O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 14

22

acriticamente e a medida em causa, a confirmar-se que vai ser implementada, é, efetivamente, criticável, por

duas ordens de razão, que volto a repetir de uma forma muito clara.

Em primeiro lugar, porque deixa de fora 50%, metade dos agregados familiares, e, portanto, não é eficiente

para produzir os objetivos que se pretendem.

Em segundo lugar, mesmo de entre aqueles que poderão vir a ser abrangidos pela medida, aqueles que

vão ser beneficiados são os de rendimentos mais elevados, em detrimento daqueles em relação aos quais se

justificaria, aí, sim, a redução da taxa. Portanto, é um universo mais pequeno do aquele que os senhores

estimam, um universo que é, seguramente, aquele que menos benefício necessita porque os problemas se

encontram noutro local.

Aplausos do PS.

O Sr. Filipe Lobo d’Ávila (CDS-PP): — E quanto ao cheque-bebé?!

A Sr.ª Sónia Fertuzinhos (PS): — E o visto familiar?!

A Sr.ª Presidente: — Para uma intervenção, tem a palavra a Sr.ª Deputada Heloísa Apolónia.

A Sr.ª Heloísa Apolónia (Os Verdes): — Sr.ª Presidente, gostava de me dirigir novamente à Sr.ª Deputada

Teresa Leal Coelho só pelo facto de ter sido a porta-voz do projeto agendado pelo PSD.

Pausa.

Sr.ª Presidente, peço desculpa, mas há um diálogo, certamente interessadíssimo, entre o CDS e o PSD e

eu não consigo dialogar com o PSD.

A Sr.ª Presidente: — A Sr.ª Deputada é livre de esperar que se faça silêncio.

Faça favor, Sr.ª Deputada.

A Sr.ª Heloísa Apolónia (Os Verdes): — Sr.ª Deputada Teresa Leal Coelho, julgo que a sua resposta não

foi séria e daí a minha desconfiança, agora maior, relativamente à seriedade deste debate.

Repare, Sr.ª Deputada: eu fiz-lhe uma pergunta concreta à qual a Sr.ª Deputada não respondeu e julgo que

não respondeu para fugir dela.

Perguntei se a Sr.ª Deputada concordava com todas, todas, as propostas…

O Sr. Hugo Lopes Soares (PSD): — Já disse que não!

A Sr.ª Heloísa Apolónia (Os Verdes): — … que estão consignadas neste documento encomendado pelo

PSD, porque, por exemplo, vejo no documento que se deve impedir que o custo com creches possa ser um

obstáculo a ter mais um filho. Querem ver que é com isto que a Sr.ª Deputada não concorda?! Sr.ª Deputada,

é porque o Governo acabou com as 23 creches na rede pública, dificultando, portanto, o acesso à creche e o

pagamento desse apoio às crianças e às famílias.

A pergunta que faço é esta: vão reabrir estas creches públicas, Sr.ª Deputada?

Diz-se também no referido documento que é fundamental um incentivo ao passe de estudante para

transportes públicos. Mas o PSD e o CDS acabaram com o Passe 4_18 e com o Passe sub23. Sr.ª Deputada,

em que é que ficamos? De facto, há coisas que não se entendem.

Temos de ter alguma coerência e não entrarmos, pura e simplesmente, na lógica discursiva e na lógica do

que apetece ouvir, porque depois ninguém se entende. Creio que os senhores não estão com seriedade neste

debate sobre a natalidade.

Sr.ª Deputada, perguntei-lhe se a questão das tréguas, mencionada por si, poderia ou não resultar na

aprovação de propostas concretas que aqui apresentámos e que os senhores rejeitaram há três ou quatro

