O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

17 DE OUTUBRO DE 2014

33

A Sr.ª Elza Pais (PS): — … sendo que as famílias não têm condições para fazer face a estas despesas.

Digo-lhe quais são, Sr.ª Deputada, e até lhe entrego um documento onde estão todas elas, mas refiro-lhe já

duas das mais importantes: a vacina da meningite e a do rotavírus. De qualquer forma, Sr.ª Deputada, terei o

prazer de lhe entregar este documento.

Para finalizar, Sr.ª Presidente, quero dizer que o Partido Socialista retomará, muito brevemente, as políticas

que este Governo tentou destruir, destruindo também, com isso, as condições que as famílias têm para educar

os seus filhos, para apoiar os seus idosos e para cuidar de ter uma vida com dignidade, como todas as

famílias devem ter neste nosso Portugal.

Aplausos do PS.

A Sr.ª Presidente: — Srs. Deputados, chegámos ao fim do período de debate.

Como todos sabem, segue-se a fase de encerramento.

Tem a palavra, para uma intervenção, o Sr. Deputado Hugo Lopes Soares.

O Sr. Hugo Lopes Soares (PSD): — Sr.ª Presidente, Sr.as

e Srs. Deputados: Um país sem crianças é um

país sem futuro. A natalidade tem de ser tratada e deve ser tratada como um tema estruturante e transversal

às várias áreas de atuação política.

As políticas que visam proteger as crianças e apoiar as famílias devem merecer amplos consensos

políticos e sociais.

O PSD, hoje, nesta Câmara, quis dar início a um debate, como já aqui se disse, com horizonte. Um debate

que identifica um problema estrutural do País, um debate que pretende encontrar soluções para um horizonte

de 20 anos.

Mas aquilo a que hoje aqui assistimos, Sr.as

e Srs. Deputados, nada dignificou a política. Aquilo que hoje

aqui aconteceu foi que os partidos da oposição não conseguiram deixar de lado a partidarite,…

A Sr.ª Paula Santos (PCP): — Diga uma proposta vossa!

O Sr. Hugo Lopes Soares (PSD): — … não conseguiram deixar de lado o combate político do dia a dia e

não foram capazes de ter o interesse nacional como prioridade da sua atuação política.

Aplausos do PSD e do CDS-PP.

Nós, no PSD, iniciámos este caminho: apresentámos um projeto de resolução,…

A Sr.ª Paula Santos (PCP): — Para?!

O Sr. Hugo Lopes Soares (PSD): — … acompanhado de um relatório, um relatório que não é nosso, que

não é do PSD, que não é da maioria, é de uma comissão técnica de cidadãos competentes, de cidadãos de

méritos reconhecidos na sociedade. Era um pontapé de saída para uma discussão, com propostas concretas,

com algumas das quais concordamos, com outras podemos concordar menos, mas aquilo que se pedia, aquilo

que se exigia a todos os partidos da oposição era que fossem capazes de, por uma vez, deixar de lado, neste

Parlamento, as questões da política mais pequena e que se debruçassem sobre um tema estrutural, como o

da natalidade.

Os senhores não foram capazes,…

Aplausos do PSD e do CDS-PP.

A Sr.ª Paula Santos (PCP): — Não apresentaram uma proposta concreta! Nós apresentámos!

