O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

18 DE MARÇO DE 2017

41

condições. Recordamos que houve um hospital em concreto em que não havia fraldas e, para as substituir,

enrolavam toalhas em sacos de plástico.

O Sr. João Oliveira (PCP): — Exatamente!

A Sr.ª Paula Santos (PCP): — Foi esta a vossa política enquanto lá estiveram, durante quatro anos:…

Aplausos do PCP, do PS e de Os Verdes.

… desvalorização dos profissionais e desvalorização do Serviço Nacional de Saúde.

Protestos do PSD.

Mas também podemos relembrar as declarações deploráveis do, então, Secretário de Estado a propósito

das urgências: quando víamos que as pessoas se encontravam em situações dramáticas, ele dizia que estava

tudo muito bem.

O Sr. Presidente (Jorge Lacão): — Queira concluir, Sr.ª Deputada.

A Sr.ª Paula Santos (PCP): — Sr. Presidente, vou terminar, dizendo o seguinte: de facto, há muito a fazer

pelo SNS, mas não é com as vossas políticas.

Protestos do PSD.

É preciso valorizar os profissionais, as carreiras, as progressões, os seus salários. É preciso, naturalmente,

valorizar os cuidados de saúde primários…

O Sr. Presidente (Jorge Lacão): — Sr.ª Deputada, peço-lhe que conclua.

A Sr.ª Paula Santos (PCP): — … e garantir uma oferta que dê resposta efetiva às necessidades dos

cidadãos. É nesse combate e nesse caminho que está o PCP.

Aplausos do PCP.

O Sr. Presidente (Jorge Lacão): — Para uma intervenção, tem a palavra o Sr. Deputado Moisés Ferreira.

O Sr. Moisés Ferreira (BE): — Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados: Uma primeira palavra para reconhecer

a originalidade deste voto, um voto de protesto sobre umas declarações públicas e, ainda por cima, declarações

públicas que toda a sociedade reconhece como verdadeiras, mas a propósito das quais, ainda assim, o PSD

decidiu fazer um voto de protesto.

O PSD chama-lhe «voto de protesto», porque, na verdade, a figura regimental para aquilo que o PSD queria

fazer neste Parlamento não existe, que era um «voto de branqueamento»,…

Aplausos do BE e do PS.

… ou seja, era branquear as responsabilidades que teve no Governo anterior, nomeadamente na destruição

e na fragilização do Serviço Nacional de Saúde.

Protestos do Deputado do PSD Carlos Abreu Amorim.

Nós bem compreendemos que o PSD vive na vã esperança de que a população se esqueça daquilo que é o

PSD no Governo, de que a população se esqueça daquilo que o PSD defende.

Páginas Relacionadas
Página 0051:
18 DE MARÇO DE 2017 51 no caso de um acidente nuclear. E, nessas jornadas parlament
Pág.Página 51