O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 14

34

O Sr. Hugo Lopes Soares (PSD): — … os senhores não quiseram deixar a pequena política, os senhores

não quiseram dar uma imagem de responsabilidade deste Parlamento e colocar, acima de tudo, o interesse

nacional.

Mas temos ainda uma oportunidade. Após o encerramento, terão possibilidade de votar este projeto de

resolução, que recomenda que cada uma e cada um dos Srs. Deputados possa, no âmbito das comissões

parlamentares, fazer esta discussão, apresentar as suas propostas,…

A Sr.ª Heloísa Apolónia (Os Verdes): — Nós já apresentámos!

O Sr. Jorge Machado (PCP): — Quais são as vossas?!

O Sr. Hugo Lopes Soares (PSD): — … concordar com as nossas ou discordar delas,…

O Sr. Jorge Machado (PCP): — Quais são as vossas?!

O Sr. Hugo Lopes Soares (PSD): — … mas devemos ser todos capazes de, no final, encontrar soluções

consensuais, que sejam as soluções não desta maioria, mas deste Parlamento, e soluções para um problema

estrutural, que é o da natalidade, que apontem um caminho para que este País possa ser um País de futuro.

Aplausos do PSD e do CDS-PP.

Este é o desafio que lançamos hoje às bancadas da oposição, é o desafio que queremos que seja

concretizado no âmbito das comissões permanentes.

Mas a verdade, como eu dizia, Sr.ª Presidente, Sr.as

e Srs. Deputados, é que aquilo a que hoje aqui

assistimos não foi um bom começo.

As Sr.as

Deputadas e os Srs. Deputados não conseguem, como já disse, deixar de querer fazer o combate

político eleitoralista em matérias que são de interesse nacional. O exemplo que hoje demos às portuguesas e

aos portugueses, o exemplo que hoje demos às novas gerações que assistiram a este debate nada dignifica o

debate parlamentar.

A Sr.ª Sónia Fertuzinhos (PS): — Fale por si!

O Sr. Hugo Lopes Soares (PSD): — Quando é que o Partido Socialista deixa a retórica eleitoralista,

coloca o interesse nacional acima dos seus interesses partidários e vem ao Parlamento e ao País apresentar

as suas soluções, discutir aquilo que verdadeiramente interessa aos portugueses e às portuguesas?! Ainda

não foi hoje!

Aplausos do PSD e do CDS-PP.

Mas, Sr.as

e Srs. Deputados, dirigindo-me, em particular, aos Srs. Deputados do Partido Socialista, quero

aqui, olhos nos olhos, dizer aos Srs. Deputados que a minha bancada não recebe lições de autoridade moral

do Partido Socialista.

Vozes do PSD: — Muito bem!

O Sr. Hugo Lopes Soares (PSD): — O PSD não recebe lições de autoridade moral de um partido que

levou o País à pré-bancarrota!

O PSD não recebe lições de autoridade moral de um partido que deixou, em PPP, milhões de euros para

os portugueses pagarem no futuro!

Aplausos do PSD e do CDS-PP.

Páginas Relacionadas
Página 0035:
17 DE OUTUBRO DE 2014 35 O PSD não recebe lições de autoridade moral de um partido
Pág.Página 35
Página 0036:
I SÉRIE — NÚMERO 14 36 Submetido à votação, foi aprovado, com
Pág.Página 36