O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

17 DE ABRIL DE 2019

49

Tudo isso, porque é um Governo de consumo imediato, sem estratégia de médio ou longo prazo, que, através

da propaganda, procura responsabilizar os outros pelos problemas por si criados.

Senão, vejamos.

Quem congelou as carreiras dos professores? Um Governo do PS! Quem levou o País a uma pré-bancarrota?

Um Governo do PS! Quem, agora, pretende discriminar os professores perante o resto da função pública? O

Governo e o PS! Quem, deliberadamente, enganou os professores? O Governo e o PS! Quem, escudando-se

em questões de semântica e denegrindo a imagem pública dos professores, fez chantagem negocial? O

Governo e o PS!

Protestos do Deputado do PS Porfírio Silva.

E quem apresenta, agora, um diploma que desmerece o trabalho dos professores e não acautela futuras

inconstitucionalidades? O Governo do PS!

Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados, estamos aqui na presença de um ministro da República que não

cumpre a lei, que não honra os compromissos que celebra e que não é sério nas negociações em que participa,

ao contaminar a opinião pública com valores que não demonstra.

O Sr. Presidente: — Já ultrapassou o tempo de que dispunha, Sr. Deputado.

O Sr. Pedro Alves (PSD): — Vou terminar, Sr. Presidente.

Estamos na presença de um ministro que não percebe a importância social da educação e de todos os seus

agentes e que, por todas estas razões, não merece a confiança dos portugueses.

O Sr. Presidente: — Tem de terminar, Sr. Deputado.

O Sr. Pedro Alves (PSD): — Sr. Ministro, diga-nos: mesmo depois deste atribulado processo, o PSD está

aqui a dar a mão e mais uma oportunidade ao Governo para se retratar. Os professores e esta Assembleia

querem definitivamente saber se o Governo está aberto e disponível para negociar,…

O Sr. Presidente: — Tem mesmo de concluir, Sr. Deputado.

O Sr. Pedro Alves (PSD): — … com verdade e com justiça, a reposição do direito a 9 anos, 4 meses e 2

dias de serviço, devido aos professores.

Aplausos do PSD.

O Sr. Presidente: — Tem a palavra, para responder, o Sr. Ministro da Educação.

O Sr. Ministro da Educação: — Sr. Presidente, se houver mais Srs. Deputados inscritos para pedidos de

esclarecimento, responderei conjuntamente.

O Sr. Presidente: — Com certeza, Sr. Ministro.

Então, assim sendo, tem a palavra a Sr.ª Deputada Ana Rita Bessa, também para formular um pedido de

esclarecimento.

A Sr.ª Ana Rita Bessa (CDS-PP): — Sr. Presidente, Sr. Ministro, o Sr. Deputado Porfírio Silva deixou no ar,

dirigida ao PSD, a questão de saber quanto custava, ou seja, quanto custava a proposta que estava a ser

deixada em cima da mesa pelo PSD.

Ora, a mim, parece-me uma excelente questão, Sr. Ministro. É que essa questão foi aquela a que o Sr.

Ministro Mário Centeno não respondeu ao Parlamento na discussão do Orçamento do Estado. «Quanto custava»

foi aquilo que o Sr. Ministro e o seu Governo sempre se recusaram a dizer, ao longo de ano e meio de

negociações.

Páginas Relacionadas
Página 0033:
17 DE ABRIL DE 2019 33 apenas para ficar no papel. No que se refere à preocupação c
Pág.Página 33
Página 0034:
I SÉRIE — NÚMERO 76 34 meio de tempo de serviço cumprido pelos profes
Pág.Página 34
Página 0053:
17 DE ABRIL DE 2019 53 A Sr.ª Joana Mortágua (BE): — Parece que o Partido Socialist
Pág.Página 53
Página 0054:
I SÉRIE — NÚMERO 76 54 A Sr.ª Ana Mesquita (PCP): — E nós repe
Pág.Página 54