O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

21 DE JULHO DE 2022

77

O Sr. Ministro da Cultura (Pedro Adão e Silva): — Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados: Temos hoje uma

maioria para governar e não fugimos à responsabilidade.

Aplausos do PS.

Protestos do PSD.

Esta maioria nasceu, aliás, da confiança que os portugueses depositaram no Governo, num contexto que se

sabia que não seria fácil. Não nasceu de uma ilusão nem de um quadro de euforia.

Ao cabo de dois anos que foram especialmente duros, de uma pandemia, os portugueses sentiram que

podiam confiar. E a maioria é sempre uma responsabilidade acrescida.

Aliás, os portugueses confiaram no Governo porque este é, também, um Governo que confia nos

portugueses.

Aplausos do PS.

É um Governo que não alimenta divisões.

A Sr.ª Joana Mortágua (BE): — E os professores?!

O Sr. Ministro da Cultura: — Já passou o tempo em que se punham uns contra os outros, novos contra

velhos, funcionários públicos contra funcionários do setor privado, tratando grupos inteiros de trabalhadores

como bode expiatório.

Protestos de Deputados do BE.

Estamos aqui para avançar juntos, e é mesmo isso.

Os portugueses confiaram em nós e há uma outra diferença fundamental: nós também confiamos nos

portugueses.

Confiamos nos que investem na formação porque sabem que o seu futuro e o do País dependem do trabalho

mais qualificado, do conhecimento, da ciência e da aposta no ambiente e na cultura.

Protestos de Deputados do PCP e do BE.

O Sr. Pedro Melo Lopes (PSD): — Comédia!

O Sr. Ministro da Cultura: — Confiamos nos médicos, nos enfermeiros e nos técnicos do Serviço Nacional

de Saúde, que cuidam de todos, dia após dia, na linha da frente.

Aplausos do PS.

Confiamos naqueles que, depois de uma vida de trabalho, ajudam os seus filhos e os seus netos, porque

esse cuidado e essa generosidade são uma marca cultural do nosso País.

Protestos de Deputados do PSD e do CH.

Confiamos naqueles que combatem incêndios e, com grande coragem, protegem a comunidade.

Aplausos do PS.

Confiamos nos que não desistem das suas terras, que apostam na agricultura do futuro, na cultura e no

turismo no interior do País.

Páginas Relacionadas
Página 0053:
21 DE JULHO DE 2022 53 O novo estatuto do SNS é, afinal, uma ficção para enganar al
Pág.Página 53
Página 0054:
I SÉRIE — NÚMERO 34 54 Até 2025, irá o Governo disponibilizar 24 milh
Pág.Página 54