O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 89

56

Esta é, talvez, uma reflexão que temos de fazer, mas eu não queria deixar de o referir neste momento da

discussão da petição onde, em concreto, esta questão aconteceu.

Vozes de Os Verdes e do PCP: — Muito bem!

O Sr. Presidente (Jorge Lacão): — Sr.ª Deputada, reconheço a pertinência da sua preocupação e até

lamento que possa ter acontecido pessoas que se tenham deslocado ao Parlamento que não tenham tido a

possibilidade de assistir à parte da discussão relativa à motivação que os trouxe. Creio que temos de ponderar

isso em Conferência de Líderes, face aos agendamentos futuros.

Em todo o caso, agradeço a sua observação, Sr.ª Deputada.

Srs. Deputados, vamos passar ao quarto ponto da nossa ordem do dia, que consta da discussão conjunta

da petição n.º 7/XIII (1.ª) — Apresentada por Maria de Lurdes de Jesus Leite Ribeiro e outros, solicitando à

Assembleia da República a adoção de medidas que permitam a melhoria das condições de tratamento dos

doentes, nomeadamente no atendimento do serviço de urgência, no Hospital de Guimarães, e dos projetos de

resolução n.os 174/XIII (1.ª) — Recomenda ao Governo que dote o Hospital de Guimarães das adequadas

condições ao seu normal funcionamento (BE), 437/XIII (1.ª) — Recomenda ao Governo a realização de obras

urgentes nos serviços de urgência do Hospital Nossa Senhora da Oliveira, em Guimarães (CDS-PP), 439/XIII

(1.ª) — Por condições de atendimento e de trabalho dignas no serviço de urgência do Hospital de Guimarães

(Os Verdes), e 443/XIII (1.ª) — Pela valorização e reforço da prestação de cuidados de saúde no Hospital da

Senhora da Oliveira, Guimarães (PCP), na generalidade.

Peço a compreensão dos Srs. Deputados para o cumprimento dos tempos, sendo que para esta discussão

há o tempo disponível de 2 minutos para cada grupo parlamentar.

Para uma intervenção, tem a palavra o Sr. Deputado Pedro Soares.

O Sr. PedroSoares (BE): — Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados: Começo por saudar os autores da

petição que vêm em defesa do Hospital de Guimarães e de todos os seus serviços e que exigem condições

dignas de atendimento nas urgências.

Esta petição espelha bem a preocupação das populações do Alto Ave. Há cerca de 350 000 habitantes que

são potenciais utentes do Serviço Nacional de Saúde e do Hospital de Guimarães.

Queria também aproveitar esta oportunidade para saudar os profissionais do Hospital de Guimarães, que,

apesar de todas as dificuldades e tendo em conta a sua situação de precaridade, procuram assegurar um serviço

de qualidade aos utentes do Serviço Nacional de Saúde.

Esta petição coloca três questões absolutamente centrais: primeiro, a falta de profissionais e a precariedade

em que muitos continuam a estar no Hospital de Guimarães; segundo, a necessidade de investimento em meios

e em instalações do Hospital, desde logo nas urgências; terceiro, mas não menos importante, esta herança que

ainda existe da Portaria n.º 84/2014 do anterior Governo, um verdadeiro Pokémon que se assoma nas esquinas

do Hospital de Guimarães e ameaça constantemente a desvalorização e a perda de valências neste Hospital.

Esta herança nós não a queremos e queremos que ela seja rapidamente revertida.

Por isso, o Bloco de Esquerda apresenta um projeto de resolução que pretende a garantia da manutenção

das valências atuais, o reforço do pessoal médico, auxiliar e técnico e a intervenção nos meios e nas instalações,

para acabar com os doentes nos corredores e com ambulâncias em fila de espera nas urgências.

É preciso que existam medidas urgentes para que o Hospital de Guimarães cumpra a sua missão, que é a

de prestar serviços de qualidade aos utentes do Serviço Nacional de Saúde no Alto Cávado e, em particular, em

toda a região de Guimarães.

Aplausos do BE.

O Sr. Presidente (Jorge Lacão): — Tem a palavra a Sr.ª Deputada Vânia Dias da Silva.

A Sr.ª Vânia Dias da Silva (CDS-PP): — Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados: Gostaria de começar por

dizer que o CDS acompanha os mais de 4500 vimaranenses que, com razão, solicitaram a urgente reconversão

da urgência do Hospital de Guimarães, a quem, desde já, saúdo e felicito por esta iniciativa, deixando uma

Páginas Relacionadas
Página 0054:
I SÉRIE — NÚMERO 89 54 docente, como o aumento do número de alunos po
Pág.Página 54
Página 0055:
21 DE JULHO DE 2016 55 Corre-se até o risco de, numa atitude populista, conceder es
Pág.Página 55