O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 5

32

Não se tratando de eleições legislativas, estas eleições, como afirmou o líder do PSD, têm uma leitura e um

significado nacional e essa leitura só pode ser a derrota da direita passadista e a aprovação do desempenho do

Governo liderado pelo Partido Socialista.

Aplausos do PS.

Sr. Primeiro-Ministro, estou certo de que honraremos, certamente, mais este apoio que recebemos das

portuguesas e dos portugueses, sabendo que há muito para fazer e melhorar no Governo e muito para melhorar

no País.

Bom trabalho, Sr. Primeiro-Ministro.

Aplausos do PS.

O Sr. Presidente: — Para responder, tem a palavra o Sr. Primeiro-Ministro.

O Sr. Primeiro-Ministro: — Sr. Presidente, Sr. Deputado Carlos César, aproveito esta ocasião, sendo V.

Ex.ª também Presidente do Partido Socialista, para facilitar o Partido Socialista pelos resultados que alcançou

no passado domingo.

Aplausos do PS.

Não posso deixar de registar — apesar de o Sr. Deputado Hugo Lopes Soares estar ao telefone — que,

efetivamente, a oposição nada aprendeu, nem nada esqueceu.

Aplausos do PS.

Já mudaram de líder parlamentar,…

Vozes do PSD: — E então?

O Sr. Primeiro-Ministro: — … parece que agora estão para mudar de líder partidário, mas o que não muda

é o seu pensamento, o seu discurso, aí continuam lá, presos no passado.

Aplausos do PS.

A razão fundamental pela qual houve uma diminuição efetiva da abstenção como não existia há 24 anos é o

novo quadro político, gerado pelas eleições de há dois anos para esta Assembleia da República, ter permitido

uma reconciliação dos portugueses com as instituições e com a vida democrática.

Hoje, há mais confiança na Assembleia da República e na sua capacidade de gerar soluções plurais,

colocando no espaço da governação todos os partidos que representam os portugueses, pondo fim a 40 anos

de exclusão sobre um teórico arco de governação que presumia que havia Deputados de primeira e Deputados

de segunda.

Hoje, os portugueses sabem que o seu voto vale o mesmo, votem em que partido votarem, porque todos são

igualmente representantes dos cidadãos.

Aplausos do PS.

Temos dois anos de estabilidade política e institucional, de relacionamento entre órgãos de soberania, de

respeito escrupuloso pela independência do poder judicial, de boa cooperação institucional com o Sr. Presidente

da República, de bom relacionamento com as autonomias regionais e de respeito pela autonomia do poder local

democrático.

Páginas Relacionadas
Página 0044:
I SÉRIE — NÚMERO 5 44 O Sr. Presidente: — Sr. Deputado, fica registad
Pág.Página 44
Página 0045:
6 DE OUTUBRO DE 2017 45 Submetido à votação, foi aprovado, com votos do BE, do CDS-
Pág.Página 45