O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

17 DE OUTUBRO DE 2020

59

«Faleceu no passado dia 12 de outubro Augusto Botelho de Sousa Cymbron, nascido em Lisboa em 1944,

casado, pai de quatro filhos e avô de sete netos.

Concluiu o liceu em Ponta Delgada e após o serviço militar passou à disponibilidade em 1970, tendo seguido

a vida comercial onde teve uma loja de mobiliário inglês e de jardim.

Em 1993 entra para a Universidade dos Açores, onde se licenciou no curso de História.

Em 1995 volta à Sociedade A. C. Cymbron, Ld.ª, e em 2000 é nomeado gerente da A. C. C. e de outras

sociedades do grupo familiar.

Em março de 2006 é eleito Presidente da ANAREC (Associação Nacional de Revendedores de Combustível).

Aderiu ao CDS-PP em 1975 e foi um dos fundadores do partido nos Açores, tendo ocupado, entre outras, as

funções de Presidente do Conselho Regional e Conselheiro Nacional do CDS.

Foi também cabeça de lista do CDS-PP pelo círculo eleitoral de fora da Europa, nas eleições legislativas de

2011.

Em 2012 a Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores atribui-lhe a Insígnia Autonómica de

Mérito Industrial, Comercial e Agrícola.

O Dr. Augusto Cymbron foi um ser humano de caráter e verticalidade, um homem de causas, um verdadeiro

e genuíno democrata-cristão e uma referência para toda a região açoriana.

Pelo exposto, a Assembleia da República, reunida em sessão plenária, decide demonstrar o seu profundo

pesar e consternação pelo falecimento de Augusto Cymbron e apresentar à família as suas sentidas

condolências.»

O Sr. Presidente (António Filipe): — Srs. Deputados, vamos votar.

Submetido à votação, foi aprovado por unanimidade.

Peço ao Sr. Secretário Duarte Pacheco o favor de proceder à leitura do Projeto de Voto n.º 348/XIV/2.ª

(apresentado pelo CDS-PP) — De pesar pelo falecimento de Augusto Boucinha.

O Sr. Secretário (Duarte Pacheco): — Sr. Presidente e Srs. Deputados, o projeto de voto é do seguinte teor: «Faleceu no passado dia 13 de outubro Augusto Torres Boucinha, nascido na freguesia de Aguçadoura,

concelho da Póvoa de Varzim, a 4 de fevereiro de 1946.

Licenciado em Economia, cumpriu o serviço militar como capitão miliciano na então Sá da Bandeira, tendo

posteriormente ingressado como funcionário do Estado na área das alfândegas.

Desempenhou, entre outros, os cargos de vereador da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim entre 1993 e

1997 e de Presidente da Assembleia de Freguesia da sua terra natal, Aguçadoura.

Augusto Boucinha foi também Deputado do CDS à Assembleia da República pelo círculo eleitoral do Porto

na VII Legislatura.

Foi ainda um empenhado e colaborante sócio do Varzim Sport Club, tendo, muitas vezes, sido o seu

representante junto da Federação Portuguesa de Futebol.

Homem de causas e de convicções fortes, nunca deixou de defender e de batalhar por aquilo em que

acreditava, nomeadamente quando o assunto estava relacionado com a sua terra natal, a Póvoa de Varzim.

Pelo exposto, a Assembleia da República, reunida em sessão plenária, decide demonstrar o seu profundo

pesar e consternação pelo falecimento de Augusto Boucinha e apresentar à família as suas sentidas

condolências.»

O Sr. Presidente (António Filipe): — Srs. Deputados, vamos votar.

Submetido à votação, foi aprovado por unanimidade.

Temos ainda o Projeto de Voto n.º 349/XIV/2.ª (apresentado pelo PSD) — De pesar pelo falecimento de

Fernando Alberto Ribeiro da Silva, que convido o Sr. Deputado Adão Silva a ler.

O Sr. Adão Silva (PSD): — Sr. Presidente e Srs. Deputados, o projeto voto é do seguinte teor:

Páginas Relacionadas
Página 0068:
I SÉRIE — NÚMERO 15 68 Submetido à votação, foi aprovado, com votos a favor
Pág.Página 68