O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 47

26

Vozes do PSD: — É verdade!

O Sr. Afonso Oliveira (PSD): — Um bocado de decoro, um bocado de memória e haja alguém dessa

bancada, do Partido Socialista, Sr. Deputado, que lhe diga que não é assim que se faz política. E não é só

memória, é preciso correção, é preciso bom senso e é preciso elevação neste debate.

Vozes do PSD: — Muito bem!

O Sr. Afonso Oliveira (PSD): — E elevação foi o que faltou ao PS, por uma razão muito simples: o

processo correu bem, a privatização correu bem, o encaixe financeiro também correu bem a Portugal e aos

portugueses e o Sr. Deputado Paulo Campos, sendo responsável, como eu já disse, no anterior Governo, pela

tutela dos CTT, vem aqui fazer este tipo de defesa. É incompreensível, não é assim que se faz política, a não

ser que…

A Sr.ª Presidente: — Queira concluir, Sr. Deputado.

O Sr. Afonso Oliveira (PSD): — Termino, Sr.ª Presidente.

Como estava a dizer, é incompreensível, não é assim que se faz política, a não ser que use uma velha

máxima que, às vezes, o PS parece gostar de usar, e que é uma máxima um bocadinho estranha: «Sou dessa

opinião ou da contrária, se necessário for!».

Protestos do Deputado do PS Paulo Campos.

Foi o que acabou aqui de fazer, ou seja, defendeu antes que se devia apoiar a privatização e, agora,

defende que é um preconceito politicamente ideológico. Não faz sentido, Sr. Deputado!

Aplausos do PSD e do CDS-PP.

O Sr. Paulo Campos (PS): — Sr.ª Presidente, permite-me o uso da palavra?

A Sr.ª Presidente: — Para que efeito, Sr. Deputado?

O Sr. Paulo Campos (PS): — Para uma interpelação à Mesa, Sr.ª Presidente.

A Sr.ª Presidente: — E qual é o fundamento da interpelação, Sr. Deputado?

O Sr. Paulo Campos (PS): — Sr.ª Presidente, é para uma interpelação à Mesa sobre a condução dos

trabalhos, para solicitar a distribuição de um documento.

A Sr.ª Presidente: — Faça favor, Sr. Deputado.

O Sr. Paulo Campos (PS): — Sr.ª Presidente, farei chegar à Mesa dois documentos, o Memorando da

troica e o programa de estabilidade e crescimento,…

A Sr.ª Vera Rodrigues (CDS-PP): — Os PEC!

O Sr. Paulo Campos (PS): — … onde estava prevista a privatização parcial e minoritária dos CTT.

A Sr.ª Vera Rodrigues (CDS-PP): — E os PEC!

A Sr.ª Presidente: — Está registado, Sr. Deputado.

Páginas Relacionadas
Página 0020:
I SÉRIE — NÚMERO 47 20 A Sr.ª Presidente (Teresa Caeiro): — Para uma
Pág.Página 20
Página 0021:
7 DE FEVEREIRO DE 2015 21 As petições não são um ato isolado, são um processo de es
Pág.Página 21
Página 0022:
I SÉRIE — NÚMERO 47 22 Mas falemos então da privatização. É preciso d
Pág.Página 22
Página 0023:
7 DE FEVEREIRO DE 2015 23 O Sr. Paulo Campos (PS): — Sim, porque a tese do M
Pág.Página 23
Página 0024:
I SÉRIE — NÚMERO 47 24 Ora, é disto que precisamos, em vez de termos
Pág.Página 24
Página 0025:
7 DE FEVEREIRO DE 2015 25 Houve piores índices de serviço? Os utilizadores e os con
Pág.Página 25
Página 0027:
7 DE FEVEREIRO DE 2015 27 O Sr. Paulo Campos (PS): — Peço, pois, à Sr.ª Pres
Pág.Página 27