para abater na dívida pública, como diz a Sr.ª

Secretária de Estado, fez esse milagre de fazer com que a dívida pública passasse de 54,3% para 124% do

PIB? Mas que mezinha vem a ser essa, das privatizações?!

Vozes do PCP: — Muito bem!

O Sr. Bruno Dias (PCP): — E sabem, porventura, que os lucros das empresas privatizadas, todas elas,

dos últimos seis anos até agora, foram para o capital privado que as comprou?

O Sr. Paulo Batista Santos (PSD): — Os lucros?

O Sr. Bruno Dias (PCP): — E que os lucros dos últimos seis anos são o equivalente a tudo o que o Estado

encaixou, de 1989 até agora?

O Sr. Miguel Tiago (PCP): — Que vergonha!

O Sr. Bruno Dias (PCP): — Os Srs. Deputados não têm algum embaraço, algum constrangimento de

apresentar ao País uma solução que a vida concreta já demonstrou ser ruinosa? E vêm falar de transportes

privatizados, Sr. Deputado? Vá dizer isso no seu distrito, nas aldeias que foram abandonadas com a

privatização da Rodoviária Nacional!…

Vozes do PCP: — Está quieto! Está quieto!…

O Sr. Bruno Dias (PCP): — Vá dizer isso às zonas que, agora, estão a ser abandonadas pela CP na

preparação para a tal concessão aos privados, que os senhores estão a aprontar.

O Sr. Miguel Tiago (PCP): — Riam-se, riam-se!…

O Sr. Bruno Dias (PCP): — Ainda agora, o Sr. Deputado Paulo Batista Santos falava de trajetória

sustentável das contas públicas, e nós perguntamos: que sustentabilidade é essa que depende de um parecer

do Eurostat? Então, os senhores têm o défice pendurado — de 5% para 5,7% —, à espera que o Eurostat diga

algo sobre aquele negócio do «toma lá, dá cá» de 1100 milhões de euros para a concessão da ANA, para se

endividar e o dinheiro ser encaixado no Estado? Isto é que é sustentabilidade de contas públicas?!

Esta máscara que os senhores fazem às contas públicas, que não é só de agora, é de há dezenas de

anos, obrigando as empresas que os senhores tutelam a endividarem-se, a agravarem o serviço de dívida, a

Páginas Relacionadas
Página 0031:
11 DE OUTUBRO DE 2012 31 estratégia assente no interesse nacional. Mas também aqui,
Pág.Página 31
Página 0032:
I SÉRIE — NÚMERO 9 32 com especial ênfase os rendimentos de capital e
Pág.Página 32
Página 0033:
11 DE OUTUBRO DE 2012 33 Acresce que, com o presente diploma, as transferências par
Pág.Página 33
Página 0034:
I SÉRIE — NÚMERO 9 34 O Sr. Paulo Sá (PCP): — Mas há uma outra
Pág.Página 34
Página 0035:
11 DE OUTUBRO DE 2012 35 Acautelou o Governo a possibilidade de os sujeitos passivo
Pág.Página 35
Página 0036:
I SÉRIE — NÚMERO 9 36 Pergunto ainda se, do ponto de vista orçamental
Pág.Página 36
Página 0037:
11 DE OUTUBRO DE 2012 37 forma muito severa esse tipo de rendimentos e esse tipo de
Pág.Página 37
Página 0038:
I SÉRIE — NÚMERO 9 38 Percebemos a dificuldade. Para quem começa a fa
Pág.Página 38
Página 0039:
11 DE OUTUBRO DE 2012 39 A Sr.ª Presidente (Teresa Caeiro): — Não registando a Mesa
Pág.Página 39
Página 0040:
I SÉRIE — NÚMERO 9 40 A banca e o sistema financeiro, que estiveram n
Pág.Página 40
Página 0041:
11 DE OUTUBRO DE 2012 41 A Sr.ª Hortense Martins (PS): — Ainda hoje, todos nós, Dep
Pág.Página 41
Página 0042:
I SÉRIE — NÚMERO 9 42 O Sr. Luís Fazenda (BE): — É pouco!
Pág.Página 42
Página 0043:
11 DE OUTUBRO DE 2012 43 e por uma razão ou por outra, designadamente por falta de
Pág.Página 43
Página 0044:
I SÉRIE — NÚMERO 9 44 sensivelmente 100 milhões de euros e a tributaç
Pág.Página 44
Página 0045:
11 DE OUTUBRO DE 2012 45 O Sr. Pedro Filipe Soares (BE): — Sr.ª Presidente, Srs. Me
Pág.Página 45
Página 0046:
I SÉRIE — NÚMERO 9 46 O Sr. Pedro Nuno Santos (PS): — Sr.ª Presidente
Pág.Página 46