O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

0978 | II Série A - Número 032 | 11 de Outubro de 2002

 

É o que, em resumo, descreve João Gonçalves Gaspar no artigo "Rocamador em Soza", onde há várias referências históricas que fazem alusão de novo a Soza e aos frades de Rocamador.
Também existem outras indicações datadas de 1212, e ainda no reinado de D. Sancho II, com referência à povoação de Bustos junto com a da Mamarrosa, em que foram doadas com todos os seus povos e suas cercanias a Frei Hugo, Prior-Mor do Mosteiro de Santa Maria de Rocamador. Tal doação foi confirmada em 1620 por D. Afonso III.
Fazem história ainda uma reforma administrativa dos liberais entre 1834-1836 que acabou com tal fragmentação, eliminando muitos pequeníssimos concelhos que havia pelo país, entre eles o concelho de Sorães, que é hoje um lugar da freguesia de Santa Catarina de Vagos, que era dependente da Comenda de Ansemil da Ordem de Malta, onde Bustos também pertenceu.
Entretanto a povoação de Bustos pertenceu também aos concelhos de Aveiro e de Soza, tendo novamente em 1836 passado para o concelho de Mira e integrada definitivamente no concelho de Oliveira do Bairro após a restauração do mesmo a 13 de Janeiro de 1893.
Desde o início do séc. XVIII, ou antes, Bustos começou a revelar-se um local importante na zona. Era no actual centro da povoação que se situava um celeiro municipal, para onde convergiam os dízimos e contribuições feudais das povoações circunvizinhas.
É seu patrono São Lourenço, que, à data de 1758, já é referida a ermida em seu nome e ao tempo dependente de Mamarrosa, mas cuja conservação e reparo pertencia aos moradores dos lugares de Bustos, Barreira, Azurveira e Sobreiro.
A festa em honra deste Santo realizava-se, e ainda se realiza, no dia 10 de Agosto.

II
Infra-estruturas sociais, educativas, recreativas e culturais

A povoação de Bustos tem actividades sociais, educativas e culturais nas diferentes áreas.
1 - A acção social da comunidade é assegurada essencialmente por duas IPSS: a Associação A, B, C de Bustos e a Associação Só-Bustos.
A primeira dispõe de um centro de dia para idosos e outras actividades de inserção social; a segunda dispõe de um lar de idosos com atendimento domiciliário.
As duas associações cobrem todas as carências de carácter social da povoação.
2 - Infra-estruturas educativas: a povoação dispõe de uma boa cobertura educativa:
De carácter particular:
- Um jardim de infância e creche da responsabilidade da Associação ABC;
- O Colégio Frei Gil, Instituto de Promoção Social da Bairrada (IPSB), que é o maior estabelecimento de ensino do concelho. A sua actividade inicia-se no berçário e vai até ao 12.º ano, incorporando as áreas científico-natural, económicas, artes, humanidades e dois cursos tecnológicos (química e informática), cujos instruendos são muito requisitados pelas empresas da região, passando pelo ensino recorrente, com dois cursos (electricidade e electrónica, comunicação e animação social). A primeira preocupação é a de promover socialmente as gentes da Bairrada.
De carácter público:
- Um jardim de infância;
- Duas escolas do 1.º ciclo do ensino básico.
3 - Infra-estruturas de carácter recreativo e desportivo:
- O Colégio Frei Gil, que dispõe de um pavilhão desportivo coberto, aberto à população em horário extra-escolar, completamente equipado para a prática de vários desportos individuais e colectivos, e um polidesportivo descoberto.
- A junta de freguesia dispõe também de um polidesportivo descoberto com iluminação nocturna, serviços de apoio administrativo, balneários e café-bar, com uma zona envolvente ajardinada e parque de estacionamento.
- A Associação Desportiva e União Desportiva de Bustos dispõe de um campo de futebol, onde, além das competições a nível distrital, faz formação desportiva junto das camadas jovens, através da escola infantil e juvenil.
4 - Infra-estruturas de carácter cultural:
No campo cultural existem o Orfeão de Bustos e o Grupo de Cantares de Bustos, que desenvolvem várias actividades culturais não só no concelho mas também fora dele.
A junta de freguesia dispõe de uma sala de festas e danças para actividades culturais e recreativas.

III
Património

A povoação de Bustos tem algum património histórico e arquitectónico, designadamente o Palacete do Visconde e o seu torreão datado de fins do século XIX e algumas edificações dos anos 20.

IV
Saúde

A povoação dispõe de:
- Uma extensão de saúde com quadro médico suficiente para dar resposta a toda as necessidades de cuidados primários;
- Uma farmácia;
- Um centro médico;
- Uma clínica dentária.

V
Actividades económicas

1 - A agricultura continua a ser um elemento de referência nesta povoação, com a cultura do milho, batata e vitivinicultura;
2 - O comércio abrange todo o tipo de actividades, desde os materiais de construção à mecânica de precisão;
3 - A indústria também está presente, com predominância da actividade de transformação de argilas vermelhas, embora na zona industrial do Barreirão estejam fixadas outro tipo de indústrias e equipamentos;
4 - Um supermercado;
5 - Quanto a serviços, dispõe de uma estação de correios, uma agência bancária, um gabinete de seguros e um posto de abastecimento de gasolina.

VI
Restauração e comércio

- Dispõe de um restaurante regional com salão para banquetes e mais quatro pequenos restaurantes;

Páginas Relacionadas
Página 0980:
0980 | II Série A - Número 032 | 11 de Outubro de 2002   para actuações em di
Pág.Página 980
Página 0981:
0981 | II Série A - Número 032 | 11 de Outubro de 2002   - Instituição paroqu
Pág.Página 981
Página 0982:
0982 | II Série A - Número 032 | 11 de Outubro de 2002   constitucionais e re
Pág.Página 982