O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 4

46

nomeadamente para o interior do País, do que foi a privatização destas empresas e o abandono a que

deixaram as populações! As pessoas, de norte a sul do País, ainda se recordam do que foi ficarem às escuras!

O Sr. Deputado diz que estamos aqui com a luz acesa. Estamos agora! Esteve a Assembleia! Mas, por todo o

País, lembre-se bem do que foi a vergonha do abandono das populações por uma empresa privatizada, como

foi o caso da EDP!

O Sr. João Oliveira (PCP): — Exatamente!

Protestos do PSD e do CDS-PP.

O Sr. Bruno Dias (PCP): — Aquilo que aqui dizemos é que é por isso que os Srs. Deputados da maioria

parlamentar olham para esta operação e veem oportunidades de negócio.

Protestos do PSD e do CDS-PP.

Precisamente porque são esses os interesses que os senhores representam aqui!

Por isso, tenham cuidado, tenham respeito e tenham vergonha quando, referindo-se aos outros, falam de

clientelas! A vossa clientela é que é a mesma do poder económico.

Risos de Deputados do PSD e do CDS-PP.

As populações que lutam por melhores condições de vida pelo abandono a que têm sido votadas, essas

populações não podem nem nunca poderão ser apodadas de «clientela» nem pelos Srs. Deputados nem por

ninguém!

O Sr. João Oliveira (PCP): — Exatamente!

O Sr. Bruno Dias (PCP): — Srs. Deputados e Srs. Membros do Governo, independentemente daquilo que

possam dizer, a verdade é que só estamos a ter este debate, hoje, porque os sucessivos governos, o vosso e

os anteriores, desde logo os Governos PS com o PEC 4, que queriam impor, não conseguiram, até hoje, levar

por diante a privatização. Não o conseguiram até agora e é por isso que agora estamos com esta discussão,

porque houve luta e resistência, sim, senhor, dos trabalhadores e das populações.

E será essa luta que vai derrotar esta política e que vos vai derrotar, Srs. Governantes!

Aplausos do PCP e de Os Verdes.

A Sr.ª Presidente (Teresa Caeiro): — Tem a palavra, para uma intervenção, o Sr. Secretário de Estado das

Infraestruturas, Transportes e Comunicações.

O Sr. Secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações: — Sr.ª Presidente, Sr.as

e Srs. Deputados: Começo por me dirigir à Sr.ª Deputada Mariana Mortágua, que, sei, não esteve presente

nos anteriores debates e que, talvez por isso, apresentou um conjunto de questões que também já foram

respondidas anteriormente. Não tinha custado, talvez, na preparação deste debate, poder ver as respostas e

as perguntas que já aconteceram, mas eu, com gosto, volto a falar sobre estes temas.

Em primeiro lugar, não há um despedimento nos CTT que tenha ocorrido no âmbito do processo de

privatização ou no âmbito de quaisquer orientações que tenham sido dadas.

Protestos do BE e do PCP.

Esta é a pura verdade! Não há um despedimento! Diga-me, Sr.ª Deputada, se conhece algum trabalhador

que tenha sido despedido. Diga-me. Não há um despedimento!

Páginas Relacionadas
Página 0032:
I SÉRIE — NÚMERO 4 32 Enquanto os senhores se recusarem a estar contr
Pág.Página 32
Página 0033:
3 DE OUTUBRO DE 2013 33 Fundamentais, que, como se sabe, tem o mesmo valor jurídico
Pág.Página 33
Página 0034:
I SÉRIE — NÚMERO 4 34 O Sr. Ministro da Administração Interna
Pág.Página 34
Página 0035:
3 DE OUTUBRO DE 2013 35 ao Serviço Nacional de Saúde? Ou seja, perante um qualquer
Pág.Página 35
Página 0036:
I SÉRIE — NÚMERO 4 36 Por tudo quanto foi dito, e não obstante a disc
Pág.Página 36
Página 0037:
3 DE OUTUBRO DE 2013 37 O Sr. Deputado fala na extinção dos governos civis, mas é p
Pág.Página 37