O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

1 DE JULHO DE 2023

69

Luís Aleluia, um dos atores portugueses mais acarinhados pelo público, é unanimemente considerado “um

homem bom e um excelente comediante”, tendo sido premiado com diversas distinções, sobretudo pela sua

atividade de ator, mas foi também autor, encenador e produtor de espetáculos.

Além de reconhecido artista, Luís Aleluia deu também o melhor de si aos outros, nomeadamente com o seu

empenho e dedicação ao projeto da Casa do Artista, que é hoje uma nobre realidade na ajuda às atrizes e

atores em final de carreira.

Neste momento de enorme perda para a cultura portuguesa, a Assembleia da República manifesta o seu

mais profundo pesar pelo falecimento de Luís Aleluia, endereçando à família e amigos as mais sinceras e

sentidas condolências.»

A Sr.ª Presidente (Edite Estrela): — Srs. Deputados, vamos votar a parte deliberativa deste projeto de

voto.

Submetido à votação, foi aprovado por unanimidade.

Passamos, de seguida, ao Projeto de Voto n.º 386/XV/1.ª (apresentado pelo PSD) — De pesar pela morte

de Paula Calado.

Peço à Sr.ª Deputada Lina Lopes o favor de ler este projeto de voto.

A Sr.ª Secretária (Lina Lopes): — Sr.ª Presidente e Srs. Deputados, o projeto de voto é do seguinte teor:

«Paula Calado, vereadora da Câmara Municipal de Elvas, morreu no passado dia 24 de junho, aos

52 anos, vítima de um acidente de viação.

Não deixa de ser relevante que, tendo encabeçado a lista de coligação PSD/CDS às eleições autárquicas

de 2021, que culminaram na sua eleição para o cargo de vereadora, o Executivo liderado por um movimento

cívico tenha deliberado atribuir-lhe competências executivas nas áreas da cultura e do turismo, o que diz muito

da personalidade de Paula Calado enquanto dirigente que colocava os interesses superiores do município de

Elvas para além dos interesses meramente partidários. Revela igualmente uma capacidade de trabalho

notável e competências muito assinaláveis nos domínios das atribuições que lhe foram delegadas.

A nível político-partidário, ocupava atualmente o cargo de Presidente da Comissão Política Concelhia do

PSD, tendo sido candidata ao Parlamento Europeu nas eleições de 2019. Foi ainda membro da Comissão

Política Nacional do PSD e, igualmente, Presidente da Mesa da Assembleia Distrital do PSD.

Perante este trágico acidente que motivou a perda precoce de uma personalidade de inegável importância

na vida do concelho de Elvas, a Assembleia da República manifesta o seu mais profundo pesar pelo

falecimento de Paula Calado, endereçando à família e amigos as mais sinceras e sentidas condolências.»

A Sr.ª Presidente (Edite Estrela): — Srs. Deputados, vamos votar a parte deliberativa do projeto de voto

que acaba de ser lido.

Submetido à votação, foi aprovado por unanimidade.

Estando presente, na galeria, a filha de Paulo Calado, a Mesa endereça-lhe sentidas condolências.

Srs. Deputados, na sequência das votações a que acabámos de proceder, vamos guardar 1 minuto de

silêncio.

A Câmara guardou, de pé, 1 minuto de silêncio.

Vamos, agora, votar um requerimento, apresentado pelo BE, solicitando a baixa à Comissão de Assuntos

Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, sem votação, por 60 dias, do Projeto de Lei n.º 834/XV/1.ª

(BE) — Altera os requisitos e os impedimentos para a candidatura a família de acolhimento e alarga os apoios

concedidos ao abrigo da medida de apoio junto de outro familiar e de confiança a pessoa idónea, dos Projetos

de Resolução n.os 778/XV/1.ª (BE) — Recomenda ao Governo a implementação de formação específica de

famílias de acolhimento e de candidatos a adoção com vista à sensibilização e capacitação para a adoção de

Páginas Relacionadas
Página 0070:
I SÉRIE — NÚMERO 148 70 crianças mais velhas, 779/XV/1.ª (BE) — Recom
Pág.Página 70
Página 0071:
1 DE JULHO DE 2023 71 e 549/XV/1.ª (PAN) — Recomenda ao Governo a eliminação das ta
Pág.Página 71