O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

15 DE JANEIRO DE 2016

3

Por último, o Partido Ecologista «Os Verdes» saúda todas as forças vivas dos distritos de Portalegre e de

Santarém que se deslocaram hoje às galerias, representantes de sindicatos, do Instituto Politécnico de

Portalegre, de associações de defesa da ferrovia, de ecologistas, de autarcas de diferentes órgãos e partidos.

Esta diversidade demonstra bem a profunda relevância da proposta que Os Verdes trazem hoje à Assembleia

da República.

Aplausos de Os Verdes e do PCP.

O Sr. Presidente: — Para uma intervenção, tem a palavra o Sr. Deputado Luís Moreira Testa.

O Sr. Luís Moreira Testa (PS): — Sr. Presidente e Sr.as

e Srs. Deputados, apresento os meus

cumprimentos especiais nesta minha primeira intervenção e desejo o sucesso desta Legislatura.

De facto, a direita durante os últimos quatro anos fez tudo à pressa!

Risos do PSD e do CDS-PP.

À pressa parou as obras de requalificação da Linha do Leste; à pressa retirou de circulação o comboio de

passageiros que servia as populações; à pressa fez o que fez contra as populações.

Foram quatro anos de longa escuridão e de sucessivas reivindicações de todos os municípios do distrito,

de todos sem exceção, de qualquer que fosse o partido, da comunidade intermunicipal, composta por

municípios de todos os partidos e também pelo município de Abrantes.

O Sr. João Oliveira (PCP): — Incluindo os municípios do PSD!

O Sr. Luís Moreira Testa (PS): — Na verdade, o que aconteceu foi a retirada de serviços às populações,

que não se limitou aos serviços de saúde ou à escola pública, mas também se verificou na rede de

transportes, que o comboio servia.

Quatro anos de reivindicação que, inacreditavelmente, chegaram a uma solução-mistério: em plena

campanha eleitoral foi decidido repor um comboio e tão insólita foi a situação que os membros da coligação de

direita fizeram uma viagem de campanha na própria viagem de inauguração. Aliás, houve até quem dissesse

que aquele comboio era servido por hospedeiras, tantas eram as meninas da coligação trajadas com lenços

ao pescoço da Portugal à Frente.

A estratégia encontrada foi desastrosa! Desastrosa nos horários, desastrosa no método e coloca como

justificação o injustificável serviço que é prestado hoje a população. Isto porque, se formos analisar os

números, os números que são atribuídos a um único comboio semanal por horários absurdos, justificam o

injustificável, que é de manter aquele comboio.

Na verdade, o que queremos são soluções duradouras que a coligação que nos governou até à Legislatura

passada não encontrou.

Aplausos do PS e do PCP.

O Sr. Presidente: — Sr. Deputado, votos de uma boa Legislatura também para si.

Para uma intervenção, tem a palavra o Sr. Deputado Cristóvão Crespo.

O Sr. Cristóvão Crespo (PSD): — Sr. Presidente e Sr.as

e Srs. Deputados, nesta problemática queria

ressaltar dois aspetos: o contexto e a realidade.

Em primeiro lugar, quero saudar os autarcas presentes, o Presidente do Instituto Politécnico de Portalegre

(IPP) e dirigir uma palavra especial aos outros presidentes de câmara que estiveram envolvidos neste

processo da Linha do Leste, porque, de facto, eles foram determinantes.

Este projeto de resolução é importante também para demonstrar o trabalho dos autarcas, o trabalho dos

atores políticos e de todos os outros em prol da defesa da sua região, em particular o Presidente da Câmara