O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

11 DE JUNHO DE 2022

29

para a Educação, Cultura e Formação, associação que fundou o Colégio de S. Tomás e que está também

responsável pela gestão do Colégio de S. José do Ramalhão.

Em 2019, foi condecorado pelo Sr. Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, com o

grau de Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.

Considerado como um dos sacerdotes mais emblemáticos das últimas décadas, teve uma vasta obra deixada

em várias áreas. Desempenhou um papel crucial nos anos 70, no contexto pós-Concílio Vaticano II e nas

transições que isso levaria à igreja portuguesa, num espírito de abertura ao mundo e à realidade. Acompanhou

o movimento das Equipas de casais e jovens de Nossa Senhora, foi assistente nacional do movimento

Comunhão e Libertação, em Portugal.

João Seabra foi um homem que, durante toda a sua vida, soube colocar o seu olhar no amor à verdade, não

tendo, por isso, medo de a defender. Foi muitas vezes polémico por não ser politicamente correto. Foi um dos

maiores defensores dos direitos humanos, defendendo a dignidade da vida humana, desde a conceção até à

morte natural, inspirando e apoiando muitos movimentos e associações de apoio à vida e à família.

Será sempre lembrado pelo seu legado pastoral, pelo testemunho de fé aliado à razão e por ter sido para

muitos, católicos, praticantes de outros credos ou descrentes, testemunho de que ‘do amor ninguém foge’.

A Assembleia da República, reunida em sessão plenária, expressa o seu profundo pesar pelo falecimento do

Cónego João Seabra, transmitindo à sua família e amigos as mais sentidas condolências.»

O Sr. Presidente: — Srs. Deputados, vamos votar a parte deliberativa do projeto de voto que acaba de ser lido.

Submetida à votação, foi aprovada, com votos a favor do PS, do PSD, do CH, do IL, do PAN e do L e

abstenções do PCP e do BE.

O Sr. Pedro Pinto (CH): — Vergonha!

O Sr. Presidente: — Passamos à deliberação seguinte, sobre o Projeto de Voto n.º 89/XV/1.ª (apresentado pelo PS) — De pesar pelo falecimento de Carlos Manuel Dias Cidade.

A pedido do grupo proponente e sem oposição de nenhum outro, tem a palavra o Sr. Deputado Pedro

Coimbra, do PS, para ler o projeto de voto.

O Sr. Pedro Coimbra (PS): — Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados, o projeto de voto é do seguinte teor: «Faleceu, no passado dia 29 de maio, Carlos Manuel Dias Cidade.

Nascido em Coimbra, a 10 de março de 1959, licenciou-se em Direito pelo Instituto Superior Bissaya Barreto,

em Coimbra, com Pós-Graduação em Direito do Ordenamento do Território, Urbanismo e Ambiente, pela

Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, e exercia a sua atividade profissional no Departamento

Jurídico das Águas do Centro Litoral S.A.

Com percurso sindical relevante no início da sua vida pública, foi na Câmara Municipal de Coimbra que mais

se destacou, e aí desempenhou as funções de adjunto e de chefe do Gabinete do Presidente da Câmara

Municipal de Coimbra à época, Manuel Machado. Foi, posteriormente, também, vereador a tempo inteiro, de

2013 a 2017, e vice-presidente da autarquia, de 2017 a 2021, sendo responsável pelos pelouros da gestão

urbanística, ambiente, espaços verdes e jardins, mercados e desporto.

No atual mandato, exercia a função de vereador sem pelouros atribuídos, conciliando estas funções com a

sua atividade profissional.

Sempre com a defesa dos interesses do município de Coimbra em mente, exerceu, em sua representação,

as funções de Presidente do Conselho Estratégico da Reserva Natural do Paul de Arzila e da Comissão

Ambiental de Acompanhamento da Unidade de Tratamento Mecânico-Biológico de Coimbra, no biénio

2016/2017, e integrou ainda o Comité Organizador dos Jogos Europeus Universitários de Coimbra, em 2018.

Foi vice-presidente da direção e membro da mesa da Assembleia-Geral da Associação Académica de

Coimbra/OAF a quem entregava também uma grande paixão e dedicação.

Homem de causas, dedicado, empenhado e trabalhador, era militante do Partido Socialista, onde

desempenhou relevantes e importantes funções concelhias, distritais e nacionais. A notícia do seu falecimento

Páginas Relacionadas