O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 47

30

O Sr. Presidente: — Para que efeito, Sr. Deputado?

O Sr. Pedro Filipe Soares (BE): — Sr. Presidente, é para indicar que entregaremos uma declaração de voto

sobre as três últimas votações.…

Vozes do PSD e do CDS-PP: — Ah!…

O Sr. Pedro Filipe Soares (BE): — … para satisfazer a curiosidade geral.

O Sr. Presidente: — Fica registado, Sr. Deputado.

Tem a palavra o Sr. Deputado José Luís Ferreira.

O Sr. José Luís Ferreira (Os Verdes): — Sr. Presidente, pedi a palavra apenas para informar que o Grupo

Parlamentar de Os Verdes apresentará uma declaração de voto sobre as três últimas votações.

Vozes do PSD e do CDS-PP: — Ah!…

O Sr. Presidente: — Fica registado, Sr. Deputado.

Passamos ao voto n.º 715/XIII/4.ª (apresentado pelo PS) — De louvor pela concessão da marca Ferrel, a

Capital da Luta contra o Nuclear à freguesia de Ferrel.

Peço à Sr.ª Secretária Sandra Pontedeira para proceder à leitura do voto.

A Sr.ª Secretária (Sandra Pontedeira): — Sr. Presidente, Srs. Deputados, o voto é do seguinte teor:

«Estávamos em março de 1976 e Portugal vivia um período pós-revolucionário e pré-eleitoral, quando a

iminência do «primeiro conflito ambiental da democracia» convoca o povo de Ferrel para a rua, unido, contra a

instalação de uma central nuclear para a produção de energia elétrica.

Ferrel, freguesia do concelho de Peniche, mobilizou-se numa marcha genuinamente popular e, em protesto,

fez-se ouvir, impedindo a construção da projetada central.

Esta luta efetiva contra a opção pela energia nuclear é um legado histórico e um marco incontestável na

memória coletiva deste povo e, transpondo o âmbito local, assumiu um papel importante na vanguarda dos

movimentos ambientalistas e no despertar da consciência ecológica na sociedade portuguesa contemporânea.

Em 2018, surge o justo reconhecimento pela luta do povo de Ferrel: por Despacho do Instituto Nacional de

Propriedade Industrial, foi concedida a marca Ferrel, Capital da Luta contra o Nuclear.

Assim, a Assembleia da República, reunida em Plenário, saúda e felicita a freguesia de Ferrel pela conquista

da marca Ferrel, Capital da Luta contra o Nuclear, reconhecendo a importância deste legado para a sociedade

portuguesa.»

O Sr. Presidente: — Srs. Deputados, vamos votar o voto que acabou de ser lido.

Submetido à votação, foi aprovado por unanimidade.

Passamos ao voto n.º 718/XIII/4.ª (apresentado pelo PAR, pelo PSD, pelo PS e pelo CDS-PP) — De

congratulação pela escolha de Lisboa para as Jornadas Mundiais da Juventude de 2022.

Peço ao Sr. Secretário António Carlos Monteiro para proceder à leitura do voto.

O Sr. Secretário (António Carlos Monteiro): — Sr. Presidente, Srs. Deputados, o voto é do seguinte teor:

«No passado dia 27 de janeiro, na missa de encerramento das Jornadas Mundiais da Juventude, que tiveram

lugar na cidade do Panamá, foi anunciado pelo Papa Francisco que as jornadas de 2022 se irão realizar em

Lisboa.

Páginas Relacionadas
Página 0020:
I SÉRIE — NÚMERO 47 20 proteção, mas também aos condutores de veículo
Pág.Página 20
Página 0021:
2 DE FEVEREIRO DE 2019 21 A proteção da mobilidade suave é um contributo para a nec
Pág.Página 21