O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 89

82

O Sr. Presidente (Jorge Lacão): — Esgotou o tempo de que dispunha, Sr.ª Deputada.

A Sr.ª Heloísa Apolónia (Os Verdes): — Termino já, Sr. Presidente.

Quer os senhores queiram, quer não, não é disso que estamos a falar neste debate.

É evidente que o projeto que Os Verdes apresentam tem a ver com a lógica que entendem ser o espetáculo

tauromáquico e é evidente que o que consideramos…

O Sr. Presidente (Jorge Lacão): — Sr.ª Deputada, faça o favor de concluir.

A Sr.ª Heloísa Apolónia (Os Verdes): — … é que esta petição, que entrou na Assembleia da República, e o

projeto que Os Verdes apresentou contribuem sempre para a sensibilização de mais alguém contra o espetáculo

tauromáquico. Não escondo isto de ninguém, e há de haver uma legislatura em que o espetáculo tauromáquico

acaba mesmo.

Aplausos de Os Verdes, do BE, do PAN e de Deputados do PS.

A Sr.ª Maria da Luz Rosinha (PS): — Peço a palavra, Sr. Presidente.

O Sr. Presidente (Jorge Lacão): — Para que efeito, Sr.ª Deputada?

A Sr.ª Maria da Luz Rosinha (PS): — Sr. Presidente, é para fazer uma interpelação à Mesa sobre a condução

dos trabalhos.

O Sr. Presidente (Jorge Lacão): — Faça favor. Sr.ª Deputada.

A Sr.ª Maria da Luz Rosinha (PS): — Sr. Presidente, solicito que, a bem da verdade, peça à Câmara

Municipal de Vila Franca de Xira que confirme o valor transferido para a Escola de Toureiros José Falcão durante

o ano de 2004, que não corresponde ao indicado no quadro que foi apresentado.

Aplausos do PSD e do CDS-PP.

O Sr. Presidente (Jorge Lacão): — Fica registado, Sr.ª Deputada.

Srs. Deputados, vamos passar ao ponto seguinte da nossa ordem do dia, a apreciação da petição n.º 63/XIII

(1.ª) — Apresentada por Liliana Maria Ferreira Vieira Escalhão e outros, solicitando a intervenção da Assembleia

da República no sentido de impedir que o Ateneu Comercial de Lisboa seja vendido, conjuntamente com os

projetos de resolução n.os 432/XIII (1.ª) — Recomenda ao Governo a salvaguarda do Ateneu Comercial de

Lisboa de forma prosseguir os fins a que foi destinado (PSD) e 448/XIII (1.ª) — Recuperação do Ateneu

Comercial de Lisboa (BE).

Cada grupo parlamentar dispõe de 2 minutos para intervir neste debate.

Para uma intervenção, tem a palavra o Sr. Deputado Sérgio Azevedo, do PSD.

O Sr. Sérgio Azevedo (PSD): — Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados: Queria cumprimentar as

peticionárias e os subscritores desta petição e dizer que o Ateneu Comercial de Lisboa, com 130 anos de

história, tem um mérito público reconhecido no desenvolvimento de áreas tão diversas como a educação, a

cultura e o desporto.

Trata-se de um marco no universo cultural da cidade de Lisboa e que hoje vive um processo, difícil, de

insolvência, que não só tem eliminado progressivamente as poucas iniciativas culturais que ainda restam no

Ateneu Comercial como também tem posto em causa o seu património, em particular a acelerada destruição do

edifício, o Palácio dos Condes de Povolide, assim como também o seu importante acervo patrimonial.

É, como disse, Sr. Presidente, um marco na cultura e no desporto da cidade de Lisboa. A preservação do

património cultural, Sr. Presidente, é uma tarefa fundamental do Estado e da sua administração. É com profundo

Páginas Relacionadas
Página 0092:
I SÉRIE — NÚMERO 89 92 Passamos, agora, ao voto n.º 117/XIII (1.ª) —
Pág.Página 92