O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 50

48

à região do Douro, pelas oportunidades para o Porto de Leixões, ao encurtar a distância e o tempo de viagem

entre o porto de Leixões e as ligações a Espanha por esta via, parece-nos muito interessante.

A questão essencial aqui é saber quando poderá ela ser uma realidade.

A Sr.ª Presidente (Edite Estrela): — Para uma intervenção, tem a palavra o Sr. Deputado Nuno Fazenda, do

Grupo Parlamentar do Partido Socialista.

O Sr. Nuno Fazenda (PS): — Sr.ª Presidente, Sr.as e Srs. Deputados: Gostaria de começar por saudar os

peticionários, nomeadamente a Liga dos Amigos do Douro Património Mundial, a Fundação do Museu do Douro

e os muitos outros subscritores que se mobilizaram por uma causa muito importante e que merece toda a nossa

atenção.

O Douro é um território único, é a região vitivinícola demarcada e regulamentada mais antiga do mundo, é a

maior região exportadora de vinhos em Portugal e inclui dois bens património da Humanidade, o Alto Douro

Vinhateiro, a paisagem cultural e vitivinícola, da qual faz parte a linha ferroviária, e o Parque Arqueológico do

Vale do Côa.

Mas, apesar destes ativos territoriais, que são ativos económicos, a verdade é que o Douro é ainda uma

região com indicadores socioeconómicos abaixo da média da região do Norte e abaixo da média nacional.

É neste âmbito que importa continuar a apoiar e a desenvolver o interior e, neste caso, o Douro, incluindo a

ferrovia.

E na ferrovia qual é o pano de fundo em Portugal? Ora, do Minho ao Algarve, passando pelas Beiras, a

modernização da ferrovia está em curso em todo o País. É a maior operação de modernização da ferrovia em

Portugal dos últimos 20 anos e o Douro não é exceção, e bem. A eletrificação entre Caíde e Marco de Canaveses

foi concluída em 2019, 10 milhões de euros de investimento, e estão assumidos investimentos para a

modernização da linha do Douro até ao Pocinho.

Mas agiu-se também no material circulante. O que é que ainda há pouco tempo tínhamos em termos de

material circulante e de carruagens no Douro? Comboios suprimidos, deficiências de serviço, em grande medida

por falta de carruagens.

Srs. Deputados, o cenário que nós tínhamos há muito pouco tempo era o de carruagens abandonadas há

mais de 20 anos. Hoje, o cenário é o de carruagens recuperadas e que não estão no museu, estão ao serviço

das populações.

Aplausos do PS.

Não estão no museu e estão a circular na Linha do Douro. Foram recuperadas 11 carruagens e estão mais

algumas em recuperação. Neste âmbito, estas carruagens servem hoje as populações do Douro e servem

mesmo turistas que no último verão, mesmo com as restrições sanitárias, já tiraram partido dessa recuperação.

Por isso, neste âmbito, não queria deixar também de saudar o trabalho extraordinário que os trabalhadores

da CP têm feito na recuperação destas carruagens, destas locomotivas, que são património ferroviário.

Vozes do PS: — Muito bem!

O Sr. Bruno Dias (PCP): — Isso é em Barca d’Alva!

O Sr. Nuno Fazenda (PS): — Mas na modernização da Linha do Douro não podemos esquecer o troço

Pocinho/Barca d’Alva.

Quando estive na CCDR Norte e na Estrutura de Missão do Douro, tive o privilégio de integrar e participar na

Comissão de Revitalização da Linha do Douro. Esta é hoje uma causa que continua atual, que é importante e

que deve ser prosseguida e, por isso, consideramos que devem ser encetados todos os esforços no sentido de

assegurar também a viabilidade do troço Pocinho/Barca d’Alva, em nome do Douro e em nome da coesão

territorial.

A Sr.ª Presidente (Edite Estrela): — Peço-lhe que conclua, Sr. Deputado.

Páginas Relacionadas
Página 0040:
I SÉRIE — NÚMERO 50 40 sabido, o município também tem procurado promo
Pág.Página 40
Página 0041:
12 DE MARÇO DE 2021 41 restabelecimento da ligação ferroviária internacional e 986/
Pág.Página 41
Página 0042:
I SÉRIE — NÚMERO 50 42 Reconhecemos que começa a haver indícios de um
Pág.Página 42
Página 0043:
12 DE MARÇO DE 2021 43 A Sr.ª Presidente (Edite Estrela): — Para uma intervenção, t
Pág.Página 43
Página 0044:
I SÉRIE — NÚMERO 50 44 A Sr.ª Presidente (Edite Estrela): — Tem a pal
Pág.Página 44
Página 0045:
12 DE MARÇO DE 2021 45 A Sr.ª Presidente (Edite Estrela): — Peço-lhe que con
Pág.Página 45
Página 0046:
I SÉRIE — NÚMERO 50 46 Sublinhe-se que o Estado português tem obrigaç
Pág.Página 46
Página 0047:
12 DE MARÇO DE 2021 47 A Sr.ª Isabel Lopes (PSD): — Sr.ª Presidente, Srs. De
Pág.Página 47
Página 0049:
12 DE MARÇO DE 2021 49 O Sr. Nuno Fazenda (PS): — Estou a terminar, Sr.ª Pre
Pág.Página 49