O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 9

48

O Sr. Carlos Pereira (PS): — E o Sr. Deputado também não trouxe uma única linha,…

O Sr. Presidente: — Sr. Deputado!

O Sr. Carlos Pereira (PS): — … uma única intervenção sobre o que propõe para fazer crescer o País.

Aplausos do PS.

O Sr. Presidente: — Sr. Deputado, quando eu intervenho, tem de parar e ouvir-me. Tenho a dizer que

excedeu o tempo de que dispunha para a sua intervenção.

Aplausos do PSD e do CH.

Para uma intervenção, tem a palavra o Sr. Deputado Rodrigo Saraiva, que dispõe de 50 segundos.

O Sr. Rodrigo Saraiva (IL): — Sr. Presidente, Sr. Deputado Carlos Pereira, cheguei aqui há pouco tempo,

mas tenho acompanhado os trabalhos parlamentares e já estou habituado a estes seus números cénicos, para

não lhes dar outra adjetivação.

Fica-lhe muito bem vir para aqui, de fita métrica, medir o Programa. Eu não o vou fazer, nem o vou

reencaminhar para o Programa Eleitoral da Iniciativa Liberal, que tinha 600 páginas de valor acrescentado. É

que eu, aqui, na Assembleia da República, não quero propostas a crescer. Aquilo que eu quero é o País a

crescer, que é aquilo que vocês não querem e não sabem fazer.

Aplausos do IL.

Fala de reformas? Na educação? Nada! Este documento, de Programa Nacional de Reformas, só tem o

nome. Na educação? Nada! Quer que eu lembre o que fizeram na educação? O que aconteceu no Colégio de

Lamas, com os seus amiguinhos ali da geringonça? Sabe o que é que aconteceu? Vá estudar! E na saúde,

reformaram o quê? O que é que fizeram nas PPP (parcerias público-privadas), com os seus amiguinhos da

geringonça? Não se lembra? Vá ali a Loures ver o que é que mudou, em três meses.

Podia falar de muitos outros temas, da justiça, da área fiscal… De reformas, este Programa só tem o nome.

Aplausos do IL.

O Sr. Presidente: — Para encerrar o debate, tem a palavra a Sr.ª Ministra da Presidência.

A Sr.ª Ministra da Presidência: — Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados: Este debate mostrou que a

oposição pode falar da falta de reformas, mas isso não significa que, depois, quando é para fazer essa

discussão, aqui venha questionar o modelo de desenvolvimento e propor alternativas.

A Sr.ª Alma Rivera (PCP): — Não é bem assim!

A Sr.ª Ministra da Presidência: — Era bom que nos entendêssemos sobre a acusação que fazem ao

discurso e ao Programa do Governo: se o que dizem é que o País é sempre cor-de-rosa ou se o que dizem é

que agora é que vai ser.

A questão é muito simples: este documento é um Programa Nacional de Reformas, que identifica problemas,

reconhece avanços e diz o que falta fazer. É isso que se espera de um documento deste tipo.

Aplausos do PS.

Uma coisa é certa, nunca teremos as reformas de que o País precisa se partirmos de pressupostos e dados

errados, como muito se ouviu hoje das bancadas da direita.

Páginas Relacionadas
Página 0052:
I SÉRIE — NÚMERO 9 52 Saúdo os familiares da atriz Eunice Muño
Pág.Página 52