O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

4 DE JUNHO DE 2020

31

Aplausos do PS.

Claro que, como é sabido, com crise ou sem crise, há sempre gente que entende que o discurso populista

dá votinhos e, portanto, explora-o. Olhe, é o caso do Sr. Deputado André Ventura! Mas isso é por causa da

crise? Não! É assim!

Aplausos do PS.

Protestos do CH.

Como é que se responde a isto, Sr. Deputado? Responde-se a isto devolvendo confiança. E como é que se

devolve confiança? Robustecendo o Serviço Nacional de Saúde, para o qual anunciavam o caos mas que

respondeu à altura das necessidades dos portugueses perante esta crise. Responde-se a esta crise olhando

para a realidade económica e para a realidade social com medidas que protejam as empresas, o emprego e os

rendimentos,…

O Sr. Presidente (José Manuel Pureza): — Sr. Primeiro-Ministro, queira fazer o favor de terminar.

O Sr. Primeiro-Ministro: — … e com a construção das respostas necessárias para, quando o País estiver

devidamente estabilizado, quando a economia global estiver devidamente estabilizada, podermos apostar e

investir seriamente, com toda a força e com toda a energia, na recuperação económica e social do País.

O Sr. Presidente (José Manuel Pureza): — Queira terminar, Sr. Primeiro-Ministro.

O Sr. Primeiro-Ministro: — É difícil? Sim, é difícil. Já o fizemos uma vez e vamos fazê-lo outra vez. E, tal

como conseguimos da primeira vez, vamos conseguir outra vez…

O Sr. André Ventura (CH): — Vamos ver!…

O Sr. Primeiro-Ministro: — … e, desta vez, com o maior apoio de todo o povo português. Esta vai ser a

grande resposta e é assim que se fortalece a democracia liberal.

Aplausos do PS.

O Sr. Presidente (José Manuel Pureza): — Srs. Deputados, com a resposta do Sr. Primeiro-Ministro,

terminámos o primeiro ponto da nossa ordem de trabalhos de hoje. A Mesa despede-se dos Srs. Membros do

Governo que estiveram presentes na sessão e, para permitir que abandonem a Sala do Plenário, faremos uma

breve pausa.

Pausa.

Srs. Deputados, creio que podemos retomar a sessão. O segundo dos três pontos da ordem de trabalhos é

o debate da Petição n.º 631/XIII/4.ª (Comissão de Utentes de Serviços Públicos - CUSP) — Solicitam a

construção de uma nova unidade de saúde familiar no Alto do Seixalinho e a atribuição de um médico de família

a todos os utentes do concelho do Barreiro, em conjunto com os Projetos de Resolução n.os 172/XIV/1.ª (PCP)

— Construção da unidade de saúde do Alto Seixalinho, no concelho do Barreiro, 215/XIV/1.ª (BE) — Construção

de uma nova unidade de saúde no Alto do Seixalinho, no concelho do Barreiro, e a atribuição de médico de

família a todos os utentes, 277/XIV/1.ª (PEV) — Por um novo centro de saúde no Alto do Seixalinho, no Barreiro,

e 411/XIV/1.ª (PAN) — Pela construção do novo centro de saúde no Alto do Seixalinho, no Barreiro.

Para apresentar a sua iniciativa, em nome do PCP, tem a palavra a Sr.ª Deputada Paula Santos.

Páginas Relacionadas
Página 0035:
4 DE JUNHO DE 2020 35 Indo por partes, quanto à construção desta nova
Pág.Página 35
Página 0036:
I SÉRIE — NÚMERO 58 36 e assumiram as responsabilidades das vossas de
Pág.Página 36
Página 0037:
4 DE JUNHO DE 2020 37 A Sr.ª Eurídice Pereira (PS): — … num es
Pág.Página 37