O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 110

74

Aplausos da IL.

O Sr. Presidente: — Para encerrar o debate, tem a palavra a Sr.ª Deputada Joana Cordeiro, do Grupo

Parlamentar da Iniciativa Liberal.

A Sr.ª Joana Cordeiro (IL): — Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados: No final deste debate, creio que não

será de mais reiterar que basta de irresponsabilidade.

Enquanto a esquerda só quer Estado, mais Estado e mais Estado, a Iniciativa Liberal, pelo contrário,

preocupa-se com as pessoas, quer mais saúde para todos e mais acesso, atempado e de qualidade, a

cuidados de saúde.

Por esse motivo, temos vindo a manifestar-nos contra o fim das PPP na saúde e a exigir o seu regresso. É

preciso que o Governo se convença, de uma vez por todas, daquilo que temos vindo a defender: o Estado não

tem de ser dono de todas as entidades que prestem serviços públicos.

Protestos do PCP.

O papel do Estado deve ser o de definir prioridades, financeiras e de políticas públicas, para conseguir

garantir mais acesso a maior qualidade de serviço, ao mais baixo custo para os contribuintes, assim como o

de saber negociar, com firmeza e transparência, em defesa do interesse das pessoas, e não de si próprio.

O Primeiro-Ministro devia ter a coragem — e, já agora, os Deputados do Partido Socialista deveriam ter a

coragem — de explicar à população servida pelo Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, que acabar com a PPP

foi a melhor decisão. Deveriam fazer o mesmo em Braga e em Vila Franca de Xira, e ter a coragem de

perguntar a todas essas pessoas, inclusivamente aos vossos autarcas, nessas regiões, se agora estão mais

satisfeitos. As respostas seriam evidentes e a consequência só podia ser uma: o Primeiro-Ministro teria um

pedido de desculpa para lhes apresentar.

Vozes da IL: — Muito bem!

A Sr.ª Joana Cordeiro (IL): — Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados, o SNS precisa de competência, de

estratégia e de futuro.

A Iniciativa Liberal, ao contrário do que muitos quiseram fazer parecer, não quer acabar com o SNS. O que

quer é um sistema nacional de saúde coerente, equilibrado e transparente, no qual o SNS, os privados, o setor

social e os profissionais liberais existam em pé de igualdade, para que se assegure efetivamente e a todas as

pessoas, sem exceção — e não apenas àquelas que podem pagar uma alternativa —, o acesso a cuidados de

saúde com qualidade e segurança, a tempo e horas.

O Sr. João Cotrim Figueiredo (IL): — Muito bem!

A Sr.ª Joana Cordeiro (IL): — É por isso que agendámos este debate e que trouxemos estas iniciativas a

votação. Todas as bancadas terão, amanhã, a oportunidade de mostrar ao País de que lado estão: se estão

do lado das pessoas, ou se estão do lado do preconceito ideológico.

Na Iniciativa liberal, nós não hesitamos: estamos do lado das pessoas.

Aplausos da IL.

O Sr. Miguel Matos (PS): — Das pessoas?!

O Sr. João Dias (PCP): — Quais pessoas?!

O Sr. Presidente: — Assim, encerramos o terceiro ponto da nossa ordem do dia e passamos ao quarto

ponto, que consiste na apreciação do Projeto de Resolução n.º 262/XV/1.ª (PCP) — Pelo reforço da rede de

Páginas Relacionadas
Página 0075:
6 DE ABRIL DE 2023 75 equipamentos e serviços de apoio aos idosos e valorização das
Pág.Página 75
Página 0076:
I SÉRIE — NÚMERO 110 76 acordos de cooperação, privilegiando as insti
Pág.Página 76
Página 0077:
6 DE ABRIL DE 2023 77 pessoa, desde a infância à velhice, procurando que a ação tra
Pág.Página 77
Página 0078:
I SÉRIE — NÚMERO 110 78 Acrescento ainda que faz parte da visão de in
Pág.Página 78
Página 0079:
6 DE ABRIL DE 2023 79 financiar a totalidade das despesas com a prestação de cuidad
Pág.Página 79
Página 0080:
I SÉRIE — NÚMERO 110 80 necessidade de realçar esses mesmos direitos
Pág.Página 80
Página 0081:
6 DE ABRIL DE 2023 81 denominada economia de prata, tudo em paralelo —sim! — com as
Pág.Página 81
Página 0082:
I SÉRIE — NÚMERO 110 82 Assim, os aumentos têm sido manifestamente in
Pág.Página 82