O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

11 DE MARÇO DE 2017

49

Protestos do PSD e do CDS-PP.

Srs. Deputados, peço que façam silêncio para, agora, sim, o Sr. Deputado Carlos Abreu Amorim poder

intervir.

Tem a palavra, Sr. Deputado.

O Sr. CarlosAbreuAmorim (PSD): — Sr. Presidente, pretendo defender a honra da bancada.

O Sr. Presidente: — O motivo é o mesmo invocado pelo Deputado Telmo Correia?

O Sr. CarlosAbreuAmorim (PSD): — Sim, Sr. Presidente, é pela mesma razão.

O Sr. Presidente: — Faça favor.

O Sr. CarlosAbreuAmorim (PSD): — Sr. Presidente, faço um pedido de defesa da honra da bancada para

o qual, pelos vistos, o Sr. Deputado Jorge Costa, do Bloco de Esquerda, já tem a resposta antes mesmo de me

ouvir. Enfim, isso não nos surpreende.

Sr. Deputado, seria bom que, com muita serenidade, neste Parlamento, não se agitassem fantasmas, os

fantasmas que não existem. Não é como aquele ditado espanhol que diz «no creo en brujas, pero que las hay,

las hay». Não existem! E não existe nenhuma extrema-direita organizada, nem milícias, nem esse conjunto de

disparates que foram agitados pela sua bancada.

Vozes do PCP: — Ai não?!

O Sr. CarlosAbreuAmorim (PSD): — Sr. Deputado Jorge Costa, essa ideia de querer colar uma imagem

a forças democráticas que estão neste Parlamento e que sempre estiveram desde a fundação da democracia

não cola e nem sequer merece resposta.

As únicas forças radicais e extremistas em relação às quais, pelos vistos, cada vez mais cai a máscara

perante situações, como disse há pouco, sintomáticas como esta, em que o que está em causa é a liberdade

de expressão — e a liberdade de expressão nasceu para que possamos ouvir aqueles com quem não

concordamos, é para isso que ela serve —, são a da bancada do Bloco do Esquerda, como se está a ver neste

debate.

Protestos do BE e do PCP.

Sr. Deputado, deixe-me recordar que, com o argumento…

Continuação de protestos do BE e do PCP.

O Sr. Presidente: — Peço que se faça silêncio para que haja possibilidade de o orador terminar o pedido de

defesa da honra da bancada.

Faça favor de prosseguir, Sr. Deputado Carlos Abreu Amorim.

O Sr. CarlosAbreuAmorim (PSD): — O argumento da tranquilidade e da segurança serviu na história — e

até na história política portuguesa — para silenciar as vozes discordantes. Salazar fez isso muitas vezes,

invocando o argumento de que não poderíamos ouvir essas vozes porque isso iria criar tumulto, turbulência,

alteração de ordem pública.

E agora o Bloco de Esquerda, tal como o Partido Socialista, tendo em conta a declaração que fez há pouco,

vem defender uma situação desse jaez?!

O Sr. Presidente: — Sr. Deputado, já ultrapassou o seu tempo.

Páginas Relacionadas
Página 0038:
I SÉRIE — NÚMERO 62 38 O Dia Internacional das Mulheres de 2017 fica
Pág.Página 38
Página 0039:
11 DE MARÇO DE 2017 39 nos envolve e que nos responsabiliza enquanto cidadãos livre
Pág.Página 39
Página 0040:
I SÉRIE — NÚMERO 62 40 E o que aconteceu na Faculdade de Ciências Soc
Pág.Página 40
Página 0041:
11 DE MARÇO DE 2017 41 Orgulho-me de pertencer ao partido cujo Governo despenalizou
Pág.Página 41
Página 0042:
I SÉRIE — NÚMERO 62 42 De resto, aproveito para, em relação aos votos
Pág.Página 42
Página 0043:
11 DE MARÇO DE 2017 43 Dito isto, Sr. Presidente, nós escolhemos falar, quase que a
Pág.Página 43
Página 0044:
I SÉRIE — NÚMERO 62 44 O Sr. Presidente: — Srs. Deputados, a questão
Pág.Página 44
Página 0045:
11 DE MARÇO DE 2017 45 Para terminar, Sr. Presidente, queria apenas deixar um regis
Pág.Página 45
Página 0046:
I SÉRIE — NÚMERO 62 46 Lamentável! Lamentável, Srs. Deputados!
Pág.Página 46
Página 0047:
11 DE MARÇO DE 2017 47 Protestos do PSD e do CDS-PP. O Sr. Telmo Corr
Pág.Página 47
Página 0048:
I SÉRIE — NÚMERO 62 48 O Sr. TelmoCorreia (CDS-PP): — Nessa altura, o
Pág.Página 48
Página 0050:
I SÉRIE — NÚMERO 62 50 O Sr. CarlosAbreuAmorim (PSD): — É lame
Pág.Página 50
Página 0051:
11 DE MARÇO DE 2017 51 O Sr. Carlos Abreu Amorim (PSD): — Mas… O Sr.
Pág.Página 51
Página 0052:
I SÉRIE — NÚMERO 62 52 Leitão Amaro, Bruno Coimbra, Fátima Ramos, Joa
Pág.Página 52
Página 0053:
11 DE MARÇO DE 2017 53 arriscando a sua saúde e a sua vida. Para outras mulheres, a
Pág.Página 53
Página 0054:
I SÉRIE — NÚMERO 62 54 A Sr.ª Joana Barata Lopes (PSD): — Sr. Preside
Pág.Página 54
Página 0055:
11 DE MARÇO DE 2017 55 Submetido à votação, foi aprovado, com votos a favor
Pág.Página 55
Página 0056:
I SÉRIE — NÚMERO 62 56 Passados 106 anos, o saber e a qualificação da
Pág.Página 56
Página 0057:
11 DE MARÇO DE 2017 57 O Sr. Presidente: — Para que efeito, Sr.ª Deputada? <
Pág.Página 57
Página 0058:
I SÉRIE — NÚMERO 62 58 O Sr. Presidente: — Sim, Sr.ª Deputada, mas eu
Pág.Página 58
Página 0059:
11 DE MARÇO DE 2017 59 dentro das regras do jogo democrático — se e quando abdicarm
Pág.Página 59
Página 0060:
I SÉRIE — NÚMERO 62 60 Uma conferência pública deve ser um ato não-vi
Pág.Página 60
Página 0061:
11 DE MARÇO DE 2017 61 ideias, como é a universidade, condenando, assim, os acontec
Pág.Página 61
Página 0062:
I SÉRIE — NÚMERO 62 62 Recordando que, nos termos da Constituição da
Pág.Página 62
Página 0073:
11 DE MARÇO DE 2017 73 ——— Declarações de voto enviadas
Pág.Página 73
Página 0074:
I SÉRIE — NÚMERO 62 74 242/XIII (2.ª), apresentado pelo BE, de saudaç
Pág.Página 74
Página 0075:
11 DE MARÇO DE 2017 75 As Deputadas do PSD, Margarida Balseiro Lopes — Ângel
Pág.Página 75
Página 0076:
I SÉRIE — NÚMERO 62 76 No entanto, a denúncia feita pela Associação d
Pág.Página 76