O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 104

54

Protestos do BE.

Quando puder continuar…

A Sr.ª Presidente: — Pode continuar, Sr. Deputado.

Protestos do BE.

Agora, sim, é mais difícil.

O Sr. Luís Menezes (PSD): — Srs. Deputados, já que tivemos de ouvir-vos, e fizemo-lo em silêncio,

poderiam, ao menos, respeitar-nos quando estamos no uso da palavra.

Aplausos do PSD.

O Sr. Honório Novo (PCP): — Deve ser o único Deputado que quer ser ouvido em silêncio. É um

momento solene!…

O Sr. Luís Menezes (PSD): — Sr.ª Presidente e Srs. Deputados, a proposta do Bloco de Esquerda sobre

as PPP é irresponsável no momento em que este Governo conseguiu cortar as despesas com as parcerias

público-privadas em mais de 300 milhões de euros este ano.

Infelizmente, as parcerias público-privadas foram usadas por sucessivos governos de forma excessiva. E é

bom lembrar que, das 25 parcerias público-privadas que foram estudadas na comissão de inquérito, 22 foram

assinadas e foram da responsabilidade do Governo do Partido Socialista.

Vozes do PSD: — Muito bem!

O Sr. Luís Menezes (PSD): — Neste debate que hoje aqui travamos sobre o Orçamento retificativo, na

intervenção do Partido Socialista, o Deputado Eduardo Cabrita disse que esta maioria tem vergonha do

Orçamento que vem defender. Sr. Deputado, nós não temos vergonha do Orçamento que defendemos, o que

nos impressiona é a falta de vergonha do Partido Socialista, que decidiu aderir à extrema esquerda,…

Aplausos do PSD.

… em amnésia plena face ao que fizeram no passado, e que, pura e simplesmente, não assume uma

proposta. Chega a ser confrangedor.

Na passada sexta-feira, esta bancada desafiou o Secretário-Geral do Partido Socialista a dizer qual era a

sua opinião sobre a greve dos professores. Sabe qual foi a resposta? Nem «não», nem «sim»!

Protestos do PS.

Ou seja, o Partido Socialista habitou o País a não apresentar propostas e aproveita, todos os dias, o

descontentamento dos portugueses para fazer chicana política. Decidiram fazer parte do problema e não fazer

parte da solução. Os portugueses hão de julgar isso no tempo devido.

Aplausos do PSD e do CDS-PP.

A Sr.ª Presidente: — Srs. Deputados, termina aqui o debate, na especialidade, sobre as propostas

avocadas pelo Plenário relativas à proposta de lei n.º 151/XII (2.ª) — Procede à primeira alteração à Lei do

Orçamento do Estado para 2003, aprovado pela Lei n.º 66-B/2012, de 31 de dezembro.

Páginas Relacionadas
Página 0051:
20 DE JUNHO DE 2013 51 O Sr. João Ramos (PCP): — Sr.ª Presidente e Srs. Deputados,
Pág.Página 51