O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

0446 | II Série A - Número 021 | 18 de Fevereiro de 2000

 

6 - Igreja Paroquial de sumptuosa construção do século VI mas com reconstruções dos anos de 1903 e 1999, onde se administram os sacramentos aos fiéis da freguesia.
7 - Duas capelas para o serviço religioso.
8 - Uma escola do primeiro, segundo e terceiro ciclo do ensino básico.
9 - Três Jardins de Infância e duas escolas do 1.º ciclo do ensino básico.
10 - Consultórios médicos de medicina privada.
11 - Centro Social e Paroquial de dois pisos para salão de festas, cozinha e refeitório.
12 - Farmácia para o fornecimento de medicamentos.
13 - Duas instituições bancárias.
14 - Duas estações de venda de produtos combustíveis.
15 - Centro de controle e Inspecção de viaturas.
16 - Estações de serviço, mini-mercados, comércio geral, papelaria, escritórios de advogado e contabilidade.
17 - Estabelecimentos comerciais do ramo de electrodomésticos, papelaria com totoloto, padarias, escritórios.
18 - Associação para o Desenvolvimento Social da Loureira.
19 - Centro Cultural e Recreativo do Pedrome.
20 - Casa do Povo com campo de futebol de cinco.
21 - Campo de jogos da União Desportiva da Serra com equipas de seniores e juniores nas divisões de honra e primeira divisão a nível distrital.

IV Colectividades

Além das colectividades acima referidas existem ainda:
1 - Grupo Desportivo e Recreativo de S. Guilherme, que se dedica à prática de futebol com equipas na divisão distrital e das camadas jovens.
2 - Rancho Folclórico de S. Guilherme. Dedica-se à cultura popular com meritório trabalho na inventariação, conservação e na divulgação da etnografia local. É membro dos grupos federados.
3 - Associação Cultural e Recreativa do Vale Tacão, com sede própria e se dedica ao apoio nos tempos livres dos moradores do lugar e na prática de jogos tradicionais.
4 - Associação Cultural e Recreativa de S. Miguel. Tem a sua sede no lugar dos Olivais, prestando apoio nos tempos dos moradores dos lugares dos Olivais e do Vale Sumo.
5 - Associação Social e Recreativa do Casal das Figueiras e Gordaria no préstimo de apoio nos tempos livres dos moradores dos lugares e na prática de jogos populares.
6 - Associação Social do Ulmeiro. Tem sede própria no lugar do Ulmeiro e serve de ponto de encontro dos moradores e na prática de futebol de cinco para as classes jovens.
7 - Associação de Caçadores da Serra. Pertence a toda a freguesia mas com instalações no lugar da Loureira para a prática na arte de caçar.

V Festas, feiras e romarias

Aqui se realizam as festas religiosas na Igreja Matriz, sendo a primeira em honra de S. Miguel, no mês de Janeiro, da responsabilidade dos jovens dos 20 anos; no primeiro domingo do mês de Maio celebra-se a festa da padroeira de Santa Catarina, da responsabilidade dos homens e mulheres dos 50 anos; a festa do Divino Espírito Santo, com distribuição de pão a todos os que assistem à festa, sendo muito concorrida e muito antiga; a festa do Sagrado Coração de Jesus. É anual e se realiza nos primeiros domingos do mês de Agosto. É a festa da terra, sendo muito concorrida.
Em todas as capelas se organizam festejos em honra dos padroeiros e assim temos festa de Santo Amaro, no lugar da Loureira; a festa de S. Guilherme no lugar da Magueigia; a festa de S. Miguel no Vale Sumo; a festa de Santa Marta no lugar da Loureira; as festas dos Reis e de Nossa Senhora da Anunciação na capela do Vale Tacão e a festa de S. João de Deus no oratório do Casal da Estortiga.
As feiras são mensais com realização nas seguintes datas:
Feira dos dezasseis, no lugar dos Cardosos e invariavelmente no dia 16 de cada mês: feira dos vinte e oito no lugar da Quinta da Sardinha e a mensal no primeiro Domingo de cada mês no lugar da Loureira.
Romarias são as que se fazem ao santuário da Cova da Iria.

VI Conclusão

A população de Santa Catarina da Serra é muito laboriosa e constitui mão-de-obra para os sectores de actividade em crescimento. O desemprego é inexistente.
Por todas as razões anteriormente expressas, pelo conjunto de equipamentos de que dispõe, pela vontade das suas gentes, a freguesia de Santa Catarina da Serra reúne todas as condições para que seja elevada à categoria de vila.
Deste modo, ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais, o Deputado abaixo assinado apresenta o seguinte projecto de lei:

Artigo único

A freguesia de Santa Catarina da Serra, no concelho de Leiria e elevada à categoria de vila.

Palácio de São Bento, 2 de Fevereiro de 2000. O Deputado do PSD, José Sousa e Silva.

PROJECTO DE LEI N.º 98/VIII
CRIAÇÃO DO DIA NACIONAL SEM CARRO

Exposição de motivos

A poluição atmosférica provocado pela circulação automóvel é um dos graves problemas ambientais com que hoje se deparam as nossas cidades e uma das principais responsáveis pelo grave fenómeno com que se confronta o planeta, o das alterações climáticas.
A poluição do ar nas cidades deve-se sobretudo aos automóveis que invadem as ruas, entopem as cidades, provocam o caos, libertando componentes químicos que poluem o ar que respiramos e, dessa forma, provocando danos à nossa saúde. Por outro lado, a quantidade de automóveis que todos os dias atravessam as nossas cidades contribui também para a poluição sonora.
Os Verdes entendem ser imperativo alertar para a necessidade de modificar o comportamento das populações urbanas no que respeita aos hábitos de mobilidade como forma de recuperar alguma qualidade de vida que a maioria das nossa cidades foi perdendo.
É, pois, necessário sensibilizar as pessoas e os poderes públicos para incentivar atitudes mais ecológicas e mais saudáveis, nomeadamente, na progressiva utilização do transporte público.

Páginas Relacionadas
Página 0447:
0447 | II Série A - Número 021 | 18 de Fevereiro de 2000   Por outro lado, pr
Pág.Página 447
Página 0448:
0448 | II Série A - Número 021 | 18 de Fevereiro de 2000   quatro anos) muito
Pág.Página 448
Página 0449:
0449 | II Série A - Número 021 | 18 de Fevereiro de 2000   Artigo 5.º (Co
Pág.Página 449