O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

30 DE JANEIRO DE 2021

31

O Sr. Pedro Filipe Soares (BE): — Muito bem!

O Sr. José Maria Cardoso (BE): — A recuperação das freguesias, que, efetivamente, é o motivo desta

proposta, deve ocorrer no tempo apropriado, as próximas eleições, e o direito ao exercício da cidadania,

consubstanciado numa democracia participativa que aproxime os cidadãos ao poder político e às decisões a

tomar, tem de ser estimulado e assegurado. É por isso que trazemos a debate este projeto de lei que, num

espírito de uma lei-quadro que define modelos de criação de freguesia, apresenta requisitos de apreciação de

uma forma aberta e abrangente, funciona como operativo e não como impeditivo, temporiza e agiliza

procedimentos que permitem que o processo possa ser desencadeado pelos órgãos representativos, mas

também pela população — não abdicamos deste princípio —, e remete a apreciação para os órgãos

competentes, dando celeridade ao fundamento e ao processo, reportando alguns procedimentos para

regulamentação posterior à aprovação da lei.

É com o intuito prestativo de contribuir para a aprovação de uma lei equilibrada que responda ao objetivo

anunciado e corresponda aos fundamentos da exposição de motivos que apresentamos este projeto a debate.

Esperemos que estejam de acordo com ele.

Aplausos do BE.

O Sr. Presidente (José Manuel Pureza): — Para uma intervenção, tem agora a palavra o Sr. Deputado João

Cotrim de Figueiredo.

Sr. Deputado, faça favor.

O Sr. João Cotrim de Figueiredo (IL): — Sr. Presidente, Sr.ª Ministra, Srs. Secretários de Estado, Srs.

Deputados: O Iniciativa Liberal é favorável à descentralização e à transferência do poder do Estado para as

comunidades locais e, sempre que possível, para os cidadãos. Mas a posição liberal é que essa autonomia só

é plena se vier acompanhada da respetiva responsabilidade financeira.

O Iniciativa Liberal respeitará as autonomias expressas nas vontades locais, nos casos em que forem

largamente maioritárias e tenham condições materiais para existirem por si só. No entanto, é importante

acautelar a correta utilização de recursos materiais e financeiros. Quem pede liberdade e autonomia deve

também assumir a responsabilidade correspondente.

Muitos serviços prestados localmente dependem de economias de escala e de coordenação com outros

territórios. Tal tem de ser ponderado para que a descentralização não seja mais uma maneira para arranjar jobs

for the boys à custa dos portugueses.

Por isso, estamos abertos a que a discussão na especialidade se possa ocupar da estrutura das freguesias,

mas também sobre as suas competências e modo de financiamento. Mas quero deixar claro que o Iniciativa

Liberal se opõe frontalmente a que este diploma seja discutido à pressa para entrar em vigor antes das próximas

eleições autárquicas.

Tal daria certamente muito jeito ao PS, para distribuir lugares, ou ao PCP, para sobreviver, mas prejudicaria

o interesse das populações e a diversidade democrática ao nível local. Independentemente de virmos a

concordar ou não com a versão final do diploma, o mesmo só deveria entrar em vigor depois das eleições

autárquicas. Para esse tipo de arranjinhos não contem connosco.

A Sr.ª Paula Santos (PCP): — Vá ouvir as pessoas!

O Sr. Presidente (José Manuel Pureza): — A próxima intervenção será da Sr.ª Deputada Isaura Morais, do

PSD.

Sr.ª Deputada, faça favor.

A Sr.ª Isaura Morais (PSD): — Sr. Presidente, Srs. Membros do Governo, Sr.as e Srs. Deputados: Debatemos

hoje o regime jurídico de criação, modificação e extinção de freguesias, a cerca de oito meses das eleições

autárquicas nacionais e num quadro de fortes constrangimentos económicos, sanitários e sociais que nos obriga

a um acréscimo de rigor e preocupação com o nosso futuro coletivo.

Páginas Relacionadas
Página 0026:
I SÉRIE — NÚMERO 43 26 aproveitar esta criação de novos recursos próp
Pág.Página 26
Página 0027:
30 DE JANEIRO DE 2021 27 A proposta de lei que vos venho apresentar baseia-se nas c
Pág.Página 27
Página 0028:
I SÉRIE — NÚMERO 43 28 O Sr. Bruno Dias (PCP): — Exatamente! <
Pág.Página 28
Página 0029:
30 DE JANEIRO DE 2021 29 Foram centenas e centenas os e-mails de cidadãos, os ofíci
Pág.Página 29
Página 0030:
I SÉRIE — NÚMERO 43 30 Para as eleições autárquicas de 2017, nada se
Pág.Página 30
Página 0032:
I SÉRIE — NÚMERO 43 32 O PSD sempre levou muito a sério o poder local
Pág.Página 32
Página 0033:
30 DE JANEIRO DE 2021 33 A Sr.ª Isaura Morais (PSD): — Foi preciso aguardar pelo pa
Pág.Página 33
Página 0034:
I SÉRIE — NÚMERO 43 34 política, possa permitir a realização das corr
Pág.Página 34
Página 0035:
30 DE JANEIRO DE 2021 35 que venham a ser entregues na Assembleia da República espe
Pág.Página 35
Página 0036:
I SÉRIE — NÚMERO 43 36 significativo do número de freguesias, é bom q
Pág.Página 36
Página 0037:
30 DE JANEIRO DE 2021 37 A Sr.ª Palmira Maciel (PS): — Sr.as e Srs. Deputados, em b
Pág.Página 37
Página 0038:
I SÉRIE — NÚMERO 43 38 O Sr. José Maria Cardoso (BE): — Sr. Pr
Pág.Página 38
Página 0039:
30 DE JANEIRO DE 2021 39 pois não é o que importa, o que importa é o seu conteúdo —
Pág.Página 39
Página 0040:
I SÉRIE — NÚMERO 43 40 O Sr. Presidente (José Manuel Pureza):
Pág.Página 40
Página 0041:
30 DE JANEIRO DE 2021 41 obviamente, carece agora de uma discussão na Assembleia da
Pág.Página 41
Página 0042:
I SÉRIE — NÚMERO 43 42 pretende usar da palavra antes de ela fazer a
Pág.Página 42
Página 0043:
30 DE JANEIRO DE 2021 43 É por isso, Sr.as e Srs. Deputados, que o Governo, cumprin
Pág.Página 43