O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 15

34

Aplausos do PCP e da Deputada do PS Isabel Alves Moreira.

O Sr. Presidente (António Filipe): — Igualmente para uma segunda intervenção, tem a palavra a Sr.ª

Deputada Hortense Martins.

A Sr.ª Hortense Martins (PS): — Sr. Presidente, os Srs. Deputados do PSD e do CDS-PP são os coveiros

da restauração e da gastronomia em Portugal.

Aplausos do PS.

Protestos do PSD e do CDS-PP.

Sr. Deputado Hélder Amaral, esta taxa de IVA não consta do Memorando. Parem de enganar as pessoas!

Não está no Memorando! O Memorando não previa que a taxa de IVA da restauração teria que aumentar para

a taxa máxima. Não está no Memorando!

Aplausos do PS.

Foi uma opção política deste Governo e desta maioria, por isso têm de assumi-la. Fica-lhes bem assumir

as vossas opções políticas, de contrário estão a enganar os portugueses.

Aplausos do PS.

Aliás, a insensibilidade manifestada nas intervenções hoje aqui proferidas pelos Deputados da maioria só é

superável pela ausência do Governo neste debate,…

Aplausos do PS.

… ficando também claro o entendimento que tem em relação às micro, pequenas e médias empresas, para

o setor e para o turismo em Portugal.

Aplausos do PS.

Só lhes quero dizer mais uma coisa: não é triste errar; triste é não reconhecer o erro e não arrepiar

caminho! Arrepiem caminho!

Aplausos do PS.

Vozes do PSD: — Fale para a sua bancada!

A Sr.ª Hortense Martins (PS): — Corrijam o erro!

O Sr. Nuno Magalhães (CDS-PP): — Triste é deixar o calote e fugir para Paris!

A Sr.ª Hortense Martins (PS): — E é falso que esta medida não tenha impacto nas receitas fiscais. Até a

esse nível os senhores erram, pois o estudo demonstra que, em 2013, terá um impacto de 500 milhões de

euros.

E o estudo desse impacto foi feito sem ter em conta o Orçamento do Estado para 2013. Mas sabe o que é

que vai acontecer com o Orçamento do Estado para 2013? O descalabro e o colapso serão totais!

Temos de ser sérios!

Peço à maioria para reponderar esta medida e alterá-la. Se não o fizerem, ficarão como os coveiros da

restauração em Portugal.

Páginas Relacionadas
Página 0025:
25 DE OUTUBRO DE 2012 25 O Sr. Bernardino Soares (PCP): — … mesmo do ponto de vista
Pág.Página 25
Página 0026:
I SÉRIE — NÚMERO 15 26 conjuntamente com o projeto de resolução n.º 4
Pág.Página 26
Página 0027:
25 DE OUTUBRO DE 2012 27 O Sr. José Luís Ferreira (Os Verdes): — Sr. Presidente, Sr
Pág.Página 27
Página 0028:
I SÉRIE — NÚMERO 15 28 Meus senhores, acontece a todos. Agora, reconh
Pág.Página 28
Página 0029:
25 DE OUTUBRO DE 2012 29 É uma medida destruidora de empregos. Estes Srs. Em
Pág.Página 29
Página 0030:
I SÉRIE — NÚMERO 15 30 sido efetuado da forma mais justa e equitativa
Pág.Página 30
Página 0031:
25 DE OUTUBRO DE 2012 31 O Sr. Bernardino Soares (PCP): — Quase nem palmas t
Pág.Página 31
Página 0032:
I SÉRIE — NÚMERO 15 32 O Sr. Presidente (António Filipe): — Sr
Pág.Página 32
Página 0033:
25 DE OUTUBRO DE 2012 33 O Sr. Agostinho Lopes (PCP): — Sr. Presidente e Srs. Deput
Pág.Página 33
Página 0035:
25 DE OUTUBRO DE 2012 35 Aplausos do PS. O Sr. Presidente (Ant
Pág.Página 35