Páginas Relacionadas
Página 0002:
I SÉRIE — NÚMERO 14 2 A Sr.ª Presidente: — Srs. Deputados, está abert
Pág.Página 2
Página 0003:
17 DE OUTUBRO DE 2014 3 idosos em 2060. Repito: o cenário das projeções do INE tem-
Pág.Página 3
Página 0004:
I SÉRIE — NÚMERO 14 4 O Sr. Luís Montenegro (PSD): — Muito bem
Pág.Página 4
Página 0005:
17 DE OUTUBRO DE 2014 5 A Sr.ª Sónia Fertuzinhos (PS): — Desde logo porque o PSD ap
Pág.Página 5
Página 0006:
I SÉRIE — NÚMERO 14 6 A Sr.ª Sónia Fertuzinhos (PS): — Termino já, Sr
Pág.Página 6
Página 0007:
17 DE OUTUBRO DE 2014 7 O Sr. Jorge Machado (PCP): — Querem saber por que é que os
Pág.Página 7
Página 0008:
I SÉRIE — NÚMERO 14 8 A Sr.ª Cecília Honório (BE): — Por que é
Pág.Página 8
Página 0009:
17 DE OUTUBRO DE 2014 9 A Sr.ª Sónia Fertuzinhos (PS): — Veja os números dos último
Pág.Página 9
Página 0010:
I SÉRIE — NÚMERO 14 10 Aplausos do PSD. A Sr.ª Presiden
Pág.Página 10
Página 0011:
17 DE OUTUBRO DE 2014 11 Mas faço-lhe, então, outra pergunta. Concorda com todas as
Pág.Página 11
Página 0012:
I SÉRIE — NÚMERO 14 12 A Sr.ª Presidente: — Para pedidos de es
Pág.Página 12
Página 0013:
17 DE OUTUBRO DE 2014 13 A revisão trimestral do apoio e do abono de família, em fu
Pág.Página 13
Página 0014:
I SÉRIE — NÚMERO 14 14 A Sr.ª Carla Cruz (PCP): — Aquilo que a propos
Pág.Página 14
Página 0015:
17 DE OUTUBRO DE 2014 15 Protestos da Deputada do PCP Rita Rato. <
Pág.Página 15
Página 0016:
I SÉRIE — NÚMERO 14 16 concretizar, do relatório que vem em anexo, as
Pág.Página 16
Página 0017:
17 DE OUTUBRO DE 2014 17 Olhemos para o fim dos passes 4-18 e sub-23, que mais uma
Pág.Página 17
Página 0018:
I SÉRIE — NÚMERO 14 18 Aplausos do PS. Protestos do PSD.
Pág.Página 18
Página 0019:
17 DE OUTUBRO DE 2014 19 O Sr. Pedro Delgado Alves (PS): — … pelo que fez em termos
Pág.Página 19
Página 0020:
I SÉRIE — NÚMERO 14 20 Aplausos do PSD e do CDS-PP.
Pág.Página 20
Página 0021:
17 DE OUTUBRO DE 2014 21 É também verdade que o Sr. Deputado, ao fim de 14 minutos,
Pág.Página 21
Página 0022:
I SÉRIE — NÚMERO 14 22 acriticamente e a medida em causa, a confirmar
Pág.Página 22
Página 0023:
17 DE OUTUBRO DE 2014 23 meses, mas que Os Verdes poderiam trazer novamente a debat
Pág.Página 23
Página 0024:
I SÉRIE — NÚMERO 14 24 A Sr.ª Teresa Leal Coelho (PSD): — Sr.ª
Pág.Página 24
Página 0025:
17 DE OUTUBRO DE 2014 25 O que está aqui em causa é, pois, tratar o igual na medida
Pág.Página 25
Página 0026:
I SÉRIE — NÚMERO 14 26 O Sr. João Oliveira (PCP): — A campanha
Pág.Página 26
Página 0027:
17 DE OUTUBRO DE 2014 27 Com a realização deste debate, o PSD não quer discutir ser
Pág.Página 27
Página 0028:
I SÉRIE — NÚMERO 14 28 A Sr.ª Rita Rato (PCP): — Muito bem!
Pág.Página 28
Página 0029:
17 DE OUTUBRO DE 2014 29 O Sr. Carlos Abreu Amorim (PSD): — É verdade! <
Pág.Página 29
Página 0030:
I SÉRIE — NÚMERO 14 30 A Sr.ª Nilza de Sena (PSD): — Os senhor
Pág.Página 30
Página 0031:
17 DE OUTUBRO DE 2014 31 E, ao mesmo tempo, não é possível ignorar que, quando VV.
Pág.Página 31
Página 0032:
I SÉRIE — NÚMERO 14 32 Nós apresentámos aqui e reapresentámos medidas
Pág.Página 32
Página 0034:
I SÉRIE — NÚMERO 14 34 O Sr. Hugo Lopes Soares (PSD): — … os senhores
Pág.Página 34
Página 0035:
17 DE OUTUBRO DE 2014 35 O PSD não recebe lições de autoridade moral de um partido
Pág.Página 35