O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

12 DE FEVEREIRO DE 2016

11

Aplausos do PS e do PAN.

Protestos de Deputados do PSD.

Por isso, Sr. Deputado, é que nós temos muita confiança na nossa capacidade de executar, porque

sabemos que as medidas que adotámos, mesmo as que adotámos a contragosto, são medidas que não terão

efeito negativo no conjunto da economia, não terão efeito negativo no rendimento dos portugueses, não terão

efeito negativo na vida das empresas…

Risos de Deputados do PSD.

… e, sobretudo, não contribuirão para ter uma dinâmica recessiva, como a estratégia que o seu Governo

adotou e que teve ao longo destes anos em Portugal.

Esta é a diferença. E esta diferença é muito importante.

Aplausos do PS.

O Sr. Presidente: — Ainda para formular perguntas, tem a palavra o Sr. Deputado Pedro Passos Coelho.

O Sr. Pedro Passos Coelho (PSD): — Sr. Presidente, Sr. Primeiro-Ministro, seria possível responder à

pergunta que eu fiz? Qual é o plano b que o Governo tem para responder à execução orçamental?

Aplausos do PSD e do CDS-PP.

O Sr. Presidente: — Para responder, tem a palavra o Sr. Primeiro-Ministro.

O Sr. Primeiro-Ministro: — Sr. Presidente, Sr. Deputado Pedro Passos Coelho, percebo bem que, depois

de tanto esforço para que, primeiro, a Comissão Europeia e, a seguir, o Eurogrupo, chumbassem o

Orçamento, esteja muito irritado por nem a Comissão Europeia nem o Eurogrupo terem chumbado o nosso

Orçamento.

Aplausos do PS.

Protestos do PSD.

E, Sr. Deputado, eu que o tenho por um homem sempre bem informado, percebo que só essa fúria pode

explicar o facto de ainda não ter dado conta de que a Comissão Europeia já divulgou, há mais de duas

semanas, a carta que o Governo enviou com as medidas que se comprometeu a adotar e que já constam,

aliás, da proposta de lei de Orçamento do Estado que já deu entrada na Assembleia da República.

Aplausos do PS.

Protestos do PSD.

Portanto, Sr. Deputado, quando a emotividade não lhe nublar mais o espírito, serenamente lerá a carta,

estudará o Orçamento e saberá quais são as medidas que nos comprometemos a adotar, e que adotaremos

se forem aprovadas por esta Assembleia.

Aplausos do PS.

O Sr. Presidente: — Tem novamente a palavra o Sr. Deputado Pedro Passos Coelho.

Páginas Relacionadas
Página 0048:
I SÉRIE — NÚMERO 38 48 Passamos à votação do projeto de resolução n.º
Pág.Página 48