O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

28 DE OUTUBRO DE 2016

17

A Sr.ª Laura Monteiro Magalhães (PSD): — Termino já, Sr. Presidente.

Defender a ciência é promover a competitividade internacional, atraindo e mantendo os melhores em

Portugal.

Apoiamos esta iniciativa para que o Dia Nacional do Cientista seja mais um contributo para enaltecer o

trabalho árduo destes profissionais.

Aplausos do PSD.

O Sr. Presidente: — Para uma intervenção, tem a palavra a Sr.ª Deputada Ana Rita Bessa.

A Sr.ª Ana Rita Bessa (CDS-PP): — Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados: O Partido Socialista vem hoje

propor a consagração do Dia do Cientista, escolhendo para a efeméride o dia 16 de maio, como já foi dito, data

do nascimento do ex-Ministro da Ciência, Prof. Mariano Gago.

Percorrendo o calendário de datas comemorativas, verificamos que existem já várias outras efemérides

dedicadas à ciência, desde logo a presente semana, a Semana Internacional do Acesso Aberto, durante a qual

têm tido lugar variadíssimas iniciativas de sensibilização para a ciência, mas, também, no próximo dia 10, o Dia

Mundial da Ciência pela Paz e pelo Desenvolvimento, promovido pela UNESCO, e ainda, no próximo dia 24,

outras duas efemérides, o Dia Mundial da Ciência que tem como objetivo «enaltecer o papel da ciência para o

desenvolvimento humano, assim como destacar grandes nomes da ciência, colocar desafios para o futuro e

instigar o gosto pela ciência nas gerações mais novas».

No mesmo dia 24 de novembro, comemora-se também o Dia Nacional da Cultura Científica, estabelecida,

em Portugal, em 1996, exatamente pelo Prof. Mariano Gago, por ocasião da celebração do aniversário de

Rómulo de Carvalho, professor de Física e Química, como sabem, responsável pela promoção do ensino da

ciência e da divulgação científica.

Na notícia do Público de 24 de novembro de 1996, o Prof. Mariano Gago dizia que esse dia deveria passar

a ser um momento privilegiado, todos os anos, de balanço, de reflexão e de ação sobre o papel do conhecimento

no nosso futuro.

Dito isto, o CDS-PP nada tem a opor à instituição de um novo dia dedicado ciência, sinalizando o papel

relevante dos cientistas na construção da sociedade do conhecimento, que todos advogamos, e que necessita,

como já aqui foi dito, de investimento atempado e bem aplicado quer em recursos humanos, quer em meios

materiais.

Vozes do CDS-PP: — Muito bem!

A Sr.ª Ana Rita Bessa (CDS-PP): — Gostaríamos de ter também um dia, o dia 31 de maio, dedicado aos

irmãos, para sinalizar o valor social da fraternidade e da solidariedade familiar, mas não houve nesta Câmara a

mesma abertura e benevolência e a proposta de criação desse dia foi chumbada.

Vozes do CDS-PP: — Bem lembrado!

A Sr.ª Ana Rita Bessa (CDS-PP): — De qualquer forma, saudamos o facto de haver mais um dia dedicado

à ciência. O valor simbólico já está ganho, o valor substantivo é mais difícil, está por determinar e, para ele,

iremos, seguramente, todos contribuir.

Aplausos do CDS-PP.

O Sr. Presidente: — Para uma intervenção, tem a palavra a Sr.ª Deputada Ana Virgínia Pereira.

A Sr.ª Ana Virgínia Pereira (PCP): — Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados: Saudamos todos os cientistas

portugueses que contribuem com o seu trabalho para dar resposta às necessidades nacionais nas várias esferas

da atividade económica e social, quantas vezes em condições de grande precariedade.

Páginas Relacionadas
Página 0007:
28 DE OUTUBRO DE 2016 7 O Sr. Pedro Soares (BE): — É um debate que aproxima
Pág.Página 7
Página 0008:
I SÉRIE — NÚMERO 18 8 não está em causa a democracia. É apenas e só u
Pág.Página 8