O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 107

62

quem são, são os países da Organização dos Estados Americanos que votaram por uma maioria esmagadora

a condenação do regime de Maduro e a condenação da entrada no Parlamento.

Argentina, Barbados, Bahamas, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Estados Unidos, Honduras,

Guiana, Jamaica, Guatemala, México, Panamá, Paraguai, Perú, Santa Lúcia e Uruguai, são todos Estados

terroristas, Srs. Deputados? Não, os senhores é que estão cada vez mais isolados e cada vez mais sozinhos.

O Sr. Presidente: — Obrigado, Sr. Deputado.

O Sr. Telmo Correia (CDS-PP): — E aquilo que os senhores aqui fizeram devia envergonhar-vos, porque os

senhores foram o partido que no passado lutou contra uma ditadura, tiveram presos políticos, foram perseguidos.

Como é que os senhores vem aqui defender uma ditadura destas, tão sanguinária como esta é?

Aplausos do CDS-PP e do PSD.

Para terminar, Sr. Presidente, gostaria ainda de dizer o seguinte: quando nós muitas vezes num debate

usamos a expressão PC, os senhores ficam muito ofendidos e dizem que não é PC é PCP.

Vozes do PCP: — E é!

O Sr. Presidente — Sr. Deputado, peço-lhe para concluir, se faz favor.

O Sr. TelmoCorreia (CDS-PP): — Isto porque seria uma comparação com a China… Vou dizer-vos: os

senhores estão para além da China, estão para além da União Soviética, os senhores são, neste momento, os

mais fanáticos dos fanáticos que nós temos e só por isso é que conseguem defender este regime!

Aplausos do CDS-PP.

O Sr. Presidente: — Para dar explicações, se assim o entender, tem a palavra o Sr. Deputado João Oliveira.

O Sr. JoãoOliveira (PCP): — Sr. Presidente, Sr. Deputado Telmo Correia, quando eu disse que a sua

intervenção tinha sido uma expressão de solidariedade com o terrorismo disse aquilo que está correto e reafirmo

aquilo que disse e acrescento mais agora: o Sr. Deputado, para além de fazer uma intervenção de solidariedade

para com os grupos terroristas que promovem o terrorismo e a violência na Venezuela,……

O Sr. Telmo Correia (CDS-PP): — Mentira! Isso é mentira!

O Sr. Duarte Filipe Marques (PSD): — Isso é propaganda!

O Sr. João Oliveira (PCP): — … ainda por cima, faz esse discurso com o objetivo anticomunista de atingir

o PCP, afirmando as maiores falsidades que já nem a própria cobertura televisiva espalhada pelo mundo inteiro

consegue esconder.

O Sr. Telmo Correia (CDS-PP): — É uma vergonha!

O Sr. João Oliveira (PCP): — O Sr. Deputado, por acaso, não terá dado conta que foram precisamente as

forças de autoridade venezuelanas que puseram cobro àquele assalto provocatório que foi feito ao Parlamento

venezuelano, depois de ter ficado bem clara a demarcação do governo venezuelano em relação àquele ato e a

mais firme resposta que foi dada em relação àquela situação?

O Sr. Deputado não tem uma palavra para o bombardeamento que foi feito ao Supremo Tribunal de Justiça

e às instalações do Governo por aqueles grupos terroristas?

Páginas Relacionadas
Página 0066:
I SÉRIE — NÚMERO 107 66 O Sr. Presidente: — Vamos agora passar
Pág.Página 66