O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

30 DE JANEIRO DE 2021

61

Portanto, o PSD quer que o Sr. Deputado Emídio Guerreiro intervenha, mas o Sr. Deputado Pedro Filipe

Soares tem toda a razão, na exata medida em que estamos a falar já das intervenções dos partidos proponentes

das apreciações parlamentares. Assim, solicito ao PSD que tenha em consideração esta boa prática.

O Sr. Emídio Guerreiro (PSD): — Sr. Presidente, peço desculpa— dei a indicação, mas terá sido mal

percebida e o erro, com certeza, será meu —, mas eu tinha pedido a palavra no sentido de interpelar a Mesa,

porque foi dita aqui uma mentira.

O Sr. Pedro Filipe Soares (BE): — Qual?

O Sr. Emídio Guerreiro (PSD): — Não é uma «chico-espertice». A sua colega de bancada disse uma

mentira, disse aquilo que eu não li.

Protestos do BE.

Se os Srs. Deputados têm dúvidas leiam aquilo que eu disse. Não vim aqui defender acionista nenhum, bem

pelo contrário, identifiquei muito bem o problema. Foi isso que o PSD fez e se vos incomoda o problema é vosso.

O Sr. Presidente (José Manuel Pureza): — Sr. Deputado, não posso dar-lhe a palavra para este efeito.

O Sr. Emídio Guerreiro (PSD): — Por isso, retirem a mentira, porque fica muito mal mentir no Parlamento.

Aplausos do PSD.

O Sr. Presidente (José Manuel Pureza): — Passamos, então, à intervenção de encerramento por parte do

PCP.

Tem a palavra a Sr.ª Deputada Diana Ferreira.

A Sr.ª Diana Ferreira (PCP): — Sr. Presidente, Srs. Deputados, relativamente a algumas observações no

final deste debate, e começando até por esta questão dos custos para os contribuintes aludida em várias

intervenções, queria dizer que também importava ter-se falado e refletido nos custos para os contribuintes

quando se foi colocar dinheiro na banca privada. Imagine-se! Na banca privada!

Foram anos seguidos em que o dinheiro do Estado e dos contribuintes foi para a banca privada. É disto que

estamos a falar.

A Sr.ª Ana Mesquita (PCP): — Exatamente!

Protestos do Deputado João Cotrim de Figueiredo, do IL.

A Sr.ª Diana Ferreira (PCP): — Mais: podemos falar também das opções e dos benefícios a grandes

empresas do nosso País, nos quais os senhores não querem mexer. São grandes empresas cuja riqueza é

produzida no nosso País mas que não pagam impostos aqui.

A Sr.ª Ana Mesquita (PCP): — Exatamente!

O Sr. Duarte Marques (PSD): — Diga uma!

A Sr.ª Diana Ferreira (PCP): — Isso é um prejuízo para o Estado e para os contribuintes. É dinheiro dos

contribuintes que não está nas suas mãos, mas sobre isso, naturalmente, os senhores não querem falar.

Srs. Deputados, Sr. Secretário de Estado, em relação a esta apreciação parlamentar e às propostas que o

PCP traz, há algumas observações que também não podemos deixar de fazer.

Páginas Relacionadas
Página 0066:
I SÉRIE — NÚMERO 43 66 Foram apresentados requerimentos, apresentados
Pág.Página 66