Páginas Relacionadas
Página 0002:
I SÉRIE — NÚMERO 14 2 A Sr.ª Presidente: — Srs. Deputados, está abert
Pág.Página 2
Página 0003:
17 DE OUTUBRO DE 2014 3 idosos em 2060. Repito: o cenário das projeções do INE tem-
Pág.Página 3
Página 0004:
I SÉRIE — NÚMERO 14 4 O Sr. Luís Montenegro (PSD): — Muito bem
Pág.Página 4
Página 0005:
17 DE OUTUBRO DE 2014 5 A Sr.ª Sónia Fertuzinhos (PS): — Desde logo porque o PSD ap
Pág.Página 5
Página 0006:
I SÉRIE — NÚMERO 14 6 A Sr.ª Sónia Fertuzinhos (PS): — Termino já, Sr
Pág.Página 6
Página 0007:
17 DE OUTUBRO DE 2014 7 O Sr. Jorge Machado (PCP): — Querem saber por que é que os
Pág.Página 7
Página 0008:
I SÉRIE — NÚMERO 14 8 A Sr.ª Cecília Honório (BE): — Por que é
Pág.Página 8
Página 0009:
17 DE OUTUBRO DE 2014 9 A Sr.ª Sónia Fertuzinhos (PS): — Veja os números dos último
Pág.Página 9
Página 0010:
I SÉRIE — NÚMERO 14 10 Aplausos do PSD. A Sr.ª Presiden
Pág.Página 10
Página 0011:
17 DE OUTUBRO DE 2014 11 Mas faço-lhe, então, outra pergunta. Concorda com todas as
Pág.Página 11
Página 0012:
I SÉRIE — NÚMERO 14 12 A Sr.ª Presidente: — Para pedidos de es
Pág.Página 12
Página 0013:
17 DE OUTUBRO DE 2014 13 A revisão trimestral do apoio e do abono de família, em fu
Pág.Página 13
Página 0014:
I SÉRIE — NÚMERO 14 14 A Sr.ª Carla Cruz (PCP): — Aquilo que a propos
Pág.Página 14
Página 0015:
17 DE OUTUBRO DE 2014 15 Protestos da Deputada do PCP Rita Rato. <
Pág.Página 15
Página 0016:
I SÉRIE — NÚMERO 14 16 concretizar, do relatório que vem em anexo, as
Pág.Página 16
Página 0017:
17 DE OUTUBRO DE 2014 17 Olhemos para o fim dos passes 4-18 e sub-23, que mais uma
Pág.Página 17
Página 0018:
I SÉRIE — NÚMERO 14 18 Aplausos do PS. Protestos do PSD.
Pág.Página 18
Página 0019:
17 DE OUTUBRO DE 2014 19 O Sr. Pedro Delgado Alves (PS): — … pelo que fez em termos
Pág.Página 19
Página 0020:
I SÉRIE — NÚMERO 14 20 Aplausos do PSD e do CDS-PP.
Pág.Página 20
Página 0021:
17 DE OUTUBRO DE 2014 21 É também verdade que o Sr. Deputado, ao fim de 14 minutos,
Pág.Página 21
Página 0023:
17 DE OUTUBRO DE 2014 23 meses, mas que Os Verdes poderiam trazer novamente a debat
Pág.Página 23
Página 0024:
I SÉRIE — NÚMERO 14 24 A Sr.ª Teresa Leal Coelho (PSD): — Sr.ª
Pág.Página 24
Página 0025:
17 DE OUTUBRO DE 2014 25 O que está aqui em causa é, pois, tratar o igual na medida
Pág.Página 25
Página 0026:
I SÉRIE — NÚMERO 14 26 O Sr. João Oliveira (PCP): — A campanha
Pág.Página 26
Página 0027:
17 DE OUTUBRO DE 2014 27 Com a realização deste debate, o PSD não quer discutir ser
Pág.Página 27
Página 0028:
I SÉRIE — NÚMERO 14 28 A Sr.ª Rita Rato (PCP): — Muito bem!
Pág.Página 28
Página 0029:
17 DE OUTUBRO DE 2014 29 O Sr. Carlos Abreu Amorim (PSD): — É verdade! <
Pág.Página 29
Página 0030:
I SÉRIE — NÚMERO 14 30 A Sr.ª Nilza de Sena (PSD): — Os senhor
Pág.Página 30
Página 0031:
17 DE OUTUBRO DE 2014 31 E, ao mesmo tempo, não é possível ignorar que, quando VV.
Pág.Página 31
Página 0032:
I SÉRIE — NÚMERO 14 32 Nós apresentámos aqui e reapresentámos medidas
Pág.Página 32
Página 0033:
17 DE OUTUBRO DE 2014 33 A Sr.ª Elza Pais (PS): — … sendo que as famílias não têm c
Pág.Página 33
Página 0034:
I SÉRIE — NÚMERO 14 34 O Sr. Hugo Lopes Soares (PSD): — … os senhores
Pág.Página 34
Página 0035:
17 DE OUTUBRO DE 2014 35 O PSD não recebe lições de autoridade moral de um partido
Pág.Página